segunda-feira, 30 de julho de 2012

PARTIDOS

O que são os partidos políticos neste país
senão aglomerações voltadas
para a louvação dos seus patriarcas.
Ainda que o guarda-chuva
das aglutinações de interesses
abriguem adeptos e simpatizantes
sob o mesmo manto ideológico,
essas organizações serão porta-vozes
daqueles que comungam no templo das aparências.

Á medida que os partidos tupiniquins
definem-se por interesses estratificados
entram na lista do sectarismo...

A praxis adotadas pelos partidos
é exclusivista e excludente.
Basta olhar algumas siglas:
Partido dos Republicanos,
Partido dos Municipalistas,
Partido dos Pecuaristas,
Partido dos Trabalhadores.
Por dedução, logo teremos,
Partido do Negro,
Partido do Branco,
Partido do Índio,
Partido do Ruívo...

Na verdade o sistema é composto
por clubes, sindicatos, federações...
Partidos políticos deveriam ser
instituições voltadas para a defesa do homem
diante dos desmandos do estado.

quinta-feira, 26 de julho de 2012

SEIS PONTO ZERO

Entre a curiosidade e a resignação
acordei ancorado nas águas sexagenárias,
e a primeira indagação que fiz a mim mesmo
ficou indefinida no ar...
Não soube o que havia mudado,
mas lembrei das palavras do meu pai
à mesma altura da existência,
não sei se sério ou divertido:
tudo mudou e nada mudou...
Eu, com vinte anos naquele tempo,
pensei comigo: isso é loucura...
Quatro décadas escorreram pela ampulheta,
mas hoje eu não sei o que dizer!

segunda-feira, 23 de julho de 2012

VEM AI

Vem ai mais uma campanha eleitoral,
época do horário político gratuito,
tempo de comédia na telinha.

Virão os candidatos de nomes engraçados;
alguns caricatos,  lúdicos, folclóricos;
outros sisudos, hilários, bizarros...

Vem ai mais uma temporada
de promessas ao santo eleitor,
protagonista do objeto do desejo.

sexta-feira, 20 de julho de 2012

A NOVA SEITA

A última seita
que chegou na praça,
 entre outras coisas,
veio impulsionar
o ramo das academias.

Ainda se desconhece
a procedência da doutrina
sem ritos, sem dogmas,
mas de culto ao corpo.

Tal como as religiões sistematizadas,
esta também concebe o princípio
do ente primordial criador
de tudo que existe.

Sabe-se também que a seita
veio com o propósito de resgatar
alguns valores antigos
como a busca do corpo apolíneo
e da  forma escultural clássica.

Também já disseram
que a seita foi expulsa
de alguns países periféricos,
precisamente aqueles mais atrasados
onde a população raquítica
perseguiu de forma violenta
os cultores do corpo ideal.

Os templos da novíssima seita
diferem de todas as outras
parecendo centro de educação física,
casa repletas de aparelhos ginásticos
de última geração.
Em vez de orações
são ministrados exercícios.
No lugar dos cânticos,
são executados hinos de estímulo
à modelagem do corpo.

A seita também incentiva
a cultura da  tatuagem,
oferecendo, inclusive, prêmios
de viagens por lugares exóticos
àqueles que transformarem o corpo
em mosaico.

O nudismo é outra prática adotada
por esta seita sui-generis
daí a preferência por países tropicais
onde os membros da congregação
podem exibir os corpos nus
durante todo o tempo.

terça-feira, 17 de julho de 2012

TUA VIDA

Tu, em vários momentos da vida,
te deparaste na encruzilhada da existência,
pensando nas inúmeras vezes,
que desejaste estar na pele de um amigo
para viver as aventuras que ele contava;
histórias que nunca foram vividas
porque eram frutos da imaginação do cara,
mas tu desconhecias a verdade e maldizia
tua vida tão simples aos teus olhos.

Tu bebias as gotas do sucesso alheio
aplaudindo a passagem do artista,
pondo-te aos pés dos teus ídolos,
sugando a pretensa felicidade sonhada.
Não percebias que os minutos de fama
 cobram seu  preço de retorno
e aquele sorriso Colgate exposto na vitrine
pode significar um grito de desespero do incauto
atrelado à máquina de produzir vaidades.

sábado, 14 de julho de 2012

LAZER, DOPAGEM. OU NÃO?

A história tem demonstrado
através da linha do tempo
que para compensar a carga estréssica
gerada pelo trabalho repetitivo
o homem adotou em sua dieta
métodos aleatórios de lazer,
além daquelas distrações naturais
como a fornicação, por exemplo.

Possivelmente tudo haja começado
com as pinturas rupestres nas cavernas...
Muito tempo depois vieram os esportes violentos
e muita gente foi comida pelos leões nas arenas,
mas aquela parcela do povo grego
que estava a frente do seu tempo
inventou os jogos olímpicos...
Um dia apareceu Gutemberg trazendo o papel,
dizendo aos manda-chuvas daquele tempo:
Construam escolas, preparem professores,
coloquem o povo nas páginas dos livros...

A segunda metade do século vinte
foi marcada pelo espantoso avanço tecnológico,
sobretudo nos aparelhos telecomunicativos:
televisão, telefone, computador, celular, internet, televisão...
Mas aquilo que deveria propiciar um lazer maravilhoso
também pode criar uma dependência perigosa.
Acho que se Vladimir Zworikin, inventor do tubo de tv,
fosse vivo, pediria:
"Por favor, retirem o povo de dentro da telinha,
a vida está do lado de fora".

quarta-feira, 11 de julho de 2012

HOJE

Não deixes que o melhor dia da tua vida
se perca nas galerias do incomensurável.
T u aprendeste que os dias são cópias,
mas o dia de hoje é especial e único;
jamais haverá outro igual.

Ainda que o teu coração busque na gaveta do tempo
reminiscências das coisas pretéritas,
melhor deixá-las onde estão,
porque a vida te chama para o aqui e o agora.

Quando leres aquela frase
na tua agenda: "recordar é viver",
não te paralises diante da miragem
e lembra-te daquele outro adagio antigo:
"As águas do passado não movem moinhos".

segunda-feira, 9 de julho de 2012

MEU AVÓ

No  fim da vida
meu avô perdeu a fala,
mas conservou a sensibilidade
até o fim dos seus dias.

Naquela  altura da existência,
à medida que  as forças lhe permitiam,
andava pelas ruas contemplando
as coisas que passavam desapercebidas
pelos homens tristes.

Por fim meu avô perdeu as pernas,
mas não perdeu o entusiasmo
e quando assistia às cantilenas
dos homens saudáveis, agastados
por contratempos irrelevantes,
ficava pensando com os botões dele:
esses caras não têm respeito pela vida !

sexta-feira, 6 de julho de 2012

FIMDI

É sexta-feira
e eu quero provar
um pouco de ar puro.
Sábado e domingo
sairei por ai,
caminhando pelos parques
como se não houvesse
um aparelho de tv.

Neste fim de semana
ficarei desplugado,
longe da internet.
Pedalarei a velha bike
para que a ferrugem não a destrua
por falta de uso.

De repente, até quem sabe
se não baterei uma bolinha,
pois já ando meio cansado
de adquirir adiposidade, sentado,
ouvindo os gritos do narrador esportivo,
narrando o gol: É REDE!


quarta-feira, 4 de julho de 2012

ADOLESCÊNCIA

Eu acordava naquelas manhãs encantadas
e bebia as primeiras gotas de sol,
colocava no bolso "Cem Sonetos de Amor"
 dava um giro pela beira da  praia,
observando as gaivotas catando aperitivos na areia.
Às vezes sentava no trapiche e lia
um soneto para a sereia que estava àquela hora
tomando banho de sol em alguma praia deserta,
num país imaginário, além da linha do horizonte.
Outras vezes, o reflexo d'água nos olhos
causava-me sonolência e adormecido
eu sonhava que era um poeta
e as musas acariciavam meus ouvidos
com palavras que eu ainda não conhecia.
Despertava extasiado, ainda sonhando,
pegava o caminho de volta, lendo os poemas 
de Neruda.
Ao entrar dentro de casa, minha mãe perguntava:
menino, viste o Pássaro Azul? 

domingo, 1 de julho de 2012

A CANÇÃO DO SER

Outro dia, ouvindo uma canção do Raul
voltei a pensar novamente aquele verso
que muitas vezes não quis ouvir:
"Eu tinha medo de sentir a beleza da simplicidade"
Eis o convite para o questionamento interior!
Talvez haja chegado o momento
de rasgar o script que trazia a gente preso
ao mundo das aparências.
Acho que chegou a hora de ouvir
aquela voz brotando da consciência:
"Não te aborrece por que não tens o glamour,
que  criaste para os teus ídolos,
mas busca o objetivo valioso
que dá sentido à vida:
o jeito autentico de ser"