terça-feira, 17 de maio de 2011

A FERA

O grito que irrompe
das entranhas da fera
é o mesmo grito lançado
no espaço cósmico
há milhares de anos
no tempo em que eu era
mata, pedra e rio
e medo do desconhecido.

Se agora a fera ruge
é porque a outra fera
egoista e ignorante
exterminou florestas,
plantou cidades,
queimou os campos,
envenenou as águas
e matou a esperança.

Quando a consciência do homem
for tocada
pelos gemidos da terra
que não seja tarde
nem as lágrimas inúteis!

10 comentários:

  1. ...não pelo gemido da terra,mas pelo gritos de seus filhos...
    bjks doce ♥

    ResponderEliminar
  2. Amiga Andreza, obrigado pela visita.
    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  3. Que não seja tarde meu amigo!
    Bjs.

    ResponderEliminar
  4. Amiga Fatima, obrigado pela visita.
    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  5. Dilmar, o que nos dá, aqui, a ler é um alerta precioso na defesa do ambiente. Mas não só!Em última análise, é um alerta na defesa do homem que, cego, é a fera que a ele próprio consome.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  6. Realmente amiga Lídia, é necessário que tomemos consciência do erro cometido e adotemos uma posição holistica para com o planeta.
    Obrigado pela visita.
    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  7. Dilmar, amigo querido!
    Um grito meu de paz pra vc.
    Gosto mt de te ler, sempre!
    Bj grande e lindo fds

    ResponderEliminar
  8. Amiga Ira, obrigado pela visita, obrigado pelo comentário, obrigado por tudo. Um grande abraço
    e um ótimo fim de semana.

    ResponderEliminar
  9. Olá Dilmar,

    Estou sempre em divida ctg, mas não ando muito por aqui ultimamente, apesar de gostar muito do que escreves. Mas não posso deixar de vir visitar-te e agradecer todo o carinho.

    Bjinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  10. Amiga Ceci, obrigado pela visita e pelas palavras carinhosas.
    Um grande abraço.

    ResponderEliminar