terça-feira, 23 de setembro de 2014

VAMOS LÁ, NÃO DÓI, OU DÓI!?!?

Certo, muito certo, eu estava
de que não votaria neste pleito,
entretanto diz aquele velho aforismo:
certeza absoluta é privilégio dos idiotas.

E como ainda não estou idiotizado,
salvo se eu estiver engando.
(haja vista os humanos se enganarem)
Marcharei na direção da urna
como quem lança um semente no solo.

Estava desiludido e descrente
em face do panorama político,
mas na última hora surgiram candidatos
que provavelmente farão a diferença...

As promessas são cristalinas  e alvissareiras,
senão vejamos algumas delas,
isto é, a grade de futuros projetos ambiciosos:
I - não haverão mais secas nas lavouras.
II - acabarão as enchentes nas cidades.
III - não existirão mais invernos rigorosos.
IV - os verões serão refrigerados pela mãe natureza.
V - febres, doenças, moléstias físicas nunca mais.
........................................................................
X- os ladrões e os calhordas abandonarão o ofício;
enredadores, falcatruas e trapaceiros serão aposentados.
..................................................................................
.................................................................................
..............................................................................
L - Deus finalmente vai testemunhar em cartório notarial,
através de firma reconhecida, que é B-R-A-SI-L-E-I-R-O.

Dai, que vos pergunto, como poderei me furtar
de levar meu votinho à urna?


28 comentários:

  1. Boa tarde amigo Dilmar
    Com um projeto tão cristalino alicerçado nos melhores sentimentos de uma alma humana não há meios se burlar as urnas. Esse voto com certeza não doi. Na verdade é o sonho de todo eleitor que participa de um pleito

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Gracita, obrigado pela visita. Um abração. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  2. Boa tarde

    Que vontade de me rir que m deu..... E depois ?? se fosse assim como iamos reclamar???
    Não doeu nada, eheheheheheh

    Beijinhos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Cidália, aqui neste país não dá mais para se levar a sério a politica.
      Um abração. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  3. Dilmar seria cômico se não fosse trágico, mas a situação política do Brasil não é triste.... é lastimável. Por isso já decidi, meu caso de amor esse ano será com a MULTA e não com a urna. Irei à praia curtir a natureza. Bjus doces.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Nádia, realmente a situação é tragicômica. Um abração. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  4. Olha que desta vez seu coração de poeta me fez rir largamente e não doeu nadinha!!! Deus sim, concordo é brasileiro pois só Ele e mais ninguém para nos salvar dos projetos I ao V, o mesmo não posso dizer do projeto X, este meu amigo, não depende Dele, infelizmente... o dinheiro fala mais alto!!! Bjos.

    ResponderEliminar
  5. Amiga Josy, bom, fico feliz que tenhas rido! Também escrevi o poema quase rindo.
    Um abração. Tenhas uma boa noite.

    ResponderEliminar
  6. Gostei da forma poética,
    dessa maneira de malhar no político
    com imaginação escreve o poeta
    sobre o futuro desconhecido.

    Ferreiro malha no ferro,
    o patrão malho no empregado
    da farinha sai o farelo
    o burro continua mal albardado.

    Maus políticos estão em todo o lado
    para governar eles são eleitos
    depois do voto a seu favor confirmado
    só os outros que têm os maiores defeitos
    na boca deles, eles são os bem comportados!

    Desejo para ti amigo Dilmar, uma boa noite, um abraço.
    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Eduardo, obrigado pela visita de além-mar. Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  7. Bom dia Dilmar.
    Meu primeiro sorriso depois de tantos dias, realmente a postagem ficou engraçada e verdadeira. A politica do brasil é decadente.
    Um feliz dia.
    Abraços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mirtes, obrigado pela visita. Um abração. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  8. Me engana que eu gosto!

    Com o fim das secas estamos felizes
    E das enchentes em nossas cidades
    E dos males ignotos, se é como dizes
    Os verões amenos trarão felicidade.

    Com todos os meliantes aposentados
    Com o término de maléficas doenças
    Até a maldade com o fim anunciado
    Fortalecerão nossos deuses e crenças.

    Os candidatos para tudo têm solução
    Pois são exímios mágicos na verdade
    Tudo que for do progresso obstrução
    Eles resolvem com maior boa vontade.

    Eles prometem no calor da discussão
    Anular para sempre a lei da gravidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Jair, nossos são mágicos em se tratando dos interesses pessoais.
      Obrigado pela réplica poética. Um abraço. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  9. Amigos e amigas, revendo o escrito, flagrei-me de um erro primário que cometi ao conjugar o verbo "haver" onde O correto é: NÃO HAVERÁ MAIS SECAS NAS LAVOURAS".
    Obrigado pela atenção de vocês.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Dilmar,
      Todos nós cochilamos de vez em quando, eu percebo meus erros e fico torcendo para que outros não o vejam. Você foi mais corajoso que eu, deu a cara a tapa, parabéns. Eu já tinha observado o teu HAVERÃO, mas coloquei na conta da "licença poética" a que todos têm direito.

      Eliminar
  10. Mais uma excelente poesia com que o amigo nos brinda...
    Desejo que o amigo esteja bem.
    Um abraço
    Irene Alves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Irene, obrigado pela visita de além-mar. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  11. Oiee!
    Pois é não deveria doer....mas é que são tantas caquinhas que vemos....mas bora optar pelo menos pior.
    Td de bom pra ti!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Teresa, obrigado pela visita. Um abração. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  12. Meu amigo querido, amo ler por aqui, tens grande percepção, tanta que não é um pequeno erro de conjugação do verbo que vai tirar a graça do seu poetar!
    Triste mesmo é ver que nossa nação está em tristes "mãos", por mais que eu tenha boa vontade não encontro um meio de achar um candidato em quem eu possa votar, ainda estou pesquisando, não encontro, nossa, como podemos mudar o quadro político tão triste que temos?
    Abraços meu amigo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Ivone, obrigado pela visita e pelo carinho de sempre.Um abração. Sei que terás uma boa noite.

      Eliminar
  13. Olá Dilmar!
    Para que saiba, divulguei a Programação das apresentações do 2º Prosas Poéticas que se iniciará nos próximos dias; dê uma olhada, quem sabe entre as autoras e os autores participantes, não tenha alguém a quem você gostaria de prestigiar.
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo J R, obrigado pela visita. Passarei, sim, lá no teu blog. Um abração. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  14. Ola caro amigo,após ler teu excelente texto resolvi também ir ás urnas.......Grande abraço.SU

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Suzane, obrigado pela visita. Um abração. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  15. A tragédia e a comédia.... nosso DNA. Adorei o texto!

    Beijos meu amigo e um ótimo final de semana!

    ResponderEliminar
  16. Dilmar que delicia estar aqui, já li e comentei o poema primeiro e vim ler este também que é outra obra prima sua que como ninguém ironiza com muita arte, tenho que te aplaudir, abraços Luconi

    ResponderEliminar