quarta-feira, 25 de maio de 2016

NÃO QUIS DIZER QUE A VIDA IMITA A ARTE

Diz a tradição judaica
que a divindade mandou
o patriarca ir embora
procurar outro rumo,
sem olhar para trás,
porque aquela cidade
precisava ser destruída
por causa dos impios
que infestavam o pedaço
e o patriarca era o único
habitante justo no lugar.
Se a divindade andasse
nos dias que correm
a vasculhar os políticos
e muita gente boa
de um determinado país
ao sul da América
e quisesse adotar a medida
similar à do sermão,
certamente aqui não ficaria
pedra sobre pedra.

16 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Gostei, como sempre do seu texto!
    Beijinhos e continuação de um bom feriado.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Cidália, obrigado pela visita de além-mar. Um abraço d a qui do sul do Brasil. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  3. Stanislaw Ponte Preta tinha razão:
    "Restaure-se a moralidade ou locupletemos todos"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro amigo poeta Jair, obrigado pela visita. Um abração. Tenhas um ótimo fim de semana.

      Eliminar
  4. Ah, Dilmar, não tenho dúvidas, não ficaria pedra sobre pedra... Sabes quando isso vai endireitar? As raízes da corrupção são profundas, se espalharam por lugares nunca imaginados. Cada dia... um dia diferente, uma corrupção a mais. Cruzes, que país é esse? Basta ver as tais conversas gravadas que chegaremos à conclusão que mudará muitas gerações para a coisa melhorar.
    Abraços, amigo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Tais, realmente é corrupção que não acaba mais. Eu, particularmente, penso que enquanto não mudar o todo, quero dizer, enquanto não mudarmos, de maneira geral e absoluta, a maneira de pensar em relação à coisa pública, a qual deve ser encarada com a maior seriedade do mundo, enquanto não se gastar com absoluta parcimônia cada centavo do dinheiro público e enquanto questões administrativas não forem encaradas todo o zelo necessário todas eleições, todos os movimentos políticos, todos arranjos costurados, ainda que haja um que outro trabalhando honestamente, será uma farsa.
      Um abraço. Tenhas um ótimo fim de semana.

      Eliminar
  5. Dizem que o pau que nasce torto morre torto
    e sempre fica pedras sobre pedras, e tem coisas
    que pode endireitar, mas o ser humano muitas vezes
    não quer o que é uma pena né meu grande Poeta
    Bjuss de bom final de semana
    Rita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Rita, obrigado pelo carinho. Um abraço. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  6. Ah, Dilmar! Não se ficaria apenas pela América do Sul, a ser justa, a divindade teria que correr mundo e pontapear tudo para longe.
    abç amg

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carmem, obrigado pela visita de além-mar. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  7. Será que ela foi embora?
    ou fez ouvidos de mouca,
    esperando a última moda,
    da calça nos joelhos rota!

    A vida não imita a arte,
    nem a arte imita a vida
    mas, da lenha que arde
    fica a cinza lenha ardida!

    Gostei dessa bela poesia,
    isso é que imaginação
    haja saúde, paz e alegria
    e forno para se cozer o pão!

    Boa noite e bom fim de semana,
    amigo Dilmar, um abraço.
    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Eduardo, obrigado pela visita poética de além-mar. Um abraço. Tenhas um ótimo fim de semana.

      Eliminar
  8. Passando para deixar um abraço e desejar uma semana cheia de amor, felicidade e grandes realizações.

    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar
  9. Bom dia Dilmar.
    Certíssimo meu amigo, sem de forma alguma querendo brincar com o nome de Deus, mas se ele resolve-se agir como antes na época da arca de noé. Ele destruiria o mundo. Mas ele se arrependeu e disse que nunca faria isso novamente, assim eu li na bíblia. Não é só o Brasil que está um caus, mas muitas família estão desestruturadas e precisando rever os seus valores. Estava meu amigo ausente do virtual, agora voltando aos poucos. Uma feliz semana. Enorme abraço.

    ResponderEliminar
  10. Boa tarde, Dilmar, seu texto nos narra algo que se aconteceu em um passado muito remoto, mas que nos cabe direitinho nos dias atuais. Tudo está de pernas pro ar, nada sobraria se algo semelhante acontecesse. A tristeza é grande. Há uma troca absurda, pois trocam a coisa pública pelo privado, ou a usam como se fosse seu , particular. Infelizmente, precisaremos rezar muito para que algumas pedras fiquem firmes e possam sustentar o bem que restar. Abraços!

    ResponderEliminar