sexta-feira, 25 de março de 2011

EUA

O presidente dos Estados Unidos da América
em visita ao nosso país,
na semana passada,
não economizou elogios ao Brasil:
falou da beleza da cidade do Rio de Janeiro,
falou da nossa alegria e da nossa arte,
falou da posição do Brasil na grade
da economia mundial.
Afirmou que o Brasil deixou de ser
um país do futuro,
porque já é um país do presente.

Após digerirmos o efeito do discurso do visitante,
questionemo-nos, o que o moço americano
veio nos vender?

Leonel de Moura Brizola,
de saudosa memória, afirmava:
"O papel de guardiões da democracia,
exercido à revelia pelos americanos
no tabuleiro da polítida internacional,
consiste na manipulação de interésses escusos"
Ele falava assim mesmo, interésse com o "e" aberto, lembram?
Brizola dizia, que a nação imperialista do Norte
cria subterfúgios propícios à infiltração dissimulada
nas economias periféricas para agir com a liberdade
da raposa dentro do galinheiro.

Voltando ao filho do Tio Sam,
perguntemos, será que vamos continuar
comprando o peixe deles?

Hoje, a balança comercial entre Brasil e Estados Unidos
é totalmente favorável aos gringos.
Nossos produtos são absurdamente taxados no solo americano,
mas em descompensação, compramos todas as bugigangas deles
sem nenhum tipo de agio.

Como devemos-nos posicionar
diante das invasões americanas
a paises de regimes autoritários?
O direito de derrubar um sistema
de governo perverso e prejudicial
a um povo não seria da autonomia
do próprio povo prejudicado?
Quando os americanos interveem na Líbia,
estarão eles consternados
com a sorte dos libaneses
ou preocupados com as usinas petrolíferas,
ou seja, agindo em prol dos seus interésses?

9 comentários:

  1. Meu querido,
    muito obrigada pelo carinho de sempre!
    Bjs.

    ResponderEliminar
  2. Fatima, obrigado para ti, também, pelas visitas constantes a esta página. Volte sempre este blog pertence a vocês, meus amigos.
    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  3. Por mim segunda feira apos as 22:00 esta bom para, mim ja lha adicionei no msn entao te espero la.Grato Adiministrador

    ResponderEliminar
  4. Um abraço, meu amigo adinistrador.
    Até segunda.

    ResponderEliminar
  5. Me fez refletir bastante, mas é preciso agir sabiamente,e talvez a melhor forma seja mesmo ceder um pouco e ir ganhando terreno.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  6. Amigo Dilmar
    Fico sempre com um pé atrás...rsrsrs...
    Quando eles chegam de mansinho, falando bonito, enaltecendo a nossa terra, a nossa gente, minhas orelhas já ficam em pé.
    É que nós já vimos muita coisa, não é mesmo?
    Somos do tempo do Brasilino...rsrs
    Bem, é sempre muito bom vir aqui, sítio onde se encontra informação, cultura, senso crítico...
    Penso que , pelo fato de gostarmos de poesia, não precisamos, necesariamente, abandonar as questões práticas.
    É preciso refletir sempre!
    E muito...
    Grande abraço, meu querido!

    ResponderEliminar
  7. Bom dia meu amigo!
    Eu estou é com meu pezinho lá atrás com esta visita e com tanta rasgação de seda que o Obama fez por aqui!
    Bem...aqui tem a maior reserva de água do planeta, tem petróleo de montão, tem floresta, biodiversidade, biocombustível, etc...e para alegria dos gringos, não temos quase nenhum poderio bélico!!! Se quiserem, é só chegar!

    Quanto a ajuda para a ONG, me escreva suas dúvidas no maris_0309@yahoo.com.br.

    Beijo e boa semana!

    ResponderEliminar
  8. Querida amiga Zelia, obrigado pela visita. Obrigado pelos comentários.
    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  9. Querida amiga Mari, agradeço a sua e o seu comentário.
    Vou escrever para o teu email.
    Um grande abraço.

    ResponderEliminar