sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

TALVEZ

Talvez você pense que todas ideias envelheceram
que todas as sinfonias já foram compostas
que todas as músicas já foram criadas
que todos os livros já foram escritos
que não há mais nada para ser dito
que todas as músicas já foram ouvidas
que todas as árias perderam o sentido
que todos leitores estão de ressaca
que viramos analfabetos funcionais

ou................................................

Que tudo pode ser reinventado
que o novo é o aqui e o agora
que o passado é uma palavra
que o futuro é uma miragem,
o  tempo talvez um delírio
e a arte, uma licença poética.




11 comentários:

  1. Aquilo que se fez já foi
    O novo é aqui e agora
    Se for novidade um oi
    E o resto está por fora

    ResponderEliminar
  2. Que seja reinventado
    E tudo novo talvez
    Porque nosso passado
    Já teve a sua vez.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, meu caro amigo, poeta, Jair. Um abraço. Tenhas um ótimo fim de semana.

      Eliminar
  3. Ainda há muito para viver!! Amei.

    Um sábado feliz e um bom fim de semana.
    Beijinhos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, cara amiga Cidália. Um abraço d a qui do sul do Brasil. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  4. Nada a acrescentar, poema bonito demais!
    Nada falta nele, Dilmar! Não faltou inspiração, cadência gostosa de se ler. E criatividade ótima, envolvente.

    "(...) e a arte, uma licença poética."
    Abraços!Um bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Tais, obrigado pelo carinho. Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  5. Das duas partes, fico com a segunda. Um grande bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gisa, obrigado pela visita. Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  6. Olá Dilmar,

    Prefiro pensar positivamente, conforme versa a segunda parte do poema; aliás, uma linda composição poética.

    Ótima tarde de domingo e feliz semana.

    Grata pela visita.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  7. Às vezes me pego estacionada na primeira estrofe, mas logo pulo para a segunda, porque sou otimista por natureza e tenho uma imaginação que me faz criar sempre novos universos.

    Abraços/Boa semana, meu amigo.

    ResponderEliminar