segunda-feira, 9 de abril de 2012

CADÊ AQUELE MENINO?

No início era apenas suspeita,
porém hoje tenho certeza
de que o meu espelho envelheceu,
pois já faz muito tempo
que ele deixou de mostrar-me
o rosto que conheci.

A caixa acústica do mundo
também sofreu alterações
ou criou aversão por mim.
Parece que que ela tem preferência
pelos ouvidos mais jovens.

A ótica, então!
Há várias décadas
ela procura esconder-me
a beleza da paisagem.
Menos mal que existem as lentes,
e assim, minha relação
com o mundo visível
vai bem, obrigado!

21 comentários:

  1. A coisa mais moderna que existe nessa vida é envelhecer
    A barba vai descendo e os cabelos vão caindo pra cabeça aparecer
    Os filhos vão crescendo e o tempo vai dizendo que agora é pra valer
    Os outros vão morrendo e a gente aprendendo a esquecer

    Não quero morrer pois quero ver
    Como será que deve ser envelhecer
    Eu quero é viver pra ver qual é
    E dizer venha pra o que vai acontecer

    Eu quero que o tapete voe
    No meio da sala de estar
    Eu quero que a panela de pressão pressione
    E que a pia comece a pingar
    Eu quero que a sirene soe
    E me faça levantar do sofá
    Eu quero pôr Rita Pavone
    No ringtone do meu celular
    Eu quero estar no meio do ciclone
    Pra poder aproveitar
    E quando eu esquecer meu próprio nome
    Que me chmem de velho gagá

    Pois ser eternamente adolescente nada é mais demodé
    Com uns ralos fios de cabelo sobre a testa que não para de crescer
    Não sei por que essa gente vira a cara pro presente e esquece de aprender
    Que felizmente ou infelizmente sempre o tempo vai correr

    Bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fatima, amei demais teu comentário poético. Muito legal. Obrigado. Um abração. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  2. Ah! Tempo,


    Que fizestes com minhas bochechas rosadas de outrora?



    Bjkas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado amiga Alê. Um abração. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  3. Ah... nem me fale!! Tb ando tendo problemas com os espelhos aqui de casa...rsrs. E a vida segue amigo..Bom estar aqui pra seguir junto com ela, seja do jeito que for!! Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado amiga Regina.
      Um abração. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  4. Saudações quem aqui posta e quem aqui visita.
    É uma mensagem “ctrl V + ctrl C”, mas a causa é nobre.
    Trata-se da divulgação de um serviço de prestação editorial independente e distribuição de e-books de poesia & afins. Para saber mais, visitem o sítio do projeto.

    CASTANHA MECÂNICA - http://castanhamecanica.wordpress.com/

    Que toda poesia seja livre!
    Fred Caju

    ResponderEliminar
  5. Com um beijinho




    Um café...
    Um momento de inspiração...

    Um beijo...
    Uma saudade...

    Uma Páscoa...
    Um momento...

    Umas amêndoas...
    Um coelhinho...

    Um morrer...
    Um Ressuscitar...

    Jesus morreu...
    Porque nos quis mostrar...

    O valor do Amor...


    LILI LARANJO

    ResponderEliminar
  6. E a vivência com o mundo, e a percepção de beleza, e o entendimento com as pessoas, e tudo que é compartilhado, tem tempo, tem espaço e forma certas.

    ResponderEliminar
  7. Não somos velhos... somos rodados.

    Abraços.

    ResponderEliminar
  8. Porque ter medo do espelho
    Se ele mal a ninguém fazer
    Ser velho não, ser defeito
    É preciso a idade entender!

    Porque a vida é mesmo assim
    De outra maneira não ser
    O que tem principio tem fim
    Estou contente por viver!

    Desejo uma boa tarde de quarta-feira para você.
    Um abraço
    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Edu, obrigado pelo comentário poético.
      Vai meu abraço daqui do sul do Brasil.

      Eliminar
  9. Estou adorando envelhecer. Certo dia no salão encontrei alguns cabelos brancos que com certeza estavam ali e eu nem percebia.
    Comecei a trata-los melhor. Era justamente como desejei. Atualmente o espelho ajuda organizar de maneira que a luz solar ou artificial os deixem muito mais brilhantes. São como minhas estrelas.
    Beijos!

    ResponderEliminar
  10. Obrigado amiga Janice, pelo comentário inteligente.
    Um abração.

    ResponderEliminar
  11. Dilmar, envelhecer é mesmo uma benção, eu envelheço do jeitinho que sonhei, pois é, eu sonhei em minha juventude tudo do jeito que eu queria ser, sou mesmo do jeito que esperei, pois minha mãe era assim, envelheceu me ajudando a entender o que é o prazer de envelhecer, portanto amigo, levante a cabeça e veja que és lindo!!!
    Todas as fases da vida tem seu encanto, podes crer!!!
    Abraços amigo querido.
    Ivone

    ResponderEliminar
  12. Ah, estou quase com a idade em que minha mãe morreu, ela não envelheceu o suficiente, que pena!!!
    Abraços de novo!
    Ivone

    ResponderEliminar
  13. Olá Dilmar,
    Envelhecer o corpo é a ordem natural da vida aqui. Cuidemos da alma que é eterna e isso já dá uma trabalho danado.
    Bom estar aqui com você.
    Um beijo

    ResponderEliminar