segunda-feira, 29 de agosto de 2016

POIS ENTÃO!

Naquele tempo
saí à rua pedindo
eleições diretas:
gritando por direito
de votar em alguém.
Meu pai olhava
aquilo de longe,
dizendo:
Queres engordar
as demandas
dos oportunistas,
pensado que fazes
grande coisa.
Eu retrucava
meu pai,  falando:
a coisa está errada,
é necessário mudar
a estupidez regimentar,
que não permite
o eco da minha voz.
O velho treplicava:
se queres mudar algo
não delegues nada a ninguém.

5 comentários:

  1. Pois, antigamente era assim, bem melhor! Gostei de o ler.

    Beijos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Báh, teu pai tinha visão, amigo Dilmar!
    É aquela velha citação: quem quer, FAZ; quem não quer, MANDA! É por aí...
    Bela conversa. Nós estávamos no começo dos sonhos...Mas eu mudei. Sonhar tendo essa politicagem, não dá.
    Abraço gaúcho!

    ResponderEliminar
  3. Boa noite Dilmar.
    Seu Pai olhava longe e com sabedoria. Um lindo mês de setembro. Beijos.

    ResponderEliminar
  4. Boa noite Dilmar.
    Seu Pai olhava longe e com sabedoria. Um lindo mês de setembro. Beijos.

    ResponderEliminar