terça-feira, 15 de agosto de 2017

SE

Se ao acordar pela manhã,
ao se deparar com o mundo,
você imaginasse que a realidade
é um surto psicótico?

Se numa noite qualquer
você adormecesse feliz
qual mestre Panglós,
mas despertasse rabugento
com a ideia fixa em Sarte,
e saísse recitando pela rua:
" O homem é um ser inútil"?

Se num dia sabático
você consultasse o horóscopo,
a cabala, a rede Globo
e vislumbrasse três realidades
contraditas entre si:
a realidade sugerida,
a realidade imaginada
e a realidade intrínseca;
então, o que você faria?





18 comentários:

  1. Se... Se... Se... Tantas coisas... O conhecido dilema quanto ao que tenho, o que não tenho, o que realmente necessito, que preciso alcançar e o que concluo que seja imprescindível ter para ser e se manter....... mas numa abordagem geral, é saber lidar com os prós e contras da realidade em que vivemos em prol do que buscamos... AbraçO

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara Nidja, obrigado pelo comentário. Um abraço. Tenhas um ótimo dia.

      Eliminar
  2. Gosto muito dos seus poema e trocadilhos, Lol

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Cidália, obrigado pela visita de além-mar. Um abraço daqui do Brasil. Tenhas uma linda tarde.

      Eliminar
  3. Acróstico


    Ria quanto quiser meu caríssimo amigo
    Encontra-se muito mais além a verdade
    Acautele-se com aquilo que te digo
    Lhe garanto, há mais de uma realidade!
    Imaginada é aquele que se pensa
    Depois vem uma pelos meios, sugerida
    Até aquela mais eterna, bem intensa
    Dita, intrínseca da nossa própria vida!
    Entre elas, por certo, discordância imensa
    Só se vive, porém, aquela mais doída!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelo acróstico, meu caro amigo poeta Jair. Um abração. Tenhas uma boa tarde.

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Cara Ana, obrigado pela visita. Um abraço daqui do sul. Tenhas uma linda tarde.

      Eliminar
  5. Obrigada amigo poeta pela visita e carinho de sempre... Aproveito para me deleitar nos teus versos e sentir o remanso da tua alma no teu retiro espiritual. Grande abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara Regilene, obrigado pelas palavras amigas. Um abração d aqui do sul. Tenhas uma linda tarde.

      Eliminar
  6. [preciso escapar dos reflexos condicionados....]



    abç

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara Margoh, obrigado pelo comentário. Um abraço daqui do sul. Tenhas uma linda tarde.

      Eliminar
  7. Obrigada amigo poeta por tu visita a mi blog
    Gracias.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anna, obrigado pela visita. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma linda tarde.

      Eliminar
  8. Ah, circunstâncias, a dúvida, os "talvez"... O que fazer?
    Sou uma incógnita e mal me resolvo, fiquei bem reflexiva!

    As imagens que crias, sempre gosto!
    Beijos! =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara Nadine, obrigado pelo carinho. Tenhas uma linda tarde.

      Eliminar
  9. A dúvida, a incerteza, a indecisão são obstáculos que surgem na vida de qualquer um e que pode servir de tema poético como este aqui. AbraçO

    ResponderEliminar
  10. 'SE' na minha infância já tivesse a internet, 'SE' não fôssemos o país das novelas; 'SE' o Brasil, há 20 anos não tivesse acreditado num torneiro mecânico... a nossa vida seria diferente! E todos os 'SES' seriam esquecidos. Mas, enfim, aconteceu.

    Abraços, amigo!! Um bom fim de semana.

    ResponderEliminar