A minha Lista de blogues

segunda-feira, 9 de julho de 2012

MEU AVÓ

No  fim da vida
meu avô perdeu a fala,
mas conservou a sensibilidade
até o fim dos seus dias.

Naquela  altura da existência,
à medida que  as forças lhe permitiam,
andava pelas ruas contemplando
as coisas que passavam desapercebidas
pelos homens tristes.

Por fim meu avô perdeu as pernas,
mas não perdeu o entusiasmo
e quando assistia às cantilenas
dos homens saudáveis, agastados
por contratempos irrelevantes,
ficava pensando com os botões dele:
esses caras não têm respeito pela vida !

36 comentários:

  1. Lindo poema sobre o avô!!

    Tenha uma semana iluminada, meu amigo!!
    Beijos!♥

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Mari. Um abraço. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Obrigado Cristiano. Um abraço. Tenhas uma ótima semana.

      Eliminar
    2. Obrigado Cristiano. Um abraço. Tenhas uma ótima semana.

      Eliminar
  3. Essa é melhor forma de vida, aquela que os anos não nos roubam em nada a sensibilidade e alegria. Lindo Dilmar! Gr. Bj.!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Cris. Um abração. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  4. Adorei! Lembrei do meu avô no final da vida dele, quanto sofrimento ele teve! Foi um homem admiravel!
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Juliana. Um abraço. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  5. Eu era as pupilas dos olhos do meu avô por parte de pai.
    Tenho lindas e ótimas recordações.
    Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado amiga Janice. Tão boas essas recordações que guardamos dos nossos ancestrais. Um abraço. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
    2. Obrigado amiga Janice. Tão boas essas recordações que guardamos dos nossos ancestrais. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  6. Lindo meu poeta
    seu avô
    nem foi poeta
    nem colecionava libélulas
    com o olhar
    nem esperava o luar
    talvez não
    viveu amarguras
    com uma ternura insuperável
    e escreveu estes versos
    pra você
    escrever pra gente
    os ensinamentos da vida
    sabe poeta
    este homens velhos
    estas árvores velhas
    nos ensinam muitos
    a nos poetas
    que vivemos agarrados
    nas metáforas
    as vezes esquecemos
    que não é só os poetas
    que escrevem poemas
    eles escrevem mui melhores
    por que seus versos
    são a própria vida
    vivida.

    mui lindo

    Luiz Alfredo - poeta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu amigo poeta, obrigado pelo comentário poético consistente.
      Um abraço. Tenhas um bom dia.

      Eliminar
  7. Tocou-me muito esse seu poema, transmite-nos imenso da vida, dos homens e do essencial para ser feliz.

    abraço
    cvb

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Cecília. Um abraço. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  8. Olá
    É bastante comum que a medida que perdemos algumas condições, quendo percebemos outros que não as perdarem queixando-se ou usando justificativas e desculpas para seus desânimos, nos dar-mos conta do quanto estão perdendo.
    QUANDO PEDERMOS ALGUMA COISA, MESMO FORÇAS. GANHAOS OUTRAS. A vida é assim para quem ama a vida e tudo o que a caracteriza, especialmente aspectos afectivos.
    Bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, amiga Salete. Obrigado. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  9. Olá
    É bastante comum que a medida que perdemos algumas condições, quendo percebemos outros que não as perdarem queixando-se ou usando justificativas e desculpas para seus desânimos, nos dar-mos conta do quanto estão perdendo.
    QUANDO PEDERMOS ALGUMA COISA, MESMO FORÇAS. GANHAOS OUTRAS. A vida é assim para quem ama a vida e tudo o que a caracteriza, especialmente aspectos afectivos.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  10. É uma mensagem linda "lição de vida", tanto que tocou aqui na minha alma*...
    Quanta verdade na frase dita por teu avô! Ele, com os seus botões... lindo Senhor¨*
    Oro por Eles, por "todos os velhinhos* que vivem pacientemente esperando a a aurora * (?)
    "Nós, jovens "ainda, só vamos nos conscientizar e valorizar a Vida* mais tarde...infelizmente.
    Bjus
    Mery*

    ResponderEliminar
  11. Obrigad Mery. Um abraço. Tenhas um lindo dia.

    ResponderEliminar
  12. Dilmar, não era só o seu avô q tinha sensibilidade, acho q vc herdou dele. Fora q a sabedoria dos anos nos ensina a valorizar a vida, diferente da juventude. Linda poesia! Muita paz!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado amiga Denise pelas palavras carinhosas. Um abraço. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  13. Olá amigo Dilmar,
    Simplesmente belo, profundo e tocante o teu poema!
    Parabéns!!!

    Grande abraço e vibrações positivas para ti.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Ilca, obrigado pelas palavras carinhosas. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  14. Amigo Dilmar, obrigada pela visita e pelo carinho de poeta.
    Belo poema, é p/refletirmos e darmos mais valor a vida q/temos c/saude, disposição, vigor e juventude e c/a correria do dia dia esquecemos de aproveita-la c/mais sabedoria.
    Desejo-te uma semana iluminada e cheia de inspirações.
    Abraços,
    Rai

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado querida Rai. Um abraço. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  15. __Boa noite____________♥ Que seus sonhos
    _____________♥♥ Tenham o
    ____________♥♥♥♥ Brilho das
    ___________♥♥♥♥♥♥ Estrelas,
    __________♥♥♥♥♥♥♥♥ para que tudo
    ________♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ seja sempre bonito pra vc
    Com esse belo poema adorei
    Abraços
    Rita!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigadíssimo amiga Rita. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  16. Bela lembrança e homenagem, me dão vonatde de ter conhecido seu avô! xx

    ResponderEliminar
  17. Amigo Poeta!!

    O dia mais importante da minha vida é hoje.
    Hoje eu posso ir ou voltar..amar e perdoar..pedir perdão..
    começar e recomeçar...
    O ontem foi necessario para que sejamos o que somos hoje,,com todos
    os nossos erros e acertos.

    Bj,,,bom sabado...

    ResponderEliminar
  18. Parabens pelo belo trabalho.
    vera portella

    ResponderEliminar
  19. linda reflexão, eu tenho boas lembranças de um dos meus avôs, o outro nem cheguei a conhecer, morreu jovem, mas a vida é mesmo assim, sempre algo para nos ensinar e esse lindo poema é assim!
    Abraços
    Ivone

    ResponderEliminar
  20. Lindo isso, troquei o comentario, pois lendo todos me confundi, mas fica aqui a minha observação e digo-lhe meu amigo, não consigo sair daqui sem ler e reler todos os posts lindos que me ensinam sempre algo novo, lembrar de tudo e fazer o que você faz me deixa admirada!
    Mas de novo lhe digo, é muito bom ter tido um avô para nos lembrar, né mesmo?
    Abraços
    Ivone

    ResponderEliminar