terça-feira, 29 de julho de 2014

MARIO, IMORTAL, QUINTANA

Mario de Miranda Quintana, poeta gaúcho,
nasceu em 30 de julho de 1907 e faleceu
em 05 de maio de 1994.

A figura do Mario, para nós, que amamos a poesia
e tivemos a graça de compartilhar a mesma cidade, as mesmas ruas,
sempre pareceu aquele tio diferente, próximo, porque
cruzávamos com ele seguidamente, mas distante, porque
era um ídolo; mas por mais absurdo que pareça, Mario
foi o ícone da simplicidade.



Quando Mario Quintana trocou de roupa
ficava à distância do grupo de poetas
empertigados.
Parecia-lhe que não estava à altura
dos confrades.
Lembrava das vezes que concorrera
à Academia Brasileira de letras
e fora derrotado.
Um dia, Érato, a Musa da poesia lírica,
tranquilizou o poeta:
Mário, tua simplicidade te imortalizou!

20 comentários:

  1. Lindo! Gostei de ler

    Beijos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Cidália, obrigado pela visita de além-mar. Um abraço. Tenhas uma linda tarde.

      Eliminar
  2. Mário, imortal, Quintana,
    foi o ícone da simplicidade.
    poeta de muita fama
    partiu deixou a saudade!

    Recordar com saudade,
    esse grande senhor
    escrevia com humildade
    lindos verso de amor!

    Muito bem amigo Dilmar, um abraço.
    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Eduardo, obrigado pela visita poética. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa tarde.

      Eliminar
  3. Amigo Dilmar, que linda homenagem, com certeza a alma desse poeta está sentindo a sua energia e a de todos os que aqui estão lendo, pois é sempre assim, nem todos são reconhecidos através da Academia Brasileira de Letras, ele foi de uma simplicidade que o imortalizou, com certeza! "Mario, Imortal, Quintana", amei o título!
    Abraços meu amigo sensível!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Ivone, obrigado pelo comentário. Um abração. Tenhas, sei que terás, um lindo dia.

      Eliminar
  4. "Dizem que sou modesto. Pelo contrário, sou tão orgulhoso que acho que nunca escrevi algo à minha altura."
    Certa vez, lendo a biografia de Mário de Quintana, deparei-me com esta definição de si mesmo, e encantei-me com esta sua forma de "justificar-se".
    Fizeste uma bela homenagem a este "ícone da simplicidade".
    Sabe o que me encantou também, além da tua habilidade em lapidar versos? A forma que usas neste blog. À primeira vista julgamos serem versos, mas à medida em que nos aprofundamos na leitura é que se percebe que é a formatação que deste que nos deixa esta sensação visual. Um belo espaço, sem nenhuma dúvida, onde condensas tua forma de ver o mundo, de enxergar a vida.
    Gostei imenso de te conhecer através dos teus 2 blogs. Com certeza, voltarei!
    Deixo-te sorrisos, estrelas, e minha admiração,
    Helena
    (http://helena.blogs.sapo.pt)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Helena, obrigado pela visita. Obrigado pelo comentário. Agradeço também a tua amabilidade. Um abraço. Tenhas um ótimo dia.

      Eliminar
  5. Mário

    Ser poeta é talvez expressar diferente
    E onde existe caos enxergar nirvana,
    Olhar olhos nos olhos de toda gente,
    Escrever simples como faz Quintana.

    Esse vate que iluminou alma e mente
    Lá no sul é poeta maior considerado
    Cuja obra sempre será simplesmente
    Do lirismo caboclo seu maior legado.

    Os poeteiros que viemos em seguida
    Temos em Quintana farol que alumia
    Pois sua senda é uma larga avenida
    Que leva todos ao mundo da poesia.

    Mario agora na praça ao sair da vida
    Lembrando-nos que poetar é alegria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo poeta Jair, obrigado pela réplica poética. Realmente Quintana é farol para nós outros. Um abração. Tenhas um ótimo dia.

      Eliminar
  6. "simplicidade te imortalizou"... Simplicidade, todo poeta devia ter...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aline, obrigado pela visita. Um abraço. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  7. Existem pessoas que são grandes em sua simplicidade. Mário Quintana é um destes. Muita paz!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Denise, obrigado pela visita. Um abraço. Tenhas um dia abençoado.

      Eliminar
  8. O simples me encanta e deve ser por isso que gosto do Mário. Um bj Dilmar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nádia, obrigado pela visita. Um abração. Tenhas uma linda sexta-feira.

      Eliminar
  9. Mário Quintana era simples assim, espetacularmente simples.
    Abraços!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Cléo, obrigado pela visita. Um abraço. Tenhas uma linda sexta-feira.

      Eliminar
  10. Sou feliz por ter tido oportunidades de conhecer belos trabalhos dele e de outros que a vida teve que arrastar.
    Dilmar, uma semana cheia de muita luz para todos vocês.
    beijos!!!

    ResponderEliminar