A minha Lista de blogues

domingo, 1 de julho de 2012

A CANÇÃO DO SER

Outro dia, ouvindo uma canção do Raul
voltei a pensar novamente aquele verso
que muitas vezes não quis ouvir:
"Eu tinha medo de sentir a beleza da simplicidade"
Eis o convite para o questionamento interior!
Talvez haja chegado o momento
de rasgar o script que trazia a gente preso
ao mundo das aparências.
Acho que chegou a hora de ouvir
aquela voz brotando da consciência:
"Não te aborrece por que não tens o glamour,
que  criaste para os teus ídolos,
mas busca o objetivo valioso
que dá sentido à vida:
o jeito autentico de ser"

27 comentários:

  1. Maravilhosa reflexão: "busca aquilo* que dá sentido à vida: o nosso jeito de ser* e viver... o Amor ao próximo ¨"o valor da amizade!
    Bjus
    Mery

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Mery. Um abraço. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  2. Muito bem colocado querido amigo.
    Um grande bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Gisa, Um abraço. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  3. Amigo Dilmar..

    Seu poema além de belo passa uma linda mensagem!!

    Um bj... e boa semana...

    ( obrigada pelo carinho la no meu espaço P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado amiga Ma. Um abraço. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  4. "Quanto mais simplicidade
    Melhor o nascer do dia."
    Pato Fu.
    Beijos!

    ResponderEliminar
  5. DILMAR, A AUTENTICIDADE É A PURA LIBERDADE, VIVER A VIDA ASSIM É GRATIFICANTE, TODOS DESEJAM, PORTANTO!!!
    VIVA A VIDA AMIGO QUERIDO, ASSIM, COM SIMPLICIDADE!
    OBRIGADA PELO COMENTARIO NO MEU RECANTO, ÉS SEMPRE BEM VINDO!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Ivone. Um abraço. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  6. No fundo, mesmo lendo tanto,
    pensando tanto e filosofando tanto,
    a gente gosta mesmo é de quem é simples e feliz...


    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado querida. Um abraço. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  7. É poeta Ainda bem que temos o Raul
    e você para me lembrar
    de viver as coisa simples
    como teu poema tão simples
    mas o conteúdo é complexo
    eu mesmo gosto de ser prolixo
    complexo e tenho as vezes
    me dado mal.

    Obrigado pelo poema
    mui belo

    Luiz Alfredo - poeta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo obrigado. Teus poemas, pelo menos os que eu tenho lido, não me parecem complexos, prolixos, às vezes, sim, mas de uma boa prolixidade. Um abraço. Tenhas um bom dia.

      Eliminar
  8. Querido dilmar, boa tarde!
    como estou com a mão direita imobilizada por causa de uma pequena cirurgia,me forçando a digitar com a esquerda, "catando milho", então, deixo meus agradecimentos pela vsita ao sementes preciosas, e seu comentario ao meu texto INDIFERENÇA...

    bjos da lu...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado querida. Um abração. Tenhas uma rápida recuperação.

      Eliminar
  9. Dia de alegria, dia de glória, dia de vivenciar cada minuto e guardá-lo como um precioso tesouro.
    Deus com seu infinito poder está em toda parte,
    ao meu redor dentro de você e dentro de mim..
    Hoje estou duplante feliz meu liro mal
    acabou de nascer.
    E as 18.48 horas e quarenta e oito minutos
    inicio da noite de ontem nasceu minha bisnetina(LARA)
    Venho compartilhar contigo minha felicidade.
    O nascimento do meu livro foi muito emocionate,
    mais o nascimento da minha bisneta isso
    não da para descrever.
    Deus abençoe sua semana.
    Carinhosamente.
    Evanir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado querida. Desejo toda a felicidade do mundo para a tua bisneta e toda a sorte para o teu livro.
      Um abração.

      Eliminar
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  11. Dilmar seu espaço é muito interessante, você escreve com amor e os sussurros da alma em seus ouvidos, sua manifestação em escrever é única, como é unica a que eu escrevo, e única a que os outros amigos(as) aprendizes em poetisar como nós escrevemos, acredito que nos revelamos ao escrever, colocamos nos versos muito de nós, formando uma real estrofe, de amor, de saudade, de alegria, de paixão, de culpa, de raiva, enfim escrevemos de todas as cores, de todos os sons, oferecendo momentos de lirismo e candura com palavras que encantam corações.
    Abraços
    Clarice Moreno

    ResponderEliminar
  12. Meu amigo, adorei tua poesia! Um convite a vida, ao despojamento, do adeus ao homem velho e do nascimento do novo homem... Uma abençoada semana, repleta de muita paz e alegria! Posso contar com teu voto no TopBlogBrasil? Grande e carinhoso abraço!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  13. Lindo poema...
    Bom mesmo é ser simples e ser feliz!!

    Beijos de luz e paz!!♥

    ResponderEliminar
  14. B R A V O
    Somos seres em construção.
    Um abraço, gostei do Blog e das poesias.

    ResponderEliminar
  15. Dilmar,
    Acho que o melhor dessa vida é a possibilidade que ela nos oferece de fugir a todas as regras e roteiros! Muitas vezes nos encontramos justamente nos caminhos que normalmente não percorreríamos. Gr. Bj.!

    ResponderEliminar
  16. Poeta...
    Guimarães Rosa fez , inicialmente parte, das leituras obrigatorias da juventude, mas o "danado" me pegou de jeito, ficou anos escondido e de repente voltou feliz e contente, alegrando meus olhos cansados....tenho redescoberto a simplicidade.

    Beijo

    ResponderEliminar
  17. Poeta querido!
    Que esse amor que transborda em teu peito
    possa nos contagiar a todos.
    Eu admiro voce muito!!!!

    vera portella

    ResponderEliminar