quarta-feira, 13 de abril de 2016

MAS, BAH!

Eu sou um cara esquecido,
que mal lembra das coisas
que aconteceram ontem.
O que ainda guardo
são pedaços de sonhos
gestados nas madrugadas.
O último foi engraçado,
melhor, surreal, fabuloso,
deixou-me feliz no sono
e desassossegado depois,
inquietando-me até agora.
Então era um país parecido
com o nosso, com gente
parecida conosco, agindo
de forma diferente...
Não havia chave na portas
das casas desse povo
nem trancas nos carros
nem grades nem muros
nem cercas nem tapumes
e não havia presídios
nem polícia nem roubo
nem normas nem lei
porque não havia desordem,
mas como sou esquecido
deslembro o nome do lugar.



11 comentários:

  1. Meu querido amigo Dilmar, gosto de sonhos, os de dormir e os de sonhar acordado, mas o senhor hein ? que sonho surreal, e pensar que falando com pessoas mais velhas (acho estranho falar mais velho, se já estou com 49, enfim), diziam que se podia dormir de janela aberta, não haviam grades, era um pais parecido com o nosso, só que num passado distante...posso até entender tu não lembrares do nome deste país, porque às vezes é melhor nem lembrar. Sempre muito bom estar por aqui.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu bom amigo Jair, tu és um menino, pois tenho 64 e não me vejo velho, e o nosso amigo Jair Lopes tem setentinha e parece um jovem, aliás, seremos jovens se quisermos; seremos velhos se atingirmos os 80 os 90... Concordo contigo, sonhar é bom. Se a realidade está difícil, por que não usar a válvula de escape, de leve?
      Um abração. Tenhas uma boa noite, uma boa sexta-feira e um ótimo fim de semana.

      Eliminar
  2. Amigo Dilmar,eu sonhei e sonho com um país assim, mas que nada, se existe não é aqui, é projeção de "lá", que um dia quando a gente puder "se lembrar" vai fazer acontecer aqui.
    Por em quanto fica assim, surreal para você e para todos nós.
    Abraços bem apertados e obrigada sempre pelo carinho lá no meu espaço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado cara amiga Ivone. Pois, creio que numa reencarnação futura, ainda que distante, encontraremos este país diferente, um bom lugar para existir. Um abração. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Obrigado, amiga Cidália. Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  4. Acróstico

    Oh, meu caro poeta deslembrado
    Sonhastes com país que existiria
    O que intriga é não ser encontrado.
    Nele Thomas Morus pôs fantasia
    Homens felizes fumando baseado
    O seu nome simplesmente Utopia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro amigo poeta Jair, repriso aqui a resposta ao comentário do nosso amigo Jair Machado: se a realidade é feia porque não usar a válvula de escape, de leve?
      Um abração. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  5. Também sou esquecida, mas acho que esse país não deverá ser aqui nas Américas, nem na África, nem na Ásia. E na Europa também não, com a invasão atual. No fundo foi um sonho lindo que você quis dividir com os brasileiros - o paraíso.
    Caso venha a lembrar, gostaria de saber... Acho que me mando!
    Muito bonito! Abraços, amigo.

    ResponderEliminar
  6. Perfeito, cara amiga Tais. Já houve, no passado, em algumas comunidades do planeta lugares pacíficos, tranquilos, lindos, mas pena que tais lugares hoje são raríssimos. Tenho esperança que em futuras reencarnações encontraremos a terra mais mais pacífica, mais civilizada...
    Um abração. Tenhas uma boa noite.

    ResponderEliminar
  7. Bom dia Dilmar.
    Surreal para você e para todos nós, estou perplexa, onde vamos pará. Cada vez mais longe de ser um Pais civilizado, ate a voz do povo não está sendo mais escutada, agora eles resolve entre eles. Querem tirar ladroes, e quem vai assumir ladrão também, parece ate piada. O justo seria uma nova eleição para quem sabe termos um Pais digno de moramos. Enfim uma linda semana. Abraços.

    ResponderEliminar