quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

BISSEXTO

Alguns vocábulos
da língua  portuguesa
soam especiais
aos nossos ouvidos.
Lembro que  Erico Verissimo
falava das palavras gordas...

Este poeta
quando criança
adorava o som
de inexorável,
simbiose,
factível e
sobretudo, bissexto

Quando me disseram
que bissexto é um  período quartenário
e  que nesses eventos o mês de fevereiro
ganha um dia de bônus,
achei  interessante a sorte dos nascidos
no d ia 29
e os considerei indivíduos especiais.

Mais tarde, quando soube
 que Manoel Bandeira chamava
de poeta bissexto
aquele que publica um poema
a cada quartela,
pensei comigo, taí:
quero ser, pelo menos,
um poeta bissexto!
Ah, objetivo inalcansável,
continuo sendo um poeta anônimo!



59 comentários:

  1. Anônimo? Que nada, você já tem 199 leitores.
    Nem todos os escritores tem isto.
    Parabéns!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado querida!
      Um abra. Tenhas uma linda noittee

      Eliminar
  2. Oi Dilmar, concordo com a Janice, pois é!
    Pense no que sempre digo em meus poemas!
    Nada de se sentir por "baixo", "...Ah, objetivo inalcansável,..."!
    Que é isso amigo? Não! Tens muito a dizer e muitos desejam ler tudo o que escreveres, podes crer!!!
    Abraços!
    Ivone

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ivone, obrigado pelo carinho.
      Um abração. Tenhas uma linda noite.

      Eliminar
  3. Ah, eu tenho a metade de seguidores em relação a você, portanto vamos indo, até quem sabe um dia seremos populares, rsrs eu nem quero isso, mas se você quiser vá, corra atrás que conseguirás!
    Desejo todo o sucesso do mundo para você, meu amigo sábio e inteligente!
    Ivone

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Repito o agradecimento pelas palavras generosas!
      Um abração.

      Eliminar
  4. Você é um poeta indizível. Um achado.
    Me encanta te ler.
    Abraço, querido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo, obrigado pelas palavras generosas.
      Um abração.

      Eliminar
  5. Oi Dilmar, anônimo com quase 200 seguidores? eu gosto de teus poemas, por isso estou sempre que possível por aqui rsss
    Beijos e continue poetando pra nós!

    ResponderEliminar
  6. Amiga Isa, obrigado pelo carinho.
    Um grande abraço. Tenhas uma linda noite.

    ResponderEliminar
  7. Belo escrito meu caro! O que poderia ser melhor que um anonimato produzindo ótimos poemas?

    Muita paz!

    ResponderEliminar
  8. Cristiano, obrigado pelas palavras generosas.
    Um abração. Tenhas uma boa noite.

    ResponderEliminar
  9. Boas palavras, doce concordância entre elas. É agradável ler coisas do tipo, meus parabéns.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nat, obrigado pelas palavras carinhosas.
      Um abração. Tenhas um bom fim de semana.

      Eliminar
  10. oi Dilmar
    lindo poema, uma ótima noite, beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Boa noite meu amigo,
    adorei o poema.
    como sempre sábias palavras.

    ResponderEliminar
  12. Bom dia belo poeta
    não somos poetas bissextos
    talvez nem Manuel Bandeira
    somos quase poeta
    somos poetas blogueiros
    não temos dia nem noite
    para publicar
    somos do tempo
    em que o calendário treme
    diante dos nossos poema
    enluarados
    salpicados de eternidade
    as vezes nem vemos
    o carnaval passar.

    Luiz Alfredo - poeta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luiz, obrigado pe la visita e obrigado pelo comentário.
      Um abraço.

      Eliminar
  13. Bom dia meu amigo!
    Acredito que não somos anônimos,pois fazemos parte deste mundo virtual.Milhões de pessoas estão aqui,e tenha certeza que muitas nos conhecem pelos nossos escritos.
    Nós somos donos do tempo.
    Grande abraço
    se cuida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga, obrigado pelas palavra amigas.
      Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  14. Ôi! Passando pra convidar! Tem post novo e presente muito especial! Vem! Cada coração amigo conquistado, é mais uma luzinha a iluminar a nossa estrada! Uma 6ªF radiante e abençoada! Abraço fraterno e afetuoso! Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Elaine, obrigado pela visita.
      Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  15. Anônimo ou não tô aqui te lendo e acho que vc é um grande poeta. Com certeza todos que vêm aqui pensam omesmo. Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Regina, obrigado pelas palavras generosas.
      Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  16. AS palavras não são anônimas quando esceitas com tanta beleza, Dilmar. Ótimo fds, beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Milla, obrigado pelas palavra tão generosas.
      Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  17. Modesto Dilmar pelo seu anonimato... quizera eu ser poeta como tu, que escreve preciosidades e encontra vocábulos que por vezes busco aprender e mencionar em meus escritos ...

    Abraços calorosos.
    Giovanna

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Giovanna, obrigado pelas palavra tão generosas.
      Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  18. olha,


    Impossível concordar contigo,
    Aquele que docemente escreve e lindamente compartilha, é especial,

    Eu sempre digo: abençoados aqueles que fazem das palavras alento, e com elas consolam aqueles que não conseguem expressá-las,


    Assim é Vc


    Bjka

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida amiga Alê, agradeço imensamente tuas palavras gentis, carinhosas e generosas para comigo.
      Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  19. Não existe nada de anónimo na beleza que as suas palavras transmitem amigo!
    Anónimo é aquele cujas palavras saem ocas e sem sentido...
    Um beijo amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga ana, obrigado pelas palavras generosas.
      Um abraço. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
    2. Ana, eu quis dizer: um lindo fim de semana.

      Eliminar
  20. Dilmar querido! A blogosfera é um livro de famosos poetas anônimos, mas nada disso importa. O poeta existe, pq ele é, msm longe dos olhares. Vc é ímpar, sua retórica poética é imperdível. Azar de quem não o lê.
    bj grande e lindo fds

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigadasso pelas palavras generosas, amiga Ira.
      Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  21. Mas não...não és anonimo,mas ainda que ninguem pudesse ler o que escreves, ainda assim, se tu te sentisses poeta nunca serias anonono, pois a poesia viveria em ti e ate nos mais pequenos gestos seria transposto para os outros seres.
    bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Multiolhares, muito obrigado pelas palavras amigas.
      Um abraço. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  22. Dilmar, vc tem talento para ser um poeta bissexto. Muita paz!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Denise, obrigado pelas palavras amigas.
      Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  23. Anónimo talvez, mas não muito! Um poeta das coisas reais, das poesia tocável e sempre vivas.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  24. Vim te convidar para meu novo projeto ,em que a amizade
    é o mais importante!Por isso espero por você lá!
    http://amizademarcia.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já estou lá amiga Marcia.
      Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  25. Pelo número de comentários em seus posts, não me parece assim tão anônimo! rsss...
    Gostei da postagem Dilmar, diferente, interessante. Aliás, gosto de tudo o que você escreve, podes crer!

    Tenha um final de semana iluminado de alegrias!

    BJossssssssssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado amiga Maria Lucia.
      Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  26. Olá Dilmar,
    Mesmo que queira, não passa despercebido este teu belo jeito de escrever.
    Beijo grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Elzinha, obrigado pelas palavras generosas.
      Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  27. Você com certeza é um poeta bissexto!
    Dilmar parabéns pelo poema,um grande abraço.
    Tenha um lindo final de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Patricia, obrigado pela gentileza.
      Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  28. Você arrasta atrás de si duzentos admiradores, e eu tenho a honra de fechar esse número redondo.
    Abraços, poeta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Amigo R Barcellos.
      um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  29. Grata por mais uma visita.
    Também gosto demais dos sons das palavras e do que suas fonéticas são capazes de desenhar...
    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Malu.
      Um abração. Tenhas um lindo sábado.

      Eliminar
    2. Dilmar, voce continua a ser um dos meus blogues de cabeceira. Vá, escrever fácil assim, na blogsfera. Um texto, simplesmente rico, dinamico e deslumbrante.
      Parabens

      Eliminar
  30. Ola meu querido amigo,Este "poema texto " que escrevestes me tocou no fundo do coração.Talvez porque eu ame animais acima de quase tudo na vida,senti que nas tuas palavras ficastes mais confortável com tua consciência ao dividires conosco teu arrependimento de caçador no passado. Realmente acho cruel matar bichos por diversão,mas quando a pessoa se da conta disso e segue por outro caminho é realmente digna de aplausos.QUE BOM ser tua amiga.Gostei tanto do texto que vou imprimi-lo para ler com bastante frequência.Deixo aqui meu grande abraço.

    ResponderEliminar
  31. Amigo Dilmar!
    um pitada de poesia que nos encanta e afaga! Obrigada por nos permitir saber de tuas palavras.
    beijo

    ResponderEliminar
  32. Um gosto se ter registado no meu blogue e seu comentário.
    Voltarei sempre que possa.
    Bj./Irene

    ResponderEliminar