sábado, 4 de outubro de 2014

GREVE

Hoje, no fim da tarde
fiquei admirado e apreensivo
porque pelas esquinas que passava
havia policiais de campana.

Inclusive  nos parques
vi  muitos seguranças
reunidos em torno das árvores
como se vigiassem um inimigo imaginário.

A gente que há tanto tempo
não via os operários da lei
a postos em locais estratégicos
ficamos pensado: há loucura no ar.

A noite cai sobre a cidade
e com ela as informações,
que estão deixando a urbe alvoroçada,
dizem que há uma greve geral de eleitores.

Fala-se que as autoridades estão
em estado geral de alerta:
ninguém pode sair da cidade
E a ordem da última hora:
se os eleitores não forem às urnas
os votos serão colhidos à domicílio
ou em qualquer lugar em que eles se encontrem.

Há um grande alarido pelas ruas.
Apesar dos desmentidos o clima é tenso
Políticos, candidatos, intrometidos
vociferam a todo o instante junto à mídia:
se esses calhordas pensam que vão nos enganar,
muito enganados eles estão!

21 comentários:

  1. Bando de urubus!!!!
    Bom domingo querido, bjus

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Nádia, obrigado pela visita. Um abração. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  2. Bom dia Dilmar Gomes

    Haja paciência não é verdade?

    Beijinho e um bom Domingo

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cidália, obrigado pela visita de além-mar. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma linda semana

      Eliminar
  3. E lá vamos nós, enfrentar essa eleição mesmo sem ter vontade...

    ResponderEliminar
  4. Amigo Dilmar, estamos em plena 'Democracia'... nos obrigam a votar!!!!
    Vá entender isso...
    Abraços, agora vou exercer minha Democracia!
    By!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, amiga Tais. Um abração. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  5. Oi Dilmar,
    Uma greve de eleitores seria o ideal!
    Ainda sonho que alguém possa fazer diferente, fazer a diferença!
    Ainda sonho...
    Felicidades para você!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Jossara, quem sabe se um dia no futuro acontece uma greve deste tipo? Obrigado pelo voto. Um abraço. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  7. Urnas vazias

    Podemos sonhar que talvez algum dia
    Que íntima vontade se faça concreta
    A qual pode ser uma longínqua utopia
    Como onirismo de um duvidoso esteta.

    Algo inaudito que um efeito real teria
    E que na democracia pode ser meta
    Transformar o que existe com magia
    Porque nossa consciência não veta.

    Que todos os eleitores em sã sintonia
    De maneira sóbria, austera e discreta
    Deixem a totalidade de urnas vazias
    Nessa tal votação chamada secreta.

    Permanecer em casa que bom seria
    Sonhando mundo melhor como poeta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo poeta Jair, imaginemos que no futuro o voto seja desobrigatório. Obrigado pela réplica poética de alto nível. Um abração. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  8. Boa noite Dilmar! Quem dera fossemos "livres" e não obrigados a votar! Acredito que muitos pensaram nesta "greve"! Gostei da reflexão! Um abraço...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Nyce, quem sabe um dia? Obrigado pela visita. Um abração. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  9. Bom dia Dilmar.
    Felizmente a eleição acabou. Confesso nunca tinha pensado assim, seria muito bom que a população se recusa-se a votar , deveria ser opcional, nunca obrigatório.
    Uma feliz semana.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  10. Não deveria ser, mas...
    Ah, pois não quiseram que eu votasse. A vontade era pouca...
    Então, fui à urna no final da tarde, levei o título, mas esqueci da RG. Faltava 10 minutos para às 17:00 horas, não havia tempo de voltar em casa, aliás, cheguei em casa às dezessete horas, portanto.
    Obrigado pela visita. Um abração. Tenhas uma linda semana.

    ResponderEliminar
  11. Dilmar meu caro amigo, meu voto já foi para as urnas. Felizmente haverá 2ºturno, pois torço para que meu candidato seja eleito. Dos males, o menor. Porem torço mais ainda que haja um dia uma greve permanente de políticos, isso sim seria bom, embora ache que greves eles já fazem, greve de honestidade, principalmente hehe
    Bjos uma excelente semana a ti e sua familia

    ResponderEliminar
  12. Amiga Josy, obrigado pela visita. Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas um bom dia.

    ResponderEliminar
  13. No seu poema não falta nada!
    tem greve e tem policias
    mas que grande essa caldeirada
    tem fartote de notícias
    ao menos não haja cacetada
    nem palavras agressivas
    para que nas pedras da calçada
    não hajam lágrimas dos olhos caídas!
    Por causa dos eleições
    vai haver a 2ª volta com a Dilma
    evitem-se as confusões
    o povo que vote em quem acredita!

    Boa noite amigo Dilmar, um abraço.
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  14. Dilmar, uma perfeição tua poesia.

    Ah, a sensação que tive, foi mesmo que muitos estavam indo a votação sem muito estímulo, inclusive eu... Já não acredito mais em muitas mudanças...

    Muitos abraços a ti

    ResponderEliminar
  15. A greve que gostaríamos de ver no cenário brasileiro jamais acontecerá... da impunidade, do mau caratismo e tantos outros levaria uma noite a enumerar. Precisamos de mudanças mas... será que elas virão? Já passei da fase da fantasia e Papai Noel só nas histórias infantis meu amigo.
    Vim agradecer as lindas palavras com as quais referendou meu poema no blog do Viviani.. Obrigada
    Beijos com carinho

    ResponderEliminar