segunda-feira, 6 de março de 2017

PONHAM O LEÃO NA JAULA!

Lembram daquela música do Roberto:
Um leão está solto nas ruas?
Tempinho bom, né bixo!
Pois é! Bons tempos
ou a gente era bobo!
Sei que naquele tempo,
a boca do leão era pequena.
O reizinho de Itapemirim exagerava,
naquela época o bicho era mais seletivo,
não tinha tanta voracidade por tributos.


7 comentários:

  1. Pois, isso era naquele tempo,
    mas, o tempo no tempo evoluiu
    como hoje havia descontentamento
    só não sabe disso quem não viu!

    Sempre foi o Leão,
    o Rei da anhara
    não é mentira não
    havia gente que trabalhava
    e para comer não tinha pão!

    Como dantes hoje continua,
    uns com fome outros com a barriga cheia
    assim como são as fase da lua
    quarto minguante, lua nova e lua cheia!

    Safe-se quem puder,
    mas, cuidado com a fera
    cada um faz o que bem quer
    sem tirar os pés da terra!

    Tenha uma boa tarde caro amigo poeta Dilmar, um abraço,
    Eduardo.

    ResponderEliminar

  2. amados, amantes, amáveis...


    'Tempinho bom, né bixo!'


    beijo

    ResponderEliminar
  3. Quadrinha ao rei da mordida

    Lá vem o bicho feroz
    O qual só nos deixa putos
    Morde no bolso de nós
    Porque vive de tributos

    ResponderEliminar
  4. Poema pequenino e disse tudo! E pra que alongar-se?
    É bom deixar um espaço para o choro...
    Deixei resposta, Dilmar.
    Abraços!

    ResponderEliminar
  5. Amigo Dilmar, olha que o Leão está mesmo voraz, vai comer até chegar perto da indigestão!!!
    Abraços apertados!

    ResponderEliminar