sábado, 1 de janeiro de 2011

O PRAZER DE FALAR BOBAGENS

Ano novo, vida nova
palavras da boca do povo.
Quem sabe, a gente toma ao pé da letra
e recomeça tudo de novo?

Que tal regastarmos as coisas simples,
as coisas práticas,
as coisas esquecidas,
as quais já desprezamos?

Acho que será uma boa
reinventar o sorriso,
sem economizar os lábios.
No início será dificil
como são, via de regra, os recomeços.

Agora é a hora de abandonar os velhos hábitos,
os velhos vícios,
as velhas taras;
é hora de cortar o cigarro,
de cortar a cachaça
é hora de cortar...

É tempo de respeitar o ser humano
aceitar todas as raças,
todos os credos,
todas as filosofias.

É tempo de plantar árvores,
desativar a bomba atômica,
apreciar a beleza da lua,
cultivar mais flores,
contemplar o arco-íris
e cuidar dos desamparados.

Seria bom não lembrar dos desmandos das nossas autoridades,
canalizar a sorte,
fiscalizar a corrupção reinante em Brasília,
atravessar o polo norte,
cruzar o caminho das pedras
e esquecer da nossa morte.

É hora de aprender filosofia
com os doidos que andam pelas ruas
É hora de eleger o presidente
Rei Momo Federal
É hora de nomear o jogo de bicho
"O esporte nacional"

É hora de viajar no tapete mágico,
é hora de catar conchas na areia,
é hora de olhar com carinho
aquelas pessoas que dormem sob as marquises,
é hora de entender o juizo final,
ler as entrelinhas do catecismo,
é hora de ensinar a língua portuguesa
aos comunicadores da tv.

Vamos comer do fruto proibido
(a comida está custando os olhos da cara)
Vamos crer na justiça social
(cega, surda e manipulada)
Vamos andar despidos pela cidade
(a roupa tolhe os movimentos)

É Ano Novo, minha gente...
então, vamos falar bem do governo,
vamos jogar conversa fora,
vamos sentir prazer em dizer bobagens,
vamos gozar a felicidade proveniente das coisas fúteis,
vamos fazer de conta que somos espertos,
vamos fingir que somos poetas...

9 comentários:

  1. Um novo ano e uma nova década, meu caro, começando hoje... tudo novinho em folha, com aquele bom de carro novo...
    É seguir em frente com coragem e fé na vida.
    Tá tudo certo! Afinal, é da natureza o renascer cotidiano...
    Que bom que estamos juntos este ano.
    Beijokas e meu carinho.

    ResponderEliminar
  2. Olá amiga Lua. Obrigado pela visita. Vamos continuar juntos viajando na blogsfera.
    Um grande abraço e um bom 2011.

    ResponderEliminar
  3. Parabéns pelos teus belíssimos textos!!!! Temos algumas colocações semelhantes... Desejo que 2011 seja um ano de inúmeras realizações e alegrias.
    Gosto muito de teus comentários!!!

    Beijos,
    Eunice

    ResponderEliminar
  4. o cigarrro até dá pra cortar, mas a cachaça?? rsss
    .
    bem, vim agradecer os votos de um feliz ' 3011' , mas penso q até lá já estarei escrevendo em outros campos rs
    .
    um abração e q o ano q inicia seja repleto de surpresas bem agradáveis
    .
    ( e vou tentar cortar a cachaça *rssss)

    ResponderEliminar
  5. Dilmar,

    Na verdade, qualquer dia é dia de renascer, por isso viver é sempre uma nova oportunidade, que possamos fazer de cada dia, um milagre.
    Bom 2011, com mta poesia e amizade.
    Bjão

    ResponderEliminar
  6. Cara amiga Eunice, agradeço a tua visita ao meu blog. Agradeço também as palavras elogiosas. Vamos torcer para o ano que se inicia seja bom para todos nós.
    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  7. Querida amiga do campo das letras, cometi um erro de digitação, na verdade era para ser grafado 2011...
    Este texto foi escrito há bastante tempo, quando eu ainda bebia uns birinaits, então embalado pela goroba de final ano, ali por 82 ou 83...
    Agora neste fim de ano, pensando nas coisas que mudaram e naquelas que permaneceram, ao folhear um caderno de anotações antigas o encontrei. Apesar de, depois muitas tentantivas, ter conseguido parar de beber e de fumar, quis conservar o texto original. Alterei só um pouco da parte final porque estava muito confuso.
    Acho que o fundamental para a gente levar o ano bem é procurar conduzir as coisas com leveza, na medida do possível, é claro.
    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  8. Querida amiga Isa, o teu raciocínio está perfeito. Lendo-o lembrei do meu velho pai que costumava dizer: "não me preocupo em demasia com os eventuais problemas que poderão surgir no futuro, pois em cada dia que amanhece, percebo um mundo novo de possibilidades..."
    Obrigado pela visita. E um grande abraço.

    ResponderEliminar
  9. Querido amigo,

    Volto aqui ao prazer de ler você.

    Beijos de ano novo, comemorando a continuidade da nossa amizade!

    ResponderEliminar