terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

VITÓRIA

Apesar da leis existentes
de proteção à pessoa
o cidadão anda tão desprotegido
como sempre foi;
sobretudo, quando se trata
de  indivíduos inseridos nas camadas pobres.

Quando o  assunto  é saúde pública,
então,  é um verdadeiro descalabro.
As mídias deste país anunciam, a mando dos  governos,
 propagandas fantasiosas de serviços
 que os usuários necessitados desconhecem.

São pessoas morrendo nas filas de espera
por falta de atendimento.
São funcionários estressados e insensíveis
zombando da população desassistida.
Dentro desse  quadro preocupante
algumas situações lembram
o mundo caótico de Kafka,
como por exemplo,
o episódio  que ocorreu
pouco antes do carnaval
num posto de saúde,
na  zona sul de  Porto Alegre,
quando uma mulher grávida,
prestes a dar a luz,
foi mandada para a casa
pelos médicos do dito posto,
por que segundo os doutores
não estava na hora da criança nascer,
entretanto, a criança nasceu
trinta minutos depois,
na parada de ônibus próxima ao posto.
Mãe e filha foram assistidas
pelas pessoas que estavam naquele local.

A mãe deu o nome de Vitória à filha
 numa justa homenagem aqueles desconhecidos
que as ampararam,
no momento em que o órgão responsável pela vida
foi omisso.



53 comentários:

  1. Amigo Dilmar, é mesmo muito triste ver, ler, saber dessas coisas que estão acontecendo, mesmo porque todos os cidadãos, pobres ou não pagam impostos caros, caríssimos, já que nesse País se paga mil vezes pelos mesmos serviços e outros tantos, mas que infelizmente ainda está muito mal em saúde e educação!
    Eu dependo dos serviços públicos de saúde, meu marido e eu, pois em nossa faixa etária é um absurdo os preços dos convênios médicos, portanto só contando com a sorte!
    Ainda bem que aqui em São Paulo, embora mostrem mais o lado ruim dos atendimentos, meu marido é muito bem tratado em um bom hospital público, pois ele precisa de acompanhamento por causa da arritmia cardíaca e da diabetes,ainda bem que está indo bem e vivendo com boa qualidade de vida(nossos guias espirituais ajudam e muito!!!)
    Mas isso é mesmo uma coisa para se divulgar mesmo assim como fizestes aqui no seu texto reflexivo,ainda bem que correu tudo bem com a Vitória, pois vi a reportagem!
    Parabéns pelo texto!
    Abraços
    Ivone

    ResponderEliminar
  2. Amiga Ivone, obrigado pelo comentário. Realmente, para nós que já passamos dos cinquenta, sessenta ou setenta anos de idade, os convênios particulares de saúde são muito caros. Sobre os impostos, então, é um abuso! Tarifas altíssimas e pouco retorno para quem necessita. Ainda sobre a saúde, o serviço dos hospitais públicos até que são bons, na maioria deles, a questão é chegar até eles. O problema são as emergências e as filas de espera. Depois, que a pessoa, que necessita de um acompanhamento regular, consegue se cadastrar em um hospital e ganha o cartão de atendimento, ai é tranquilo. Minha esposa tem tido acompanhamento pós cancer (felizmente está curada, pois retirou o tumor bem no início) há alguns anos no Hospital de Clínicas daqui de Porto Alegre e tem sido bem atendida, mas, em compensação, vimos muita gente aguardando um tempo enorme para conseguir o cadastramento nos hospitais locais.
    Um grande abraço. Tenhas uma linda semana.

    ResponderEliminar
  3. Ainda bem que sempre vai existir Vitoria no meio de tanta tristeza!
    Bjs meu amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fatima, obrigado pela visita.
      Um abração. Tenhas um bom dia.

      Eliminar
  4. O que a gente vê e tem notícia é do descaso total com o ser humano, a falta de compaixão, solidariedade e nesse caso, profissionalismo(pelo menos). Mas ainda existe muita gente do bem. Abraços amigo Dilmar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente, amiga Regina, ainda existe gente boa neste mundo!
      Um abração. Tenhas um bom dia.

      Eliminar
  5. Cadê a dignidade do cidadão que paga imposto, pega 4 ônibus, como um pão, mal vê os filhos, financia casa, carro, faculdade e se bobear, até a alma?

    O que vemos é um descaso total.

    E o dinheiro da copa? Quantos hospitais, escolas, moradias, poderiam suprir?

    Estamos morrendo é de alta de consideração,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Alê, o descaso público neste país é algo impressionante .
      Um abração.

      Eliminar
  6. Concordo plenamente com o coment acima... tenso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado menina pela visita. Volte sempre que quiser.
      Um abra ço.

      Eliminar
  7. O que falta é uma reação do povo. Um país que o governo quer que as universidades coloquem uma cadeira de solidariedade. É uma vergonha.
    Os planos de saúde tem um lucro anual de 200 milhões. É o lucro.
    Não é o apurado. E mesmo assim querem ( querem não, fazem) fazer as pessoas de idiotas.
    O lucro do governo ainda é maior, pois um grande número de pessoas pagam o imposto e não vão ao posto de saúde e nem fica no hospital pelo governo. E quando vão não tem atendimento.
    E quanto mais médicos são formados mais erros médicos. Tem que v de onde estão saindo os Médicos.
    Desculpa pelo bla, bla, bla. . .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tem de que se desculpar, pois falaste com realismo das coisa que estão acontecendo neste nosso pa-tro-pi.
      Um abra ção.

      Eliminar
  8. Essa realidade nos machuca. Fico pensando onde está a sensibilidade de médicos e governantes. Não há idealismo na escolha da profissão. E os recursos acabam indo para os bolsos de alguns que, sem dúvida, não pensam que ainda serão cobrados por isso. Bjs.

    ResponderEliminar
  9. A Alê se saiu muito bem no seu comentário, a moça acima também.
    Fico indignada com a Saúde* dos brasileiros e com a Educação...
    "Eu preciso do SUS, um desastre! Descaso total, não tem nem médicos para atender o povão. O que vemos nos hospitais públicos do Rio de Janeiro, nossa! Fico horrorizada, temos que "botar a boca no mundo", estão nos enganando e roubando o dinheiro que devia ser da Saúde, que é prioridade e ainda cortaram recursos! Dá dó!
    Culpo o Governo Federal e devíamos protestar mais, todos nós. Vamos aguentar até quando? Por que tanto descaso com o Zé povinho?) e ainda há quem defenda esses políticos! Eles se tratam como reis, FPTs!
    Desculpe!
    Um forte abraço, tudo de bom pra ti, boa sorte!
    Mery*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Mery, e o pior de tudo é que as taxas de impostos cobradas aqui são altíssimas, e no entanto, uma parte pequena desses recursos é direcionada para os setores de atendimento à população.
      Um abração.

      Eliminar
  10. Concordo com a marilene! Sou da corrente!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. M Alves, obrigado pela visita. Volte sempre que quiser.
      Um abração. Tenhas um bom dia.

      Eliminar
  11. Uh gostei.. Gostei mesmo... parabens pela postagem...

    ResponderEliminar
  12. Como é a dura a realidade, o descomprometimento,a ausência de solidariedade com a necessidade e dor alheia...
    Como é dura a realidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente amiga Tânia, a coisa não está fácil.
      Um abração. Tenhas um bom dia.

      Eliminar
  13. É muito triste saber que esses fatos são corriqueiros na vida do povo, principalmente brasileiros... eu fico com meu coração apertado cada vez que sei de algo que é simplesmente um descaso do governo... onde não se dá devida atenção, o respeito pelo cidadão que paga seus impostos mas está a merce da corrupção dos orgãos, a má educação e preparação e neglicencia por parte de alguns funcionários no atendimento... e eu penso as vezes, até quando isso ainda vai permanecer...???uma hora creio que o povo temque virar a mesa
    ... meu primo que mora em S.Paulo, no ano de 2005, vespera de Ano Novo as 5 hs da tarde ele sofreu um acidente de moto, que a princípio parecia tão sem importância, ele derapou sozinho ao descer de uma rua onde oi asfalto estava todo danificado e a moto voou longe e voltou e caiu em cima de seu pé...ele procurou ajuda no hospital porque começou sentir muitas dores e estava sangrando muito... resultado... no hospital tiraram apenas chapa e constatou que havia fraturas no braço direito e no pé direito.... engessaram e mandaram ele pra casa,e retornar depois de 20 dias... isso já era 9 nhs da noite, os médicos estavam mais preocupados em passar reveilon do que atender os pacientes... antes dos 20 dias, ninguém conseguia ficar perto do meu primo,... quando ele retornou em um hospital de emergencia, no que tiraram o gesso, o mal cheiro misturado ao sangue e pus, inflamado a pele do pé estava pobre... de emergencia ele entrou em cirurgia para salvar o pé, pois teve esmagamento dos dedos... precisou fazer encerto para recuperar a sensibilidade do pé... e na planta do pe, na parte superior foi feito um transplante de pele de defunto que no ano era uma experiencia que um medico ortopedista estava fazendo paa recuperar os tecidos nos acidentados... e meu sobrinho praticamente foi cobaia, ainda bem que deu resultado no fim...mas mesmo assim ele perdeu 20 por cento do equilibrio do dedão do pe...e o braço, já fez duas cirurgicas que foram consideradas graves... nisso ele ficou quase dois anos parado por uma negligência médica....e descaso ao meu ver....e os medicos que atenderam ele no pronto socorro, continuam lá trabalhando, sabe se lá como?????

    é muito triste pensar nessas situações...

    Um gande abração pra ti Dilmar poeta.

    Giovanna

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    2. Nossa querida que coisa e esse é apenas um dos caso de descaso. Ano passado sofri na pele essas coisas. No quinto médico que passei com minha filha passando mal, devido a problemas respiratórios, me perguntaram por que eu havia demorado tanto para procurar socorro. Ainda colocam a culpa nos pais sendo que eu desde o primeiro dia que ela caiu doente eu já a tinha levado ao médico. Foi por Deus que não perdi minha filha, conclusão deram remédios fortíssimos na menina e as sequelas estamos sofrendo até hoje, meses depois. Olha que o dela ainda envolveu particular e SUS. Sem contar que durante 3 anos eu vivia pedindo aos médicos pra passarem um exame de sangue pra ver se estava tudo bem. Recebi várias desculpas que não precisava, conclusão tive que mandar fazer por conta própria e deu alterado o sangue dela....

      Eliminar
    3. Amiga Giovanna, obrigado pelo teu comentário consistente.
      Um abração. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  14. Vitória foi o nome de uma cachorra minha que
    foi a única a sobreviver de uma cria de 13 cachorrinhos...
    ela sim foi vitoriosa.
    bom dia amigo

    ResponderEliminar
  15. Estou chegando aqui,
    Uma pitada de poesia
    Ainda nem tudo vi
    Que aja aqui muita alegria!

    Atrasado de certeza,
    Porque antes o mão fiz
    Aqui onde existe a beleza
    Toda a gente vive feliz!

    Você aí do seu país fala,
    Eu falo aqui do meu
    Aí a coisa está mais equilibrada
    Aqui o futuro antes de nascer morreu?

    O que não nasce
    Não pode morrer
    Já não há praxe
    O que mais irá acontecer!

    Algumas palavras já escrevi,
    Mas não disse o principal
    Para agradecer sua visita me trouxe aqui
    Um abraço pra você do amigo de Portugal.

    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Edu, obrigado pelo comentário poético.
      Um abraço daqui do sul do Brasil.

      Eliminar
  16. Olha amigo nem me fale sobre esses serviços, um dia só é pouco as vezes para pedir até uma informação. Essa semana fui na caixa econômica e que coisa horrível. Pouco funcionários pra muita gente e a lerdeza do atendimento dá nos nervos. Bjos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Simone, obrigado pela visita e pelo comentário.
      Um abração. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  17. falta de humanidade cada vez mais se sente neste mundo frio de amor
    bjs

    ResponderEliminar
  18. Fico feliz em acompanhar diariamente. Estou aqui sempre que possivel. Super abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo, obrigado pela visita. Volte sempre que quiser.
      Um abração.

      Eliminar
  19. Meu amigo, mudei o formato das letras, quem sabe agora poderá ler melhor, pois amo ler seus comentarios depois volte lá, quem sabe?!
    Abraços e obrigada, cada sugestão é mesmo muito bom, pois vamos melhorando e tentando facilitar a leitura!
    Abraços
    Ivone

    ResponderEliminar
  20. Dilmar querido parabéns pela sua sensibilidade em nos trazer à tona tema tão importante,como alerta do rumo que as coisas estão tomando, depende muito de nós, é preciso parar e pensar sobre isso, onde vamos chegar, assim, um dia pode não ser o outro que passa essas barbaridades, aí sentiremos a dor, melhor evitá-la, obrigada. abraços, parabéns pelo texto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Eva, obrigado pelo comentário.
      um abração.

      Eliminar
  21. Ainda bem que ainda existem pessoas boas, capazes de socorrer ao outro sem saber quem é , e sem nada receber em troca, solidariedade é um ato fundamental na vida de todos nós, lindo post, beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela visita e obrigado pelo comentá rio, Sônia.
      Um abração.

      Eliminar
  22. Concordo com o comentáio acima... é complicado ver isso... Colhendo mais uma pitada diária, super abraço!

    ResponderEliminar
  23. Oi Dilmar,

    Essas situações todas me causam revolta e temor.
    Que o bom senso prevaleça.

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, amiga; que o bom senso prevaleça.
      Obrigado pela visita. Um abração.

      Eliminar
  24. Olá Dilmar. É muito descaso. Quanta coisa precisa ser melhorada nesse país. Bjs.

    ResponderEliminar
  25. Com certeza, amiga Maria, precisa melhorar, sobretudo, os serviços básicos.
    Um abração. Tenhas uma boa noite.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado amiga Maria.Um abraço. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar