segunda-feira, 6 de junho de 2016

POIS ENTÃO

Tenho  dito  tantas vezes:
novamente segunda-feira,
de outra   ótima    semana
o que tem me contemplado
algumas divertidas críticas.
Alguns amigos replicam:
vem depressa sexta-feira
porque segunda lembra
retorno á labuta diária
de uma jornada cheia,
de  uma vida corrida.
Não  tenho     ressentimento
a qualquer dia do calendário,
porque a vida não tira férias
e  no  fundo tudo   depende
do nosso estado de espírito.

16 comentários:

  1. Calendário hebdomadário

    Segunda-feira é um dia de carranca
    Como domingo foi de descontração
    E a terça será hora de botar banca
    Para o trabalho com fome de leão.

    Daí chega quarta, meio da semana
    Apenas mais dois dias de trabalho
    E uma esperança de ócio emana
    Para fim de semana achar atalho.

    Cada dia no seu quadrado então
    São dias especiais sexta e quinta
    Os quais quase fazem conexão
    Com a folga de sábado que pinta.

    Portanto vale manter a animação
    A existência passa logo, consinta.

    ResponderEliminar
  2. Realmente, a existência é curta, há não duvida, caro amigo poeta Jair. Obrigado pela visita poética. Um abraço. Tenhas uma ótima semana.

    ResponderEliminar
  3. Realmente, a existência é curta, há não duvida, caro amigo poeta Jair. Obrigado pela visita poética. Um abraço. Tenhas uma ótima semana.

    ResponderEliminar
  4. Pois então compadre Dilmar,
    porque a vida é tão mais bela
    não se deve por isso melindrar
    nem desprezar a beleza dela!

    Não venho aqui dar lição de moral,
    para isso não tenho habilitação
    pensando no Brasil estou em Portugal
    desejando um mundo sem complicação!

    Tenha um bom dia de segunda-feira, amigo Dilmar, um abraço,
    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro amigo Eduardo, obrigado pela visita poética. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma ótima semana.

      Eliminar
  5. Meu amigo Dilmar, concordo contigo, "...tudo depende do estado de espírito", meu marido e eu trocamos os dias de domingo e feriados para passear no começo ou meio da semana, assim não enfrentamos muito o trânsito, a única coisa chata é que, São Paulo, quando se sai da Capital, indo ao interior, dificilmente se encontra bons restaurantes abertos, não sei porque isso, só em dias festivos há comidas boas e fartas para poder escolher!
    Quando fui ao Sul bem por aí em seu Estado, indo em direção à Gramado, Canela, nossa, quantos bons restaurantes encontramos, comidas boas e de qualidade, amei!
    Amei também ler aqui, é bem assim, as pessoas reclamam da segunda-feira por causa da ressaca do domingo, têm muitos que não podem nem ouvir a musiquinha do "Fantástico",rsrs!
    Abraços apertados!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Ivone, nossas cidades do interior, ligadas ao turismo, são bem servidas no quesito restaurantes. Quanto ao tema segunda-feira, acho que foi estigmatizado porque muita gente classifica o trabalho como castigo. Sabemos que existem alguns tipos de trabalhos mais árduos, mais desgastantes e até estressantes, entretanto, à frente de trabalhos suportáveis, quando gostamos do que fazemos,tais lavores acabam por criar um estado de espírito favorável e satisfatório, de tal modo, que seja segunda, terça, sexta ou qualquer dia, sempre estaremos bem.
      Um abraço. Tenhas, sei que terás, uma linda semana.

      Eliminar
  6. Lembro que apesar de ouvir - desde criança - que enfrentar as segundas-feiras era um sacrifício, eu sempre gostei, pois voltaria a encontrar minhas coleguinhas, teria atividades, haveria mais vida nas segundas. E continuei com o mesmo pensamento. E continuei a não gostar dos 'domingos'. Até hoje não sei a razão por que não vou muito com a cara dos domingos... Como você diz, tudo depende do nosso estado de espírito.
    Grande abraço, amigo Dilmar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Tais, pois é...eis um tema polêmico. Minha esposa também não gosta muito de domingo. Ela prefere o sábado. Eu, particularmente, acho que todos os dias poderão ter seu atrativo ou não, dependendo do nosso estado de espírito.
      Obrigado pela visita. Um abraço. Tenhas um bela tarde.Aliás, hoje fazendo uma bela tarde de inverno, apesar de ainda ser outono.

      Eliminar
  7. Tudo depende do nosso estado de espírito.
    Menos a segunda-feira.

    ResponderEliminar
  8. Boa noite amigo.
    Belo, o seu texto.

    Beijos e uma excelente semana.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Gosto da segunda feira e dos outros dias também
    Estou sempre de bem com a vida e os dias ficam leves
    O dia que menos gosto é o final de domingo porque já está próximo o retorno à labuta
    Um belo poema amigo Dilmar
    Um abração

    ResponderEliminar
  10. Verdade verdadeira, Gilmar.
    Tudo depende do estado de espirito.
    Abraços

    ResponderEliminar
  11. Olá, caro Dilmar.
    Curioso que eu sempre gostei da segunda-feira e nunca fui fã de domingo. E fim de tarde de domingo sempre foi sinónimo de melancolia, com raríssimas excepções.
    Gostava da segunda-feira que me devolvia o trabalho e todo o stress que o envolvesse, as colegas, o corre-corre. Para mim tudo isso era vida em movimento.
    Agora, vendo por outro prisma: não sei se acontece com você, mas comigo, cada vez mais me dou conta que, entre segunda e sexta o intervalo de tempo cada vez parece menor, de tão rápido que passa kkkkkk
    * Em relação ao seu comentário lá no lado do sol: nunca que eu "levaria a mal ser presenteada com Pessoa". Além do mais, você enriqueceu e embelezou a postagem. Obrigada, Dilmar.

    abç amg

    ResponderEliminar
  12. Precisamos aprender a agradecer a cada dia de vida. É uma nova oportunidade de aprendizado, de reconstrução e de plantio para uma vida diferente. Muita paz!

    ResponderEliminar
  13. Belos versos de sua poesia. Aprendendo no dia a dia de uma forma poética contagiante.

    ResponderEliminar