A minha Lista de blogues

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

VILANIA

Eu que procurava convencer a mim mesmo
que havia corrigido minha parte ruim,
mas ontem à tarde tive uma recaída
ao cometer um ato de pusilanimidade.

Atitude reflexiva, infeliz, deplorável;
equação analisada pela consciência
evidenciou a dureza do meu coração
quando era necessário a prática da caridade.

Eu me encontrava absorto em meus pensamentos,
quando apareceu uma senhora pedindo auxilio monetário,
porque devido a um incêndio na casa perdera tudo o que possuía.

Cheguei a pôr a mão no bolso para alcançar algum trocado,
mas o advogado do diabo surgiiu nas minhas entranhas,
bloqueando minha vontade frouxa, dizendo que a mulher mentia.

35 comentários:

  1. Vc não é o único, Dilmar. Eu também fico nesse dilema... Ajudo ou não? As vezes é mais fácil dar o dinheiro do que parar para pensar se isso realmente ajuda a pessoa.

    Beijinhos, querido e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parole, obrigado pela visita. Um abraço. Tenhas uma ótima semana.

      Eliminar
  2. Eu não gosto de fazer caridade.
    E sou contra que outros façam.
    Beijos!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Janice, obrigado pela visita. Um abraço. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  3. No te sientas mal, tu sentimiento de incredulidad no te hace una mala persona, eso nos suele pasar en momentos en que estamos agobiados con los avatares de la vida cotidiana. Lo importante es que has cuestionado tu acción y tener conciencia es un punto de partida.
    Un abrazo amigo
    Cecy

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Cecy. Um abração. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  4. Meu querido amigo, não te culpes tanto... Um conselho? Quando tiver a oportunidade, ajude outro necessitado.Precisamos nos perdoar. Acontece com todos nós!
    Beijos,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado amiga Martha. Um abraço. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  5. Talvez um sexto sentido te impediu.
    Um bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Gisa. Um abraço. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  6. Dil,
    creio que quando vamos ajudar devemos fazê-lo de coração tentando não deixar que nossa mão esquerda veja o que a direita faz. O que importa na verdade é a atitude independente se a outra parte é verdadeira ou não, cada um se acerta com Deus pelo que faz. Adorei teu poema! Gr. Bj.!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Cris. Um abração. Tenhas uma ótima semana.

      Eliminar
  7. Realmente, faço das minhas palavras as palavras de Parole!

    Grande abraço, caro Dilmar.

    John L.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, amigo John. Mas acho que temos que fazer nossa parte.
      Um abraço. Tenhas uma ótima semana.

      Eliminar
  8. Puts. isso é ruim mesmo.
    e eu na duvida ajudo.
    confio em Deus
    e na intençao do meu coração.

    beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso ai amiga Margoh, se fizermos nossa parte, a justiça divina se encarregará do resto.
      Um abraço. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  9. Difícil saber, mas se você intuiu assim, quem sabe não foi melhor para ela. Não o culpo não, pense que se você pensou assim quem sabe não era um sinal que não era bem assim mesmo. bjos Dilmar, um final de semana super feliz prá ti.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela visita amiga Eva. Um abraço. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  10. Olá, Dilmar, tudo bem?

    Primeiramente quero lhe agradecer pelo carinho, estando sempre presente em meu blogue, eu que estive tão ausente...

    Seu poema me fez lembrar que várias vezes senti isso, pois as pessoas mentem para comprar bebida ou se drogar...

    Nessas horas é melhor ajudar com alimento ou roupas que dar dinheiro, assim fazemos o bem, sem peso na consciência de estar colaborando para esses vícios...

    Um grande beijo
    Beijos
    C

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade amiga Maria, somos testados a toda a hora. obrigado pela visita. Um abração. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  11. Podemos sim ter esse tipo de dúvida, como saber se alguém mente ou não, é muito difícil...
    Bom domingo, amigo!
    Mari.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela visita, amiga Mari. Um abração. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  12. Olá Dilmar, querido amigo, eu tenho cá minhas intuições e constumo segui-las. Acho que você agiu certo,de acordo com sua consciência.
    Feliz domingo!! Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela visita, amiga Vilma. Um abração. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  13. Carinhosamente venho desejar um feliz e abençoado Domingo.
    Uma semana de Realizações. sonhos realizados,
    pois a vida é um constante recomeçar.
    Beijos paz e luz,Evanir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela visita amiga Evanir. Um abração. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  14. Sabe,
    tenho esse tipo de reação,
    por momentos esqueço o
    bem que me negam e até faço
    bem aos que prejudicam,
    mas de súbito essa vilania que cita
    em seu poema
    toma conta de mim,
    assim consigo ver
    o mal que me faria.
    É bom quando da tempo de reagir assim, não é?
    Lindo domingo!
    Bjins Catiaho Reflexo d'Alma

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela visita. Pois, tens momentos em que gostaríamos de ser um tipo de raio laser, capaz de ler o que no coração das pessoas.
      um abraço. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  15. É. É assim, o comportamento humano.
    Façamos um esforço, no sentido de uma transformação interior.

    Resto de bom domingo e melhor seamana.
    Abraço da Luz.

    Luzes e Luares

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela visita, Luz. Voltes sempre que quiser. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar


  16. Quantas vezes dou esmola, sabendo que alimento vícios, só para não sentir esse corte de navalha na pele.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  17. Amiga Lídia, obrigado pela visita. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma ótima semana.

    ResponderEliminar
  18. Infelizmente somos bons com os que mentem. Ou deixamos de ajudar os que verdadeiramente precisam. Quantas e quantas vezes já me senti assim.

    ResponderEliminar
  19. É assim mesmo Dilmar , pensamos que já sabemos tudo, e sempre ainda tem mais um pouco para aprender... a vida sempre nos surpreendendo.
    Conheci seu espaço através de blogs de amigas em comum. Vim conhecer e adorei suas escritas.
    Tomei a liberdade de seguir seus posts.Parabeens, Sucesso!!!

    IvaldetePiunti
    http://oamoreetudo.blogspot.com.br

    Abs. Fica com Deus.

    ResponderEliminar
  20. Ah... tal fato dá o que pensar, amigo Dilmar. Em parte, concordo com a postura que a Lidia Borges assumiu em seu comentário. realmente não sabemos até que ponto estamos alimentando um vício ao darmos esmola à um pedinte. Não podemos ter a certeza de que esse dinheiro será de fato utilizado para o alimento. Acho que é uma forma de calarmos nossa consciência e pensarmos: fiz a minha parte.
    Boa reflexão!
    Bjs, amigo.

    ResponderEliminar