quarta-feira, 19 de outubro de 2011

RECUPERANDO OUTUBRO

Eu disse outro dia num poema
que o mês de outubro não possuía
o charme característico de outros meses,
que não tinha, por exemplo
o perfume e o encanto de setembro.

Entretanto, hoje pela manhã,
quando eu passeava pelo parque
observando velhas árvores floridas,
aquelas que começam a chamar nossa atenção
- Ipê amarelo, Ipê roxo, etc. -  
desde o fim de agosto;
meus olhos foram atraídos
pelo colorido de uma árvore
que desabrocha em outubro
e a minha alma entrou em êxtase
com o esplendor paradisíaco
da flor do jacarandá.

31 comentários:

  1. Eu amo outubro e acho que já te falei isso tb!
    Aqui na minha região, pra todo lado que a gente olha é só ipê!!!
    Lindo dimais da conta!
    Bjs querido!

    ResponderEliminar
  2. oi Dilmar paz
    lindo poema, gosto muito da tua amizade bjs

    ResponderEliminar
  3. Olá amiga Fatima, que coisa linda, as flores enfeitando a nossa vida!
    Um abração. Tenhas um lindo dia.

    ResponderEliminar
  4. Amiga Lúcia, que bom ouvir isso de ti.
    Um abração. Tenhas um lindo dia.

    ResponderEliminar
  5. Que bonitinho, Dilmar, delicadeza pura!

    =D

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  6. Oi Dilmar,

    O que me veio à cabeça é que para mim é o mês mais lindo de todos, pois, foi há 16 anos atrás que ganhei minha flor mais preciosa: minha filha.

    Beijo querido

    ResponderEliminar
  7. A natureza nunca nos deixa sem sua beleza. Nós é que, muitas vezes, deixamos de vê-las.

    Bjs.

    ResponderEliminar
  8. Quando estamos em paz, Dilmar, todos os dias são bonitos. Outubro nos presenteia com o canto das cigarras. Um beijo!

    ResponderEliminar
  9. Jacarandá é divino, lindo demais, não sabia que florescia em outubro, vivendo e aprendendo, lindo poema, Dilmar, abraço, boa semana.

    ResponderEliminar
  10. Amiga Luna, um abração. Tenhas um lindo dia, de preferência, sem cinzas do vulcão chileno.

    ResponderEliminar
  11. Abração amiga Fátima. Que bom que este mês é tão marcante na tua vida. Tenhas um lindo dia.

    ResponderEliminar
  12. Amiga Marilene, realmente, às vezes, olhamos mas não vemos a beleza à nossa volta.
    Um abração. Tenhas um lindo dia.

    ResponderEliminar
  13. Pois amiga Shirley, também tem o canto das cigarras. Cristo dizias: é necessário ter ouvidos para ouvir e olhos para ver...
    Um abração. Bemvinda a este espaço. Tenhas um lindo dia.

    ResponderEliminar
  14. Amiga Eva, a beleza da flor do jacarandá embeleza a nossa Feira do Livro, que sempre inicia na última sexta-feira de outubro.
    Um abração. Tenhas um lindo dia.

    ResponderEliminar
  15. Adoro!
    Setembro* é o início da primavera, e outubro* é especial porque já se aproximam as festas, as homenagens às crianças, os dias ficam mais longos e a gente já sente o cheirinho do panetone...
    Então...uma renovação de esperanças dentro de nós acontece,
    "dias de luz"* * *
    Um afetuoso abraço, meu amigo poeta.
    bjusss

    ResponderEliminar
  16. Boa poesia,meu amigo.
    Agradeço sua visita ao curta-metragem!

    comentar o poema do outro
    deixa o outro
    " menos outro qualquer "_______________http://poemacurta-metragem.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  17. Mery, seja bemvinda ao meu espaço. Lembrei agora que em outubro inicia o horário de verão, fato que propicia àqueles que soltam do trabalho em torno das 18 horas, um resto do sol da tarde.
    Volte sempre. Um abração. Tenhas um bom dia.

    ResponderEliminar
  18. Amiga NDORETTO, obrigado pela visita e obrigado pelo comentário. Volte sempre que quiser.
    Um abração. Tenhas um lindo dia.

    ResponderEliminar
  19. Amei seu poema.
    Eu amo o mês de outubro... lembra renovação.. muitas vezes a beleza está ao nosso lado e não damos a devida atenção, até algo nos chamar atenção, como um perfume ou até mesmo o florescer da árvore de jacarandá. Perfeito momento...
    aqui em meu país outubro é outono, depois de um longo e escaldante verão, vem a brisa e os ventos gelados, as várias combinações de flores, a troca e o colorido se faz presente em vermelho, amarelo, verde...daqui a pouco as folhas darão espaço para o inverno onde elas voam e foram o chão num lindo tapete de lindas cores...
    Outubro pra mim é especial em muitas datas, é meu aniversário de casamento e aniversário do meu marido...
    Outono em outubro...

    Vim conhecer teu blog e amei estar aqui
    deixo-te abraços do outono japones
    Giovanna

    ResponderEliminar
  20. Giovana, obrigado por vir aqui no meu modesto espaço. Também te sigo. Ouso perguntar se tu sentes muitas saudades do Brasil. Também te pergunto como é viver em um país de cultura tão diversa da nossa.
    Um abração. Não sei o que dizer, se tenhas um bom dia ou se tenhas uma boa noite, pois existe a questão do fuso horário.

    ResponderEliminar
  21. Oi Dilmar, é incrível como entrarmos em comunhão com a natureza pode nos proporcionar grandes insights e também momentos de puro êxtase.
    Abraços pra ti com carinho!

    ResponderEliminar
  22. Todos os meses podem ser especiais, dentro da gente, eu estou sempre florindo :)
    Beijo grande e carinhoso

    ResponderEliminar
  23. Amiga Isa, obrigado pela visita e obrigado pelo carinho.
    Um abração. Tenhas uma boa noite.

    ResponderEliminar
  24. Amiga Roos, obrigado pela visita e obrigado pelo carinho.
    Um grande abraço. Tenhas uma linda noite.

    ResponderEliminar
  25. Hajime mashita muito prazer, em receber sua visita no meu blog.
    Agora do outro lado do oceano é exatamente 05:32 - do dia 21 de outubro (sei que vcs estão em horário de verão, 1 hs a mais e agora está amanhecendo enquanto aqui está anoitecendo) estamos no outono, daqui a pouco o inverno chega... então quando é 5.15 já está escuro, no mês de dezembro, em pleno inverno as 4 hs tarde já está escuro... são exatamente 12 hs de diferença entre Brasil e Japão.

    continua...

    ResponderEliminar
  26. Dilmar, uma breve história de mim:
    Dilmar, a minha origem é italiana, nasci em 1981 em Milano, meu pai é alemão, mas morava no Brasil desde os 5 anos e minha mãe é italiana, de Verona, meus pais se conheceram no aeroporto da França, quando minha mãe estava indo para o Brasil num evento de música, ela tocava violino na orquestra de Milão - alunos juniores, ela tinha 16 anos, meu pai tb, eles se apaixonaram e quando meu pai fez 18 anos ele foi pra Italia atrás dela e deu de cara com meu avó italiano que fez de tudo pra expulsar ele de lá, mas como ele era teimoso dormiu na praça e fez serenata na janela e meu avo cedeu e tres meses depois eles se casaram... fixou residencia na Italia, tiveram 3 meninas (Vanessa, Giovanna -eu e Larissa) e tinham a guarda de mais duas meninas do irmão do meu pai que morava na Espanha, ele e sua esposa morreram num acidente e meus pais ficaram com as meninas *Roberta e Rafaela)... mas aos 23 anos minha mãe faleceu repentinamente, ela tinha um tumor na cabeça maligno (hipofese) e nunca deu importância para as dores que sentia, pois quando tocava musica, sentia um alívio e até quando estourou e faleceu, nos eramos pequenas, sem entendimento sobre a morte, meu pai jovem com 23 anos, viúvo... ficou sem saber para onde correr e 1 ano depois ele resolveu ir para o Brasil, minha avó paterna mora em S.Catarina-Brusque, e fomos nós 5 mulheres pequenas e meu pai... ficamos em S.Paulo, porque ele tinha arrumado um clube, ele era esportista e ficamos num colégio tipo internato de alemãos na V.Mariana, foram muitas adaptações, uma mistura de línguas: alemão, italiano, portugues, espanhol e aprendiamos na escola inglês...quando fui para o Brasil eu tinha 4 anos... até o dia em que fugimos do internato e fomos parar como um passeio de brincadeira pela Av. Paulista, até hoje sou apaixonada por essa avenida, e encontramos um motorista de táxi que nos levou para casa com o endereço da nossa mochila... ai meu pai resolveu que iriamos ficar em casa e a mulher do motorista de táxi cuidava da gente, moravamos no bairro da Aclimação... quando eu tinha 7 anos meu pai se casou novamente com uma brasileira descendente de italianos, aos 8 anos fomos morar na Noruega, depois Espanha, depois Alemanha, ficamos 2 meses na Italia e fomos para o Brasil quando eu tinha 11 anos e aos 12 anos viemos para o Japão...meu pai nunca nos abandonou, eramos prioridades... sua nova mulher nos abraçou como suas filhas, nos amou e criou como uma verdadeira mãe, pois não foi fácil criar 5 mulheres...do seu segundo casamento ganhamos um irmão que está com 18 anos e já está fazendo faculdade aqui mesmo no Japão...
    e desde então fixamos residência no Japão, meu pai veio a trabalho no governo , seu contrato foi sendo renovado e nos fomos nos adaptando, estudamos por aqui, criamos nossas raízes... é uma outra cultura, totalmente diferente da ocidental , mas eu sou apaixonada por essa nação e pelo povo japones que nos recebeu tão bem... moro numa província onde não existe muitos estrangeiros, brasileiros nenhum...então somos previlegiados e tratados muito bem... mas conhecemos bastantes brasileiros e outros estrangeiros de outras províncias... aprendi o portugues basicamente quando eu fui estudar no Brasil, fiz faculdade em Campinas - UNICAMP a convite do governo japonês e ganhei uma bolsa de estudo... hj meu trabalho, é na Universidade de Hashima-Gifu

    continua .... o espaço não aceita um romance... precisei dividir

    ResponderEliminar
  27. .....

    Tenho um amigo que fala que eu sou cidadã das nações... já viajei para muitos lugares, em passeios, e a trabalho e recentemente estive na Africa como voluntária em uma expedição missionária.
    O Japão é um lugar muito bom de se viver, um povo disciplinado, educado, o governo valoriza tanto as crianças, os jovens e os idosos... uma tranquilidade em questão de segurança... Moro em Gifu, uma província bonita cheia de montanhas, considerada o coração do Japão... já moramos em Kanagawa e Shizuoka – região de Tokio, mas prefiro Gifu... me casei com um japonês e meu marido é de Tokio e diz gostar muito da cidade de Gifu
    Não saberia viver em outro país, até mesmo na Italia, (por lá as coisas andam desorganizadas)tenho duas irmãs que moram na Itália e uma na Suecia,
    Gosto do Brasil, gosto das pessoas, gosto da comida, tenho um certo receio devido a violência e a insegurança... fazem 7 anos que não vou ao Brasil, meu marido não conhece o Brasil, mas quem sabe qualquer momento iremos fazer um passeio...

    Yoroshiku , Giovanna

    ResponderEliminar
  28. Arigatou, onegashimashi

    desculpe invadir sua página

    Abraços
    Giovanna

    ResponderEliminar
  29. Oi migo, recebemos presentes em todos os meses, basta observar. Pena que não tirou uma foto para aqui postar, também gostaria dessa beleza que te encantou compartilhar. bjim.

    ResponderEliminar
  30. Meu querido amigo Dilmar!
    Casualmente entrei nest post e deparei com um texto lindo...e eu gosto dessas coisas dentro da simplessidade...fui me encantando com a leitura,entrei nos comentários e me apaixonei pela história da Giovanna...são essas coisas que me dar razão para continuar escrevendo,tudo pela emoção do momento...
    Bjs meu querido!

    ResponderEliminar
  31. Olá, tudo bem?

    Adoro Outubro, aqui no rj ontem estava calor, hoje frio, não existe mais o Outubro de antigamente...culpa do aquecimento...mas isso é outra história.
    Ah, eu amo Ypê amarelo é lindo,lindo no bairro que moro tem muitos.
    Blogs iguais ao seu cheio de textos , me inspira.Vou vir mais vezes!
    Quero te convidar a visitar meu blog será bem -vindo!
    Bom finalzinho de domingo.

    ResponderEliminar