domingo, 22 de abril de 2012

O HOMEM QUE PLANTAVA ÁRVORES

Hoje, dia mundial da terra, estou postando
esta singela homenagem a um homem
simples, de um coração enorme, que transformou
sua vida numa lição a ser reproduzida por qualquer
homem, em qualquer parte do mundo, que seja capaz
de transformar desapego pessoal e abnegação em prol
 da sobrevivência da nossa mãe Terra.


Nos bons tempos
da velha Rádio Guaíba
ouvi no programa "Até depois de 2001"
comandado pelo saudoso
Flávio Alcaraz Gomes
uma bela história de amor

Estávamos nos anos sessenta,
eu tinha uns quinze anos
e naquele primeiro momento
pensei que o relato fosse apenas
uma criação ficcional.

Mais tarde, quando soube
que aquela história
era um fato vivo da realidade,
minha admiração por Elzéard Benfier
foi às alturas.

No início século xx
numa região desértica da França,
um pastor de ovelhas, simples e pobre,
depois de perder  filho e esposa
começou a plantar árvores
e por mais de trinta anos
plantou carvalhos, bétulas e faias
sem ganhar um centavo por isso.
O desejo daquele homem de poucas palavras
e de vontade férrea
era ver a terra seca rejuvenescer,
 os riachos mortos brotarem
e os animais que viviam ali
antes da desertificação voltarem
Enquanto a Europa foi palco
de duas guerras mundiais
o cidadão Elzéard Benfier,
 distante das picuínhas humanas,
plantava seu testemunho de paz.

Em 1947, aos 87 anos,
Elzéard Benfier morria em paz
porque milhares de árvores
plantadas por suas mãos
produziram uma bela floresta,
atravessada por riachos
e habitada por animais desaparecidos
desde que a vegetação sumira.

33 comentários:

  1. Que belo post.
    Que bela lembrança.
    O mundo nada tão
    a
    dor
    me
    ci
    do
    que chega a dar medo na gente
    que gente é.
    Passa no Espelhando, ha belos poemas por la .
    Bjins

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário. Um abração. Tenhas uma boa se mana.

      Eliminar
  2. Linda lembrança. Bom que houvessem mais homens desse quilate, talvez tudo fosse diferente.
    Um grande bj querido amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O mundo seria melhor, amiga, se houvesse mais gente preocupas com a sobrevivência do planeta.
      Um abração. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  3. Doce e linda homenagem beijos amigo boa semana !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, amiga Marcia. Um abração. Tenhas uma boa semana.

      Eliminar
  4. Que lindo Dilmar,
    Obrigada pela aula, pela informação e acima de tudo pelo exemplo de vida.
    Beijo meu

    ResponderEliminar
  5. Que maravilha de post, Dilmar! Emocionante, saber que existiu um ser humano como Elzéard Benfier, que no seu anonimato deixou pra posteridade um exemplo de vida, e que hoje alguém , pela via mais moderna de comunicação que é a internet, nos traz ao conhecimento. Bem aventurados todos os que passam pelo nosso Orbe, plantando árvores, e semeando bom exemplos.

    Obrigada por proporcionar-me leitura tão edificante nesse domingo que está chegando ao término...

    Bjos da LU...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário, amiga Centelh.
      Um abração. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  6. Boa tarde amigo!!!!!
    Hoje Google "se transforma" em flor para comemorar Dia da Terra
    E vc sendo poeta transformou seu poetar numa justa homenagem...
    Aplausosssssssssssssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, amiga Severa. Um abração. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  7. São estas pessoas "desconhecidas" que na verdade o que fazem é feito com e por amor.
    bjs

    ResponderEliminar
  8. Que linda mensagem e homenagem, uma linda semana, Dilmar!

    ResponderEliminar
  9. Linda homenagem.
    Bela história e exemplo.

    Um beijo..bom final de semana!!

    ResponderEliminar
  10. Bom recordar e dar continuidade ao trabalho gratificante do
    Elzéard Benfier.
    Se cada pessoa beneficiada por um trabalho, plantasse outra árvore, o mundo seria outro.
    Bom motivo para uma campanha "Vamos plantar uma árvore".
    Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso ai amiga, Vamos plantar uma árvore. Já plantei algumas, ainda pretendo plantar outras.
      Um abração.

      Eliminar
  11. Dllmar, lindo isso, a natureza é mesmo imortal, mesmo que não haja tantos homens assim como Elzéard Benfier, mesmo assim, a natureza linda sobrevive, que lindo é isso, amei a homenagem do Google e agora a sua, viva o planeta Terra!
    Abraços
    Ivone

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado amiga Ivone. Pena que Elzéard Benfier não esteja entre nós, pois acho que se vivesse nos dias de hoje, ele seria homenageado em vida.
      Um abração.

      Eliminar
  12. Bom dia, Gilmar. Que exemplo maravilhoso que tds deveríamos seguir, não achas? Amigo, ainda em repouso, me recuperando aos poucos, mas a cada dia mais. Obrigada, bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Milla , logo estarás cem por cento. Obrigado pela visita. Tenhas um bom dia.

      Eliminar
  13. Olá Dilmar. Atitude nobre e exemplar. Grande abraço.

    ResponderEliminar
  14. Olá amigo Dilmar,
    Que história linda! Emocionante a bravura e o exemplo daquele homem que, anos a fio, limitou-se a seguir seu objetivo de vida e, assim,
    transformar a terra seca e sem vida numa floresta verde e viva, dando chance aos animais e à própria terra de continuar sua luta de sobrevivência.
    Ótima postagem!
    Grande abraço.
    Maria Paraguassu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela visita e obrigado pelo comentário, amiga Paraguassu.
      Um abração.

      Eliminar
  15. Caro DILMAR, grato p/ visita e comentário. PARABÉNS! pelas "PITADAS de poesias. Abrçs..

    ResponderEliminar
  16. Vai soar estranho, mas concluo:

    'não se fazem mais homens como antigamente'


    bjkas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não deixas de ter razão, cara amiga.
      Um abração. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  17. verdades em lindos versos,um exemplo que se seguido o planeta não seria tão escuro de progresso...

    Abraços..

    ResponderEliminar