sábado, 23 de junho de 2012

ELE

Ele não brincou com os filhos
e não os viu crescer,
corria atrás do vil metal.
Precisava garantir o estudo da prole,
queria encaminhá-los na vida.

Ele esqueceu das primaveras,
dos pôr de sois,
das peladas de sábado,
da conversa fiada com os amigos.
Estava focado na manutenção
do padrão de vida da família.

Passando pela meia-idade
continuava trabalhando
feito burro de carga.
Almejava juntar um milhão de dólares,
queria curtir a vida
à época da aposentadoria.

Mal passara dos cinquenta,
a morte bateu-lhe à porta,
Naquele instante, por alguns segundos,
o filme da vida lhe rodou no cérebro,
quando lamentou com amargura
as possibilidades deixadas no caminho
para viver à posteriori...
Antes de fechar os olhos
lembrou do "Fausto de Goethe" e pensou,
ah, se a morte não fosse inexorável!


33 comentários:

  1. Infelizmente, a morte dever ser inexorável.
    Ela tem um destino para cumprir com rigor.
    Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela visita, Janice.
      Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  2. Equilíbrio é tudo! Planos só para um futuro bem próximo, a longo prazo quase sempre embrutece-nos para a vida.. Gr. BJ. Dil!

    ResponderEliminar
  3. Muitas vezes estamos tao preocupados em ir atras do "material", que acabamos deixarndo passar as coisas mais simples da vida.
    Justamento o simples que traz a felicidade!!


    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Ma, obrigado pelo comentário. Um abraço. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  4. Querido Dilmar,

    o comentário que você me deixou é lindo, o menino que tinha medo do infinito, é um poema. E leio seu poema do homem que não se sabia mortal. Não acredito em coincidências, você me ofereceu sincronias. Aguardo sempre sua presença no espaço onde tanto aprecio trocar, meu bazar de brincar? Brinquei muito quando criança. E hoje brinco de blogueira. Grande abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Accioly, obrigado pela visita e pelo comentário. Um abração. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  5. E como acontece isso, e é muito triste, tem que saber dosar, o trabalho é importante, mas "viver" mais ainda.
    Bjs ótimo final de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mary, obrigado pela visita. Um abraço. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  6. pois é... grande lição, a vida é rápida e tudo que a gente precisa faz parte dela, melhor despertar o quanto antes, adorei teu texto, supremo! parabéns!boa noite, bom domingo e sempre esteja bem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado amiga Eva. Um abraço. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  7. Quantas pessoas eu vi morrer desta mesma forma...muito triste!
    bjs
    juliana

    ResponderEliminar
  8. Oi meu amigo.
    É preciso buscar o equilíbrio e viver a vida buscando a essência em cada momento, pois ela é efêmera e quando nos damos conta não há mais tempo para curtir a felicidade. Lindo poema meu amigo.
    Tenha um lindo domingo de paz e harmonia.
    Beijos no coração.
    Gracita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Gracita. Um abração. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  9. Boa Noite Dilmar,
    Muito verdadeiro e coerente o que você escreveu e com muita sabedoria.O cidadão trabalha, e pensa que no futuro irá aproveitar a vida,ele trabalha pela prole e família e quer a todo custo vencer para ter uma vida mais tranquila,mas nem sempre isto acontece.Adorei ler seu texto.Muito bom e coerente.Bom final de semana para você e família.bjs da amiga Nati

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelas palavras carinhosas. Um abraço. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  10. do quanto se perde em cada calo das mãos? (até porque por detrás da morte há sempre qualquer coisa mais...)

    um abraço, dilmar!

    ResponderEliminar
  11. Oi amigo... eu de novo! Vim te desejar momentos sublimes!
    Momentos simples, alegres, divertidos...
    Momentos de risos, de improvisos.
    Momentos bons, de luz e paz
    Momentos felizes e inesquecíveis...
    De satisfação e de pura emoção!
    Que neste domingo
    Permaneçam os momentos de imensa alegria
    E que eles sejam extremamente vibrantes!!!
    Beijinhos doces
    Gracita

    ResponderEliminar
  12. Não importa a idade que se parta, o importante é o que foi feito desse tempo.
    Um forte abraço.

    ResponderEliminar
  13. Durante a nossa vida:
    Conhecemos pessoas que vem e que ficam,
    Outras que, vem e passam.
    Existem aquelas que,
    Vem, ficam e depois de algum tempo se vão.
    Mas existem aquelas que vem e se vão com uma enorme vontade de ficar...
    Charles Chaplin

    Ótima semana para você.
    Bjs
    Mary

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Mary, esse pensamento do Chaplin é perfeito. Obrigado pela visita . Um abraço. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  14. Belo alvorecer amigo querido!
    Gosto muito dessa forma que fazes poemas...se equilibrar é preciso ...
    bjssssssssssssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado querida. Um abraço. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  15. Pena que às vezes se descobre isso tão tarde... Lindo poema Dilmar.Abraços!!

    ResponderEliminar
  16. "Contar com a sua amizade faz meus dias terem um sabor todo especial."
    Nunca esqueça de lembrar que
    Eu nunca lembro de te esquecer.........
    Bjooooooooooooooe com Deus!
    Cigana Raicha

    http://ciganaluminosa.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  17. Olá Dilmar eu acho que os olhos entregam, não adianta desfaçar.As Psicólogo sabem quando a pessoa está mentindo,através do olhar.
    Um olhar diz tudo.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  18. Olá Dilmar desejo á vc o mesmo!
    Um ótimo fim de semana,com muita paz e saúde.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  19. E assim o é na maioria das vezes, onde pensamos que as coisas materiais suprem nossa ausência. Onde a preocupação com o comer, o vestir e outras coisas básicas pra sobrevivência que se tornam num espaço maior do que todo o resto. Quando descobrimos as faltas que cometemos, as hras passadas, olhamos para trás e amargamos nossa boca. Lindo texto, quero parabenizá-lo pelo seu bom gosto nas postagens e dizer que sinto sua falta no meu jardim. bjos

    ResponderEliminar
  20. Dilmar,lindo isso, descrevestes nesses versos o que muitos fazem, vivem trabalhando tanto e esquecem de curtir um pouco a vida, de ficar mais com os filhos, eu trabalhei, mas somente o necessário, dei muito do meu tempo aos meus filhos e não me arrependo.
    A vida é mesmo tão curta, tanto que sempre digo e escrevo "curta a vida que a vida é curta",
    Lindos todos os postes desse blog maravilhoso, até fico por mais tempo por aqui.
    Feliz dia do amigo, meu amigo, obrigada por seus comentarios também tão amáveis lá nos meus blogues!
    Ivone

    ResponderEliminar