sexta-feira, 8 de outubro de 2010

OS JOGOS SÃO PROIBIDOS

Outro dia sai de casa
e andei procurando,
pela cidade inteira,
um joguinho para brincar.

Porém, este velho não sabia
que agora, os jogos estão
na clandestinidade.

O jogo do carteado é  proibido
o jogo do osso, vetado
o jogo do bingo dá cadeia
e o jogo do bicho... bem, o jogo do bicho...

Até me confidenciaram
que  no próximo governo,
virá uma cruzada moralizante
proibindo jogos infantis
tais como: jogo da amarelinha,
jogo da bola de gude, o bobinho, brincadeira de roda...
pois segundo os sábios gestores da ideia
"é de pequenino que se torce o pepino"

À noite daquele dia,
cansado de bater pernas,
chegando em casa,
liguei a tv  para esquecer minhas dores reumáticas,
mas, de repente, incrédulo, assisti a uma chamada, mais ou menos assim:
"O Governo convida a população, de modo geral,
a apostar nos jogos das casas lotéricas.
Os jogos sociais da Caixa Federal estão ao alcance de qualquer bolsa:
a mega-sena, a sena, a dupla-sena, a quina, a trina, a trena,
o jogo do sério, o jogo do sono, o jogo da cabra-cega,
os bilhetes completos, os bilhetes amassados, as raspadinhas, as cartelas no escuro...
E você aí, parado na frente da tv, tá esperando o quê, que não vai correndo
fazer sua fézinha?"

4 comentários:

  1. Excelente, Dilmar!
    Excelente!
    Vivemos mergulhados num mar de hipocrisia!
    É isso, meu amigo...
    Grande abraço!!!

    ResponderEliminar
  2. Estimado amigo Dilmar, me encanta leer tus escritos, que son muy realistas de muchas cosas que pasan en la vida.

    RECIBE UN GRAN ABRAZO Y MI ADMIRACION.

    ResponderEliminar
  3. Amigo,

    Inversão de valores.Quem fica sem espaço lúdico, de vida, somos nós.
    Bom ter escritores que se dedicam a criticar a hipocrisia como você. Desabafamos juntos via identificação.

    Bom final de domingo para você!

    ResponderEliminar
  4. Muito prazer, Dilmar.

    Vim conhecer o seu espaço e gostei da sua poesia. Sobre o jogo, ele anda mais arraigado do que nunca, inclusive nas redes sociais para adultos e crianças. Hipocrisia. Nunca apostei à dinheiro, mas concordo com o que disse e boas linhas.

    Um abraço e ficaria muito honrada com uma visita sua no meu cantinho.

    Um abraço,

    ResponderEliminar