quarta-feira, 25 de abril de 2012

ESCREVER

Quem escreve exorciza-se,
faz análise através do fio condutor
da palavra.
Quem escreve cura-se,
quero dizer, analgezissa-se.
Quem escreve despe-se
da pele que resseca
e do esteriótipo que oprime.

Quem escreve doura a pílula,
abre a janela da rua
e bebe com sofreguidão
os primeiros raios de sol,
 enamora-se das estrelas
no meio da tarde.

Quem escreve evita
que a água do copo
transborde.
Quem escreve expulsa
 os fantasmas do  sótão.
Quem escreve caminha
no meio da chuva
e dança os  passos
da sinfonia do vento.

25 comentários:

  1. Dilmar, me identifiquei aqui com seus versos, nossa, nem sou escritora, mas me sinto feliz em poder escrever, colocar todas as minhas ideias e sentimentos, lindo isso né mesmo amigo?
    Você tem sensibilidades incríveis, amo te ler, sempre aprendo algo!
    "...Quem escreve caminha no meio da chuva e dança os passos da sinfonia do vento." amei!
    Esse aqui está lindo, perfeito!
    Parabéns!
    Abraços
    Ivone

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muigo obrigado amiga Ivone pela gentis e carinhosas. Um abraço. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  2. APLAUSOS!!!APLAUSOS!!!Perfeito Dilmar. Abraços

    ResponderEliminar
  3. Adorei o texto. Obrigada pela visita!
    Grande abraço!

    ResponderEliminar
  4. Assim é Dilmar. Quem escreve é obrigado a pensar. A pensar o mundo, a pensar-se e isso significa tanto de alegria como de dor.

    Um beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado amiga Lídia. Concordo em número e grau. Um abração.

      Eliminar
  5. Parabéns, está perfeita mesmo! Gosto de escrever, acho que você deve saber, e é exatamente pelo o que você pôs em verso que não abandono esse hábito! Abraços ;D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois Marianna, escrever é um jeito de nos encontrarmos conosco. Um abração.

      Eliminar
  6. Em alguns casos sim.
    Em outros afunda na depressão e nunca mais sai.
    Para escrever é preciso o isolamento e concentração.
    Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado amiga Janice. Às vezes sinto vontade de escrever no meio da multidão. Sempre carrego comigo um lápis e um bloco de papel, pois nunca sei quando vai pintar a vertigem de pôr as palavras em algum lugar.
      Um abração.

      Eliminar
  7. Quem escreve é a busca desvairada de socorro interno, sobrevivendo a solidão de si mesmo muitas vezes como saída. Quem escreve respira uma nova vida. Deixa cair suas lágrimas tantas vezes em um teclado, rasga sua alma em palavras em palavras que exalam. Quem escreve sou eu e também vc e tantos outros...pessoas que aprenderam como sobreviver. Bjim, migo, saudades e vim aqui me abastecer. Lindo poema. Obrigado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Simone, captaste a essência da escrita, ou seja, escrever também é compartilhar a alegria, a dor, a solidão interior, a arte de sobreviver...
      Um abração, querida.

      Eliminar
  8. Quem escreve e publica ajuda aqueles que não tem esse dom, a exorcizar seus fantasmas


    bjkas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Alê, escrever é compartilhar um pouco de si mesmo.
      Um abração.

      Eliminar
  9. Dilmar..
    Admiro muito quem tem o dom de escrever assim como voce.
    Colocar seus sentimentos, suas experiencias, sua maneira de ver a vida...
    Se esta feliz...compartilha a felicidade..
    Se esta triste é uma maneira de exorciza-la..

    Um beijo..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Ma, não sei se tu leste "O Lobo da Estepe" de Herman Hesse, livro que esteve na moda nos anos sessenta e setenta. Então o personagem central do livro descreve sua vida espirituosa em meio a arte e ao mesmo tempo atormentada pela doença, e, num determinado trecho, fala da aquisição de uma navalha que comprou para pôr fim à vida no momento em que a dor fosse muito forte. Eu, pessoalmente, prefiro ter um uma caneta ou um teclado de computador à mão para usar nos momentos difíceis...
      Um abração, amiga.

      Eliminar
  10. Quem escreve se desnuda, simplesmente se liberta de temores e fantasmas.
    Como sempre o que escreves é lindo. Tenha dias abençoados. Bjs

    ResponderEliminar
  11. Muito obrigado, amiga Filha do Rei.
    Um abração.

    ResponderEliminar
  12. Olá meu querido Dilmar,
    Escrever é dar vida aos sentidos e para isto tens um talento admirável. Gosto demais de te ler.
    Um beijo grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Elzinha, obrigado pelas tão carinhosas.
      Um abraço. Tenhas um belo fim de semana.

      Eliminar
  13. Olá, vim em visita e, mais uma vez, lhe parabenizo pelo blog. Tenhas um magnífico final de semana.
    Abraços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo, obrigado pela visita. Também agradeço pelas palavras gentis.
      Tenhas um bom fim de semana.

      Eliminar
  14. As vezes, até ela: inspiração, necessita de pausas,

    Pra voltar dourada, disposta e 'inspirada',


    bjkas

    ResponderEliminar