sexta-feira, 20 de junho de 2014

BEM-VINDO INVERNO

Acho que neste momento,o inverno está ancorado
na planície da Patagônia,
mas daqui a algumas horas
ele vai estar aqui, conosco,
com toda a honra e toda a pompa
que adquiriu nas convenções
e nos dissídios climatológicos
Ele virá montado no cavalo do tempo,
acompanhado pelo vento minuano,
trazendo o frio no alforge,
para governar os noventa dias
pertencentes ao seu reinado...


15 comentários:

  1. Pois que venha o inverno, amigo Dilmar! Onde moro não faz muito frio, mas mesmo assim da para curtir uns caldos e uma feijoada. Muita paz!

    ResponderEliminar
  2. Amiga Denise, obrigado pela visita. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas um final de semana abençoado.

    ResponderEliminar
  3. Amiga Denise, obrigado pela visita. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas um final de semana abençoado.

    ResponderEliminar
  4. Aqui já chegou amigo, realmente está bastante frio, mas pensei que ele viesse daí, acho que me enganei, abraços Luconi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Luconi, aqui já estava frio antes do inverno chegar. Mas ainda vai ficar mais frio. O inverno aqui no sul é bem intenso.
      Obrigado pela visita. Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  5. Bom dia

    Nós aqui é o Verão, mas está incerto... esta madrugada choveu...
    Gostei de ler.

    Bom fim de semana
    Beijo

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é amiga Cidália, vivemos os opostos climáticos; as estações invertidas. Um abraço daqui do país da Copa. Tenhas um ótimo fim de semana.

      Eliminar
  6. Bem vindo o frio

    Bem sutil o inverno manda recado
    Este frio é amostra grátis apenas,
    Pois na Patagônia está ancorado,
    Aguardando para entrar em cena.

    Com ar de Sibéria, chega um dia
    E nos canos a água vai congelar
    Pretende acabar com toda alegria,
    Daqueles que adoram a luz solar.

    Fique frio meu irmão, o frio vem aí
    Congelaremos até os ossos então
    Frio que não pedimos e não pedi
    Mas que chegará sem compaixão.

    Porém poderemos praticar esqui
    Ou seja, fazer limonada do limão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Jair, o inverno não é tão ruim; ruim mesmo é para as pessoas carentes, mal abrigadas, mal agasalhas; ai sim, o inverno é cruel.
      Um abração. Tenhas um ótimo fim de semana.

      Eliminar
  7. Olá, Dilmar.

    Tudo de bom, para você.
    E os meus desejos de um fim de semana, excelente.
    Que a luz do Sol, aqueça os seus sonhos, e que o Criador, abençoe, os seus desejos, para que eles despertem e se concretizem.
    Desejos meus, de Saúde sempre e Paz.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  8. Boa tarde Dilmar.
    Não gosto muito do inverno, pelas coisas ao qual respondeu ao comentário acima, não é muito agradável de ver aos menos favorecidos desamparados na chuva,por falar nisso sumiram alguns moradores de rua que eu tinha contato, perguntei nos lugares próximos e ninguém sabia do que se tratava, chegando em casa a minha filha sorriu e me disse, mãe é copa assim que acabar eles são novamente entregue a rua, isso é demais,mas infelizmente é uma realidade.
    Mais por outro lado uma temperatura natural, um friozinhos gostoso sempre é agradável.Um ótimo inverno para você.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  9. O seu poema veio montado no cavalo do tempo...Gostei disso, Dilmar.
    Beijo!

    ResponderEliminar
  10. Muito legal seu poema Dilmar e eu...bem...não sou amiga do inverno, então que não seja muito rigoroso rs
    Bom domingo amigo, abraços

    ResponderEliminar
  11. Gostei do teu poema, Dilmar! Pois, seja bem-vindo o inverno, que venha de mansinho, com moderação, trazendo aconchego, paz, familia reunida e com mais calor humano àqueles que mais sofrem com o frio desta estação.
    Um colorido e feliz inverno para todos nós!
    Grande abraço, meu amigo.

    ResponderEliminar
  12. Meu querido poeta Dilmar, preciso demais de tuas pitadas de poesia em minha vida...olha que convite de entrada do inverno, lindo poema...meu caro poeta, obrigado pela deliciosa visita na música dos irmãos Ramil, e eu, vou voltar na primavera, preciso cuidar e estar presente, junto de minha família, aos cuidados de meu pai, que insiste em ficar longe de mim, longe desse nosso suposto mundinho real, aguardo com toda minha fé que ele acorde e venha para mim, se assim Deus desejar.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderEliminar