A minha Lista de blogues

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

TIA ANA

Tia Ana
era mocinha
à época da Cinédia
e da Vera Cruz,
quando Oscarito,
Grande Otelo
e Anselmo Duarte
eram os ídolos do povo.

Mas minha tia era apaixonada
- apaixonada mesmo -
pelas novelas do rádio.

Anos depois, minha tia
suspirando saudosa pelas novelas do rádio,
ouvia das filhas:
Mãe, chora, não!
Agora tem telenovela
e tem Claudio Marzo, Sergio Cardoso, Tarciso Meira...

Depois que as filhas casaram,
Tia Ana ouvia das netas:
Vó, tu é uma veia boba
que não gosta de nada
e fica perdendo as novelas,
até entendemos que tu não gostasse
da tv da tua época,
aquela porcaria valvulada,
mas agora a telinha é um barato!
Então, Tia Ana, calmamente dissertava:
a tv, tecnicamente está mil por cento,
entretanto, a qualidade da programação caiu muito
é tanta propaganda, tanto apelo comercial,
tudo se transformou num grande bric...

Na década de setenta
Tia Ana entrou na comunidade
"Nostalgia das radionovelas"
e as integrantes do grupo
se comunicavam por correspondência.
Por mais de trinta anos, Tia Ana
escreveu milhares de cartas
e recebeu outras tantas...
Mas à medida que o tempo ia passando
o grupo foi diminuindo;
muitos senhoras morreram,
outras caducaram...
No último ano havia apenas três integrantes lúcidas:
Tia Ana, Dona Neusa e Dona Laura.
Mas no mês passado, Tia Ana perdeu o juízo
porque Neusa e Laura desistiram das cartas
e aderiram ao Orkut.

6 comentários:

  1. Show, meu querido Dilmar!
    Show!
    Como sempre, aliás...
    Abraço bem apertado!
    Zélia

    ResponderEliminar
  2. Fantástico!...
    A roda louca do tempo que leva e traz, parecendo levar sempre mais do que aquilo que traz.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  3. Caras amigas, agradeço a visita de vocês, a qual me deixa muito feliz.
    Um grande abraço a todas. Voltem sempre, pois vocês moram no meu coração.

    ResponderEliminar
  4. Maravilha, Dilmar!

    Adorei o final, de humor inteligente.

    Bjossssssssss

    ResponderEliminar