sexta-feira, 3 de março de 2017

DE POETA E LOUCO

Dizem que de poeta e louco
todos temos um tanto
Não sei se somos todos malucos,
 mas que temos doideiras,
disso não tenho dúvidas.
Hábitos, manias, cacoetes
que a gente vê no semelhante,
entretanto, dos nossos  próprios,
ah, disso não falamos,
até porque, via de regra,
em nós mesmos,
raramente os percebemos
Por que no fundo, no fundo
nos vemos quase perfeitos.

12 comentários:

  1. Gostei muito! Com muitas verdades :-)

    Beijinhos bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga poetisa Cidália. Obrigado pelo carinho. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  2. Há loucura?

    Obsessivo, esse teu jeito mostra loucura
    Uma loucura extrema, loucura de pedra
    Onde, parece, um visco da tragédia medra,
    Sim, és louco, messiânico de estatura.

    Desses teus olhos medonhos, medo supura
    Contudo, te sentes como preso numa ilha
    Portanto julgas que o mundo é tua família
    Enfermidade está mui longe de uma cura.

    Porque se te vês perdido, quase sem rumo
    Vives olhando ao lado em busca de uma seta
    Onde terás uma certa noção de prumo.

    Mostrado entre meros dois pontos duma reta:
    “E, nessa dúvida, nunca mais me consumo,
    Eu não sou maluco, sou apenas um poeta!"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro amigo poeta Jair, obrigado pelo acróstico. Um abração. Tenha uma ótima semana.

      Eliminar
  3. Ainda não somos perfeitos,
    porque nos falta o quase
    com nada estamos satisfeito
    nem de manhã nem à tarde!

    Ser louco não é parvoíce,
    ter pouco não é ser pobre
    quem tem muito e passa fome
    isso é que será aselhice?

    Tenha uma boa tarde caro amigo poeta Dilmar, um abraço,
    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro poeta amigo Eduardo, obrigado pela visita poética. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma excelente semana.

      Eliminar
  4. Amigo Dilmar, de poeta não acredito que todos têm um pouco; mas de louco...todos nós temos um tanto! rss Olhe só esse mundo... De vez em quando aparece alguém com umas 'nesgas' de que é Deus!
    Muito bom, e verdadeiro.
    Um abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, cara amiga Tais, algumas criaturas se puxam a saem a dizer e cometer sandices, entretanto, esses indivíduos julgam-se equilibradíssimos.
      Obrigado pela visita. Um abração. Tenhas uma ótima semana.

      Eliminar
  5. Amigo do Sul
    teus textos me encantam
    me fazem refletir, ou observar.
    Somos poetas e loucos rsrsrs
    Talvez porque a poesia anda nos detalhes.
    No brilho do sol, na chuva que cai com um barulhinho tão bom. No menino de boné que corre atrás de uma bola, na senhora que olha o tempo e lembra dos tempos de criança.
    No primeiro e único amor. Vês quanta poesia?
    Loucos? Claro!
    Algumas vezes a nossa "loucura" se expõe e vira criança, arruaça, carne viva, e outras coisinhas. Mas uma coisa é certa "cada um com sua mania" rsrsrs. A minha é escrever.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito bom cara amiga Fernanda, nossa loucura, muitas vezes, evita que, de fato, percamos o juízo. Obrigado pela visita. Um abração. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  6. Sempre li(n)do!
    ... Somos tão cheios de mania que realmente a mania de grandeza nos cega!...

    Beijos =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela visita Nadine. Um abraço daqui do sul. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar