segunda-feira, 8 de agosto de 2011

PENA DE MORTE

Salvo raríssimas exceções,
as exposições dos motivos
que levam um homem
a matar outro homem
são injustificáveis.

Tu me dirás,
ah, aquele cara
era um facínora
e não merecia
estar conosco.
Mas eu direi,
toda vida
é um desígnio de Deus,
que veio aqui para dar certo,
se nosso irmão
desencontrou o caminho,
não compete a nós
abortar aquela trajetória.

No momento
em que tu apertas
o botão da cadeira elétrica
para cessar os batimentos
do miocárdio do assassino,
nasce um criminoso.

26 comentários:

  1. Menino Dilamr...

    não cabe a nós decidir pela vida de ninguém...mas confesso: se aqui existisse a pena de morte,creio que se pensaria muito em dar fim a vida de alguém...(desculpa-me).
    Bjks doce e ótima semana!

    ResponderEliminar
  2. Dilmar, aprtilho da sua opinião. Primeiramente, por acreditar que todos estamos suscetíveis a cometer os mesmos erros. Segundo por acreditar que a vida em sua síntese, na possui a nós. Ela nos é dada...

    ResponderEliminar
  3. Amiga Andreza, obrigado pela visita e pelo comentário. Sei que esse tema é altamente polêmico, mas respeito as opiniões contrárias, afinal a liberdade de pensamento é soberana.
    Um grande abraço. Desejo-te uma boa noite.

    ResponderEliminar
  4. Amiga Keila, obrigado pela sua visita e obrigado pelo comentário. Gosto muito dos teus textos equilibrados, tranquilos, sensatos, poéticos...
    Um grande abraço. Desejo-te uma linda noite.

    ResponderEliminar
  5. Nada justifica
    eliminar um irmão
    sem mais nem menos
    apenas porque é
    um mais na multidão.

    Um irmão é um irmão
    é sangue do nosso sangue
    é filho do mesmo Pai
    que nos deixou vir ao mundo
    para aperfeiçoar o caminho.

    Nada justifica
    que se mate ou mande matar
    porque todos viemos para nos amar
    e o amor é isso
    amar e perdoar.

    Um apertadinho e fraterno abraço da laura que pensa da mesma forma, se nem aceito que matem os animais apenas por matar...

    ResponderEliminar
  6. Concordo em gênero, número e grau : sou terminantemente contra a pena de morte.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  7. Quem atenta contra o outro merece punição, no entanto atentar contra o outro que atentou é igualar-se a ele
    Um grande bj querido amigo

    ResponderEliminar
  8. Amiga Laura, muito obrigado pela visita e obrigado pelo lindo poema.
    Um grande abraço. Volte sempre. Este espaço pertence aos meus amigos.

    ResponderEliminar
  9. Amiga Luna, obrigado pela visita. Volte sempre. A casa é sua. Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  10. Amiga Gisa, obrigado pela visita e obrigado pelo comentário. Um grande abraço. Tenhas uma boa noite.

    ResponderEliminar
  11. Oi, Dilmar!
    Não existe nada que um ser humano possa decidir, sem risco de errar.

    beijo

    ResponderEliminar
  12. Amiga sexo, comentário equilibrado.
    Obrigado pela visita. Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  13. Assunto polêmico este de pena de morte.
    Mas sua poesia é bela. Bjs. Edna.

    ResponderEliminar
  14. Amigo Dilmar, super polêmico o assunto, tão dificil mesmo, a minha racionalidade diz não ser possível decidir sobre a vida de alguém, pois sou de formação Cristã e só Deus para decidir isso, mas...não sei se não desejaria a pena de morte se algum ente muito querido fosse eliminado, sinceramente, sou muito limitada aos meus sentimentos e nem sempre são tão nobres, Deus me ajude e oriente, sempre, beijos querido, uma boa semana.

    ResponderEliminar
  15. Fraterno Gilmar:
    Estou contigo,matar,nunca,mesmo sendo um facínora,pergunto sempre a quem tem sede de sangue, imagine o que ser esse passou quando criança foi, e o que a sociedade humana com ele praticou,ou deixou de praticar?????

    te abraço,meu escriba e poeta querido

    viva la vie

    ResponderEliminar
  16. Com toda certeza, Dilmar, eu n�o quereria este peso enorme em meus ombros. Que Deus fa�a a justi�a que for merecida. O tema pode gerar pol�micas, mas a poesia � belissima. Meu carinho.

    ResponderEliminar
  17. Amiga Edna , também estou te seguindo. Realmente o tema é muito polêmico.
    Um grande abraço. Tenhas uma boa noite.

    ResponderEliminar
  18. Amiga Eva , obrigado pela visita e obrigado pelo comentário sobre um tema extremante polêmico.
    Um grande abraço. Tenhas uma boa noite.

    ResponderEliminar
  19. Obrigado meu amigo Calmon. Agradeço de coração tua visita ao humilde espaço.
    Um grande abraço. Tenhas uma boa noite.

    ResponderEliminar
  20. Amiga Milla, obrigado pela visita, obrigado pelo carinho.
    Um grande abraço. Tenhas uma boa noite.

    ResponderEliminar
  21. Também sou absolutamente contra a pena de morte.
    Não aceito, não concordo, não admito.
    Nenhum homem tem o direito de decidir sobre a vida e a morte de quem quer que seja.
    Bom texto. Suscita reflexões.
    Beijokas.

    ResponderEliminar
  22. Olá minha amiga Lua, obrigado pela visita e obrigado pelo comentário.
    Um grande abraço. Tenhas um bom dia.

    ResponderEliminar
  23. Acredito que não somos nós pobres seres humanos que possamos decidir o que é inaceitável na sociedade, às vezes Deus pode se magoar mais com uma pessoa que diz ser boa mas que não sabe nem respeitar nem a si próprio...
    A vida é dom de Deus, penso eu que somente ele tem o poder de decidir continuá-la ou não...

    Beijos carinhosos

    ResponderEliminar
  24. Dilmar querido,
    Este assunto é muito polêmico. Eu penso como espírita que sou, que apenas Deus pode nos dar e tirar a vida. Aquele que se desviou do caminho, tal qual ovelha negra do rebanho, em determinado momento, aqui ou na vida eterna, pagará por seus atos. A nós cabe orar e vigiar sempre, sem apelar para um crime que compensará o outro.
    Um grande beijo,
    Maria Paraguassu.

    ResponderEliminar
  25. Amiga Ana, obrigado pela visita e obrigado pelo comentário. Volte sempre.
    Um grande abraço. Tenhas uma boa noite.

    ResponderEliminar
  26. Amiga Paraguassu, obrigado pela visita. Obrigado pelo comentário consistente. Um grande abraço. Tenhas uma boa noite.

    ResponderEliminar