sexta-feira, 19 de março de 2010

CABRALINO

Eu, estrangeiro
aqui no trópico
tomei de assalto
a casa de mãe Joana.

Errando o caminho
aportei em Cabrália
Eu, corpo estranho
tornei-me posseiro
do teu corpo.

Meu catecismo
aniquilou tua alma
minha ira sádica
queimou a tua carne.
Cínico, lacrimejei
sobre as cinzas de Galdino.

Sem comentários:

Enviar um comentário