segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

UM DIA DE DOMINGO

Aquele senhor aposentado,
vivendo dentro de casa,
há muito tempo não ia lá fora.

Mas ontem à tarde,
deu-lhe na veneta,
fazer algo diferente.

Lembrou-se das coisas da rua,
decidiu-se por um passeio,
queria ver gente de perto.

O personagem tomou um táxi,
desceu numa praça histórica,
mas o local estava deserto.

Nosso herói pensou consigo:
é muito cedo e adormeceu
sentado num banco de pedra.

Despertou às três da tarde,
olhou para todos os lados,
mas a praça estava às moscas.

O homem não se deu por vencido,
buscou outras praças da cidade,
mas todas estavam vazias.

Por fim, nosso amigo concluiu
que havia se equivocado.
Deveria ser um dia útil de semana
com todo mundo no trabalho e no estudo.

O velhinho assustou-se à porta de casa
quando alguém confirmou que era domingo.
- Mas cadê as pessoas que eu não as vejo em nenhum lugar?
- Bom, as pessoas são as pessoas (ouvir mutantes); elas aderiram ao chamado:
"A gente se encontra na frente da telinha!"

18 comentários:

  1. ahhh mas se foi ontem,
    era pra ver o timão..eô.
    BiMundial...
    rs

    (beijo)

    http://nosolhosaindafiaposdesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  2. Então! Um abraço. Tenhas uma linda semana.

    ResponderEliminar
  3. Um final surpreendente. Muito bom. Texto curto. Uma mensagem forte. Todos os bons pensamentos da Roménia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Cristian. Um abraço daqui do sul do Brasil.

      Eliminar
  4. E assim caminha a humanidade...infelizmente!!

    Beijos e boa semana!!♥

    ResponderEliminar
  5. Num dia de domingo
    Aposentado aquele senhor
    Encontrado no caminho
    Num dia de intenso calor!

    Chagada a noite refrescou
    O sol desapareceu
    No dia seguinte pela manhã voltou
    No horizonte a brilhar apareceu!

    Boa noite para você,
    amigo Dilmar Gomes,
    um abraço
    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eduardo, obrigado pelo comentário poético. Um abraço daqui do sul do Brasil.

      Eliminar
  6. É mais seguro.
    Não gosto mais de sair de casa.
    Antes eu saia muito, não gostava de ficar em casa.
    Hoje estou curtindo muito ficar em casa na TV, PC, . .
    Beijos!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Janice. Um abraço. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  7. Simplesmente, lamentável!
    Abraços Dilmar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. obrigado amiga Patricia. Um abraço. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  8. O Natal acontece no coração, ao fazermos pelos demais o que Jesus fez por nós... ao deixar o Seu Espírito reinar em nossos corações ... ao deixar o Seu amor ter preeminência nas nossas interações.
    Feliz Natal e um Ano Novo envolto em ótimos fluidos.
    Grande abraço.
    Maria José

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado amiga Maria. Um abraço. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  9. DILMAR

    venho deixar um beijinho.
    Gosto muito de ti e de te ver no meu espaço.
    Tenho tido pouco tempo e os dias têm sido curtos
    deixo uma mensagem de Paz e Esperança
    e umas letras para nos inquietar...

    DIVAGANDO

    É Natal
    De Pobres e ricos
    De novos e velhos...

    De gente que sofre...
    De gente que ama...

    Neste desencontro...
    E neste encontro ...

    Afinal...
    É mesmo Natal...



    LILI LARANJO (Magia de Natal)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado amiga Lili. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  10. Dilmar, meu querido amigo do coração,
    que poesia linda, meu querido!
    Passei para desejar a vc um Natal repleto de Luz!
    Que seus sonhos sejam realidades em 2013!
    Beijos salpicados de miosótis,
    Martha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Martha. Um abração. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar