domingo, 11 de junho de 2017

O QUE SERÁ, O QUE SERÁ?

O frio chegou
no sul  do meu país
já nevou em Urupema,
em São José dos Ausentes,
de  repente em Gramado,
Mas no paralelo 30,
por enquanto,
 só uma  aragem
e  faz dez graus
Aqui no paralelo mágico,
 não neva nunca.
Para ver neve os filetes gelados
só  subindo a serra
ou dando  um  pulo em Santa.
Mas  se a gente fizesse campanha
para a neve  nos visitar,
acho que  poderia dar certo,
Não tão  certo quanto a absolvição
da propinada chapa Dilma-Temer,
mas se poderia tentar...
Ah, lembrei de uma música!
Não direi o nome do autor,
por que ele deve estar contente
com o "carimbaço" do STE
"O que  será,  o que serà?
O que não tem juízo.
O que não tem decência nem nunca terá!"...



15 comentários:

  1. Acróstico

    Onde estará aquele meu belo país
    Que foi sonhado desde a mais tenra infância
    Um destes sonhos que todo mundo quis
    Encontrar em alegria e em abundância ?

    Será que erramos na receita e desandou
    Então, agora não tem mais nenhum jeito
    Rolou ladeira abaixo e se desintegrou?
    Ás vezes penso que o fizemos mal feito!
    ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro amigo poeta Jair, obrigado pelo acróstico. Um abração daqui de POA. Tenhas uma ótima semana.

      Eliminar
  2. Pois, como é que será?
    Não se sabe ainda agora
    só no futuro se saberá
    se amanhã houver aurora!

    A aragem o vento a leva,
    deixa ficar a poluição
    como Deus não quisera
    no mundo tanta maldição!

    Mas, o homem não respeita,
    na política, as leis do criador
    cada um bem lá à sua maneira
    ama sem no coração sentir amor!

    O homem. põe a carreta à frente dos bois,
    não pensando nas consequências que virão
    sem tão pouco conseguir reparar depois
    todos os prejuízos que causou à Nação!

    Tenha uma boa tarde de domingo caro amigo poeta Dilmar, um abraço,
    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, meu caro amigo poeta Eduardo. Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas uma ótima semana.

      Eliminar
  3. Muito bem! Mais um maravilhoso poema! Adorei

    Hoje é o aniversário da minha Princesinha. Venha comer uma fatia de bolo

    Beijos e bom Domingo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, cara amiga Cidália pelo carinho de além-mar. Parabéns e felicidades pela data. Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  4. É mesmo, o frio chegou e o inverno nem começou!! Na Serra deve encantar os que gostam de frio. E pelo que sinto e vejo, nosso inverno será rigoroso...
    Quanto à música... Dilmar, não posso ouvir nem falar no autor dessa música e nem nos seus amigos!! Aqueles!
    Que vergonha, quanto descaramento. Gostei muito do Relator Benjamin:
    "Não serei coveiro de provas vivas, poderei ir no velório, mas jamais carregarei o caixão"

    Sensacional. Os ministros Fux e Rosa merecem toda a nossa admiração.
    Abraços, amigo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é cara Tais, quanto descaramento do Ministro Gilmar e outros 3 asseclas, já Benjamin, Fux e Rosa são de boa estirpe e merecem, como tu bem frisas, nossa admiração. Imagino a tristeza de Ulisses Guimarães, Tancredo Neves, ao assistir esta desídia, lá do outro lado, eles que foram paladinos da dignidade, quando passaram por aqui.
      Um abraço. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  5. Boa noite Dilmar.
    O que sera do nosso Brasil se não tiver um fim da corrupção ? Só mesmo se apegando a Deus e esperando um milagre e Dilma, Temer, Lula e todos os corruptos na cadeia. Uma feliz semana. Grande abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Mirtes, do jeito que a coisa anda acho que estes três escaparão ilesos. Um abração daqui do sul. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Pois então, acho que irás gostar.
      Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  7. Pois é, Dilmar, o nosso inverno chegou no outono. Também vi neve, pela TV, em Urubici e em São Joaquim, SC, com o termômetro marcando dois graus negativo, com sensação térmica de dez graus abaixo de zero, tão frio que o apresentado da TV não conseguiu continuar falando.
    Em Brasília é aquela anarquia nos três poderes. O julgamento do STE foi um escárnio. O que será que nos espera?
    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro amigo Pedro, obrigado pela visita. Pois é, ver neve pela tv é mais tranquilo, porque a gente não se congela, porém, falta a emoção proporcionada pelo acompanhemo in loco. Em Brasília, o Sr. Ministro G Menes está a zombar
      de todos nós.
      Um abração. Tenhas um bom dia.

      Eliminar
  8. Amigo Dilmar, bem gostas do frio, eu não tanto, mas acho melhor do que o grande calor que quando pega pra valer tira até a disposição!
    Quanto a política e os políticos,nem dá mais para se comentar, não há palavras para definir isso tudo que estamos vendo!
    Abraços meu amigo, esperemos ,quem sabe, por dias melhores?!

    ResponderEliminar