A minha Lista de blogues

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

O MUNDO ENTENDE SOMENTE DE AÇÃO

Pensei comigo, mas não disse nada
Guardei as palavras não ditas antes
para manifestá-las aqui na rede:
desejei muito que o dia de ontem
houvesse sido o último dia
de práticas corruptas neste país,
mas desconfio que a realidade
não corroborará o meu desejo.
Não sou o único. Muitos, muitos
desejamos a mesma coisa...
Mas desejo somente não basta.
Enquanto o desejo for apenas
palavras soltas repetidas ao léu.
não haverá mudanças substanciais
na  deplorável conjuntura da atualidade.

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

PRECISA CHOVER EM BRASÍLIA

Durante a  visita da chuva,
que aconteceu semana passada,
lembrei de uma frase  arquivada
que ouvia à época da juventude:
pancadas de águas torrenciais
lavam a alma do mundo
Verifiquei que após a precipitação,
a  sujeira  acumulada nas calçadas
foi  varrida para longe dos olhos
deixando a sensação de leveza
no corpo, na mente e no espírito.
Entusiasmado com o bem-estar
proporcionado pela chuva física
implorei aos mentores espirituais
pela descida  da chuva moral
sobre os órgãos públicos da nação,
sobretudo, no Congresso Nacional.

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

CALOR, FRIO, GELO, MORMAÇO: GOSTO PRA TUDO

Nada contra
os elementos naturais,
geradores das altas temperaturas.

Se não amo o calor
pelo  menos compreendo
a necessidade de sua existência

Mas uma tarde suave,
de brisa, às portas do verão
são refrigeradas bençãos celestes




quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

AGORA

Prometo me fixar no agora,
porque tudo  que temos
é o momento presente.
O passado já aconteceu
e o futuro é inatingível,
mas recaio à promessa
e deixo de cumpri-la,
não por teimosia,
mas por fraqueza
e por vezes me vejo
envolto em espirais
de lembranças antigas.

domingo, 3 de dezembro de 2017

VIÉS DO TEMPO

Não sei se é por causa da velhice
que gosto de olhar casas antigas,
 de andar por caminhos remotos,
e de ler coisas que já caducaram.
Não sei se é um desejo velado
de buscar o rosto da juventude,
plasmado no viés do tempo

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

PERGUNTAR NÃO OFENDE A CONSCIÊNCIA

Por tantas vezes,
parentes, amigos,
afins, camaradas
(ah, o vocábulo
camarada não
desce bem )
disseram-me:
passa lá em casa
para ver o carro que comprei,
para ver a mobília que troquei,
para ver o escritório que montei,
para ver o dinheiro que ganhei...
Então, fico a perguntar-me,
" o que estamos fazendo aqui?"