quinta-feira, 25 de setembro de 2014

NÓS, ELEITORES, ESTAMOS CONFUSOS DIANTE DA PERFEIÇÃO

Conversando outro dia
com amigo de longa data
pensei que ele havia
se inspirado no Poema Reto
de Fernando Pessoa,
entretanto declarou-me
que nunca lera aquele poema
o que, aliás, é uma pena
Até sugiro àqueles
que ainda não o leram,
mas gostam da poesia maior
que o façam, porque vale a pena.

Voltando ao início da arenga,
nosso papo era pouco poético,
pois meu amigo dizia-se indeciso
sobre em quem votar no próximo pleito,
porque todos os candidatos
propagandeavam excelsas virtudes,
em suma todos perfeitos.
Por fim afirmou-me : não é justo,
que eu, ser imperfeito,
conspurque com o meu voto
a imagem das vestais do Olimpo.

19 comentários:

  1. Acho que esse é o dilema de todos nós.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Wanderley, obrigado pela visita. Um abração. Tenhas um ótimo fim de semana.

      Eliminar
  2. Lindo texto

    Como votar é um dever cívico... Votem nos mais pequenos... porque os grandes são tudo farinha do mesmo saco.. Lool

    Um beijinho norte de Portugal..

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é amiga Cidália. O problema é que no Brasil, os pequenos possuem politicamente o mesmo objetivo dos grandes, ou seja, a obtenção de vantagens, quase sempre escusas.
      Obrigado pela visita de além-mar. Tenhas um bom fim de semana.

      Eliminar
  3. Voto é útil!

    De tanto ver a virtude e perfeição
    Desses puros vestais candidatos
    Assola-me a dilacerante indecisão
    De sufragá-los nas urnas de fato.

    Santificados e puríssimos os vejo
    Portadores dos mais altos ideais
    Sinto-me tal um mero percevejo
    Diante de virtuoses tão especiais.

    Tolhido por pensamento avesso
    Dúvida imensa, atroz me inunda
    Para elegê-los paga-se um preço
    O qual torna-se agonia profunda.

    Assim vejo que nãos os mereço
    Melhor é enfiar o voto na bunda.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado amigo poeta Jair, pela excelente réplica poética.
      Tenhas um ótimo fim de semana.

      Eliminar
  4. Meu amigo Dilmar, já postei esse poema de Fernando Pessoa lá no meu espaço, pois é, tantos se dizem tão, mas tão perfeitos, o adversário é que é o "corrupto", quando ouço eles dizem "os políticos corruptos" tenho vontade de rir, nossa, está mesmo de "amargar" tão difícil poder votar sem medo de errar, pois com o que vemos por aí, mais fácil é errar mesmo na escolha dos que nos representarão, ai, nossa!
    Abraços meu amigo, estamos em situação difícil mesmo!

    ResponderEliminar
  5. Pois é, amigo Dilmar, estou assistindo todos os debates e cheguei a uma conclusão: a errada sou eu! Sou a errada porque ainda não me decidi diante de tanta perfeição, de tantas oferendas aos santos e de tanta boa vontade ouvida. Estou errada, preciso me penitenciar tamanho meu pecado de duvidar, de desconfiar de gente contemplada com a maior das intenções: salvar o Brasil!

    Abraços eleitorais!!! rss.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Tais, as falas dos candidatos são coisa para inglês ver. Quando alguém do partido da criatura exposta diante das câmeras, tece um comentário caça-voto, é um rasgar-de-seda pirotécnico descarado. Assisti um debate, assiste às propagandas por uns três dias e desisti... Melhor ler um livro, ir pra cozinha e fazer um prato, um bolo, um doce; qualquer coisa mas real.
      Obrigado pelo comentário. Um abração. Tenhas um ótimo fim de semana.

      Eliminar
  6. Amiga Ivone, lembro-me e gostei de quando tu postaste o poema. Gosto de tudo que vem do Pessoa, inclusive dos textos em prosa, mas coloco no pedestal da obra o Poema Reto e poema a Tabacaria. Acho esses poemas MAGNÍFICOS. Como podes imaginar curto poesia de modo, mas três poetas estão no topo da lista da minha idolatria: Fernando Pessoa, Jorge Luis Borges e Mario Quintana. Minha paixão por Pessoa e Borges se deve pela força expressiva de ambos,já quanto ao Quintana, é mais pessoal, era um poeta gaúcho, vivia na minha cidade, estava muito próximo da gente.
    Um abração. Sei que terás um lindo fim de semana.

    ResponderEliminar
  7. [ o jeito é começar a buscar a despalavra]

    。◕‿◕。

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Margoh, obrigado pela visita. Um abraço. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  8. Que dilema meu querido amigo Dilmar.
    Gosto muito do Fernando Pessoa.
    Desejo um abençoado final de semana
    muita paz no seu viver.
    Beijos sua amiga sempre.
    Evanir.
    Gilmar estou voltando a fazer a mesma postagem de a mais de um ano atrás
    gostaria de saber se tenho seu apoio?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela visita, amiga Evanir. Com certeza tens o meu apoio.
      Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  9. Amigo Dilmar
    Com tantas virtudes e bondades os candidatos passam pra nós pobres mortais a ilusão da perfeição, como seres tão imperfeitos podem fazer uma boa escolha? Ainda se fossem mais humanos???? E vamos conjecturando em cima deste grande dilema
    Beijos com carinho

    ResponderEliminar
  10. Adorei Dilmar, esta ironia muito bem elaborada me fez rir um bocado, teu amigo está certíssimo, abraços Luconi

    ResponderEliminar
  11. Bom dia Dilmar.
    Nunca gostei de politica, mesmo quem entra sem intenção de ser corrupto se contagia., Mas esse ano foto em quem está no governo e não me agradou em nada.
    Um ótimo final de semana.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  12. Dilmar, poesia
    ameniza tudo até mesmo
    nosso assunto do momento.
    Política é parte de nós
    e não adianta negar.
    Mesmo quando nos tratam
    com tanto desrespeito.
    Lindo final de semana.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderEliminar
  13. Eleitores confusos.
    diante da perfeição
    governados por intrusos
    destruidores na nação!

    Aqui eles só pensam nos milhões,
    que depois irão arrecadar
    não querem saber das populações
    só fazem promessas para enganar!

    Os mais incautos se deixam levar,
    pelas falsas promessas do prometedor
    gostei do teu poema amigo Dilmar
    as verdades têm sempre mais valor!

    Bom domingo, um abraço.
    Eduardo.

    ResponderEliminar