terça-feira, 31 de maio de 2016

TUDO SE TRANSFORMA

É do conhecimento humano
que tudo se transforma
neste mundo.
Portanto, nada mais natural, porém,
 algumas transformações chocam
quando não acompanhamos
 a gradualidade das mesmas,
sobretudo as mudanças de pele,
o fenecer da beleza física,
a força imponderável da velhice
habitando a casa que outrora
foi morada do viço juvenil
Confuso, pensando nessas coisas
ao ver, outro dia, uma foto atual
da Senhora Brigitte Ane-Marie Bardot
perguntei-me: cadê a encantável BB?

19 comentários:

  1. Acróstico
    BB, ainda sonho com você!

    Tudo que existe, se não morre envelhece
    Um dia o espelho acusa a nossa trajetória
    Deixamos o frescor, e nossa pele fenece
    O que nos diz que é longa nossa história.

    Sabemos, o espelho é sempre imparcial
    Ele não acusa, somente mostra os fatos
    Tempo nos dá o saber, entretanto é fatal
    Resistir nem pensar, ficaremos caricatos.

    A musa dos anos cinquenta: grande BB
    Nem se deu ao trabalho de tentar resistir
    Se deixou levar pela idade não sei porque
    Foi murchando, antecipando o seu devir.

    O charme de Brigitte Bardot me seduziu
    Resistir não havia como àquele mulherão
    Mesmo porque era jovem, saudável e viril
    Adepto a homenageá-la na masturbação.


    ResponderEliminar
  2. Acróstico
    E deus criou a mulher

    Beicinho sensual, curvas voluptuosas
    Rainha inconteste de charme e beleza
    Influenciou nossa geração sem glosas
    Grã representante da mulher francesa.

    Insisto, Bardot era única, era pioneira
    Trouxe ela à tela grande seu nu frontal
    Testículos uriçou, queira ou não queira
    Em cada homem, um fã incondicional.

    Bardot querida, já tua figura jus não faz
    Aquele monumento erótico que tu eras
    Refinada sensualidade que nos apraz.

    Deliciosa fruta proibida de outras eras
    Onde havia certo recato se fosse capaz
    Tu fizeste despertar as nossas feras.

    ResponderEliminar
  3. Caro amigo Jair, tenho dito que para ler um bom poema sobre qualquer tema nada como provocar o amigo, pois na certa teremos o bom poema, como agora, por exemplo, este belo soneto!
    Obrigado. Tenhas uma boa noite.

    ResponderEliminar
  4. Caro amigo Jair, tenho dito que para ler um bom poema sobre qualquer tema nada como provocar o amigo, pois na certa teremos o bom poema, como agora, por exemplo, este belo soneto!
    Obrigado. Tenhas uma boa noite.

    ResponderEliminar
  5. Maravilhoso como sempre, os seus escritos. Gostei de ler!

    Votos de um excelente noite
    Beijo
    Coisas de Uma Vida 172

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Cidália, obrigado pela visita de além-mar. Um abração. Tenhas uma boa tarde.

      Eliminar
  6. Olá, Dilmar.
    Será caso para dizer que tudo se "destransforma" - seria mais adequado a este nosso estado permanente de deixarmos de ser quem éramos: nem os belos escapam.
    abç amg

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Perfeito, cara amiga Carmem, realmente é o caso da destransformação. Obrigado pela visita. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  7. Amigo Dilmar, todos envelhecem, se não morre antes é assim mesmo, mas acho que o bom de tudo é que isso leva muitos anos, nunca é de um dia para o outro, portanto o bom é ter essa conscientização e ser feliz sempre!
    Você teve na mente a imagem linda da BB,hoje vendo-a se assusta, acho que a morte nos assusta muito mais, é isso, velhice nos aproxima "dela", a "morte", tenho um poema sobre a morte, nem sei se já postei, está em um dos meus livros(não publicados), pois é um tema fascinante, sim, viver e morrer faz parte dessa nossa jornada!
    Abraços apertados meu amigo querido!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Ivone, realmente, melhor morrer velho, digamos desencarnar velho. Acho que a morte ainda assusta porque ainda não está bem nítido no nosso subconsciente o arquétipo da reencarnação; sabemos de sua sua existência, mas como ainda há muita rejeição - loucura para os opositores -, mas creio que no futuro, ainda que distante, todos aceitarão a reencarnação com naturalidade e por consequência a morte (passagem) também. Obrigado pela visita. Um abraço. Tenhas, sei que terás, um lindo dia.

      Eliminar
  8. Essa transformação as vezes machuca. Mas temos que tirar o melhor de tudo.
    Tenha um ótimo dia.

    ResponderEliminar
  9. Amiga Inajá, obrigado pela visita. Um abraço. Tenhas um ótimo dia.

    ResponderEliminar
  10. A primeira vez que a vi no estado de desintegração física, senti muita pena daquela beleza de outrora. Sim, a verdade é essa, no decorrer da vida, vamos nos desintegrando fisicamente. E é pegar ou morrer antes. Mas para compensar, o espírito, a beleza interna vai amadurecendo, se transformando.
    O trabalho dela junto aos animais foi espetacular! E é isso que mais gostei nela. Minha admiração passou para outro patamar. A beleza física dura pouco, faz bem apenas aos olhos, essa é a verdade, né?
    Grande abraço, meu amigo.
    Gostei muito.

    ResponderEliminar
  11. Se partirmos da aceitação de que estamos por aqui apenas de passagem, e que esta roupagem é perecível, tudo é muito natural. Há beleza em cada fase desta linda vida, que só visualizamos nos seres amados do nosso cotidiano; estranhamos as pessoas que não partilham da nossa alma.
    Beijo grande meu querido!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Elzinha, realmente deveríamos aceitar com resignação e compreensão esta realidade, pois como bem dizes, estamos aqui de passagem e a roupagem desta existência é apenas o suporte do espirito, mas como ainda somos espíritos não muito evoluídos ainda nos preocupamos bastante com a carcaça. Obrigado pela visita. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma linda tarde.

      Eliminar
  12. Perfeitamente, cara amiga Tais, o trabalho dela na defesa aos animais é digno e é belo. O que também admiro na Briggite é a decisão de abandonar a carreira artística no auge da fama, coisa que pouca gente em situação análoga faria.
    Obrigado por vosso comentário. Tenhas um lindo dia.

    ResponderEliminar
  13. oi amigo Dilmar, a Briggite Bardot ficará para sempre na memória dos seus contemporâneos como uma mulher belíssima. o processo de envelhecimento é natural, e, legal que ela soube transformar-se e aderir à causa dos animais ao invés de ficar lamentando a beleza perdida. bom domingo amigo, mudei o endereço:

    http://espiritosevangelizados.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  14. oi amigo Dilmar, a Briggite Bardot ficará para sempre na memória dos seus contemporâneos como uma mulher belíssima. o processo de envelhecimento é natural, e, legal que ela soube transformar-se e aderir à causa dos animais ao invés de ficar lamentando a beleza perdida. bom domingo amigo, mudei o endereço:

    http://espiritosevangelizados.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  15. Realmente, cara amiga Jeanne, a Briggite é uma mulher de fibra e coragem.
    Obrigado pela visita. Um abraço. Tenhas uma ótima semana.

    ResponderEliminar