quarta-feira, 26 de abril de 2017

A MÚSICA ORQUESTRADA PELA CHUVA

Ontem à noite desliguei a tv
para ouvir o som da chuva,
esses momentos especiais
custam-me passar batidos

A peculiaridade sonora da chuva
deslisando  sobre   as  lacunas
da composição  tempo/espaço
soou-me  o efeito de um mantra.

Não sei quanto  tempo durou
a chuva na  noite de ontem,
por certo o tempo necessário
para a alma conectar o divino.




21 comentários:

  1. Lindo demais, amo chuva, sempre fico na janela e aberta ouvindo e sentindo a chuva!
    Conectar com o divino, sim, essa é a minha sensação também!
    Tudo o que é da natureza tem seu encanto e sua beleza, sol, mar, chuva, não gosto muito de vento, mas quando estou em lugar seguro não me incomodo tanto!
    Abraços apertados amigo Dilmar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Ivone, também gosto muito de chuva. É um momento especial. Obrigado pelo comentário. Um abraço daqui do sul. Tenhas, sei que terás, um lindo dia.

      Eliminar
  2. Limeriques

    Lance fora a mortalha aborrecida
    Que te oprime numa dor sem saída
    Abra janela ao frio vento
    Que lava esse sentimento
    E corra na chuva, prá sentir a vida!

    No meio da tempestade, quem eu sou?
    No meio da umidade o que restou?
    Se o mal já está feito
    Então não há mais jeito
    Sequemos o dia que a chuva molhou.


    ResponderEliminar
  3. Chuva

    Contemplo esta chuva pela janela aberta
    Molhando, a chuva descolore a paisagem
    Mais que justiça divina, a chuva é certa
    Pois todas as criaturas a ela reagem.

    E contemplo esta chuva quase borrascosa
    Açoitando o Planeta com intrepidez,
    Qualquer reação que se tenha é ociosa
    Pois independe do que a borrasca lhe fez.

    Contudo chover muito ou pouco é bem normal
    Então de uma chuva ninguém morre afinal,
    Mal maior que ela faz é o solo encharcar.

    Pra benefício da velha agricultura,
    Embora algumas vezes pareça loucura,
    Enquanto chover comida não vai faltar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, meu caro amigo poeta profícuo Jair. Teus comentário poéticos emolduram este espaço. Um abraço. Tenhas um bom dia.

      Eliminar
  4. Adoro de coração ouvir a chuva cair! Quando cai calma e sem estragos. Amei o poema.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também gosto muito de ouvir, sobretudo, quando a chuva é amena e tranquila. Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas uma linda tarde.

      Eliminar
  5. Já lá vem a chuva,
    a telintar na terra
    traz com ela a música
    que mais nos alegra!

    Chover é normal,
    moderada seja ela
    quando cai no nabal
    faz crescer a erva!

    Música de qualidade,
    que nos faça saltitar
    saúde, paz e felicidade
    uma pausa para meditar!

    Perdi-me na partitura,
    desenrolou-se o novelo
    perdi o fio da aventura
    boa noite e bom sossego!

    Caro amigo poeta Dilmar,
    vamos lá ter paciência
    qualidade de vida bem estar
    faz parte da inteligência!

    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro amigo poeta Eduardo, obrigado pela visita poética de além-mar. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa tarde.

      Eliminar
  6. Risos...
    "para a alma conectar o divino." Que frase linda!
    Um belíssimo poema amigo Dilmar.
    Amo também a chuva, ela é poesia para uma boa noite de sono.

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Fernanda, obrigado pelas palavras amigas. Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  7. Ah, adoro a chuva!
    Seus versos também propiciam um estado contemplativo, tal como o mantra do aguaceiro!...

    Beijos =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara Nadine, estou feliz porque vocês, meus amigos, também gostam de chuva. Um abração. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  8. Ouço o mantra a que você se referiu. Nesse momento aqui na minha terra, chove!
    Que lindo o som da chuva...
    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Sandra, vale a pena curtir esses momentos especiais. Obrigado pela visita. Um abraço. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  9. Durante a tempestade, eu estava na cozinha, fazendo o jantar. a porta estava aberta, e eu podia escutar, ver e sentir o cheiro da chuva. Meus cães estavam deitados aos meus pés.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Ana, o cheiro da chuva é delicioso. Pois, na minha casa temos três cadelas de pequeno porte, a menor tem muito medo, até diria pavor, de tormenta e até mesmo de chuva. Sempre, que estamos em casa, quando chove e podemos, damos assistência a ela.
      Um abraço daqui do sul. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  10. Meu bom amigo e cada vez mais maravilhoso poeta, a música orquestrada pela chuva sobre ti, chegou-me nesta inspiração 'divina', este belo poema que nos posta, obrigado.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderEliminar
  11. Divinas palavras numa magistral orquestra poética amigo Dilmar
    Um bom fim de semana
    Um abraço

    ResponderEliminar
  12. O cheiro de chuva... eu percebo quando vai chover pelo cheiro, poderia trabalhar numa estação de meteorologia. Mas a chuva é poesia, Dilmar, é a natureza se manifestando, ou como diriam os poetas (vocês), são as lágrimas derramadas pelos nossos atos. Também adoro chuva, quando posso ficar em casa, lógico!
    Gostei muito.
    Abraços, meu amigo.
    (Deixei resposta).

    ResponderEliminar
  13. E ao ler esse poema, só em pensar na chuva, no seu barulho e seu cheiro, nos remete a essa conexão com Deus. Lindo e inspirado poema! Muita paz!

    ResponderEliminar