A minha Lista de blogues

terça-feira, 28 de abril de 2015

ANTONIO ABUJAMRA

Poetar para mim significa dizer alguma coisa;
desvencilhar-se de algo em determinado momento,
usando emoção, outras vezes razão, de repente, nem tanto,
ainda que, muitas vezes, após a grafagem na página branca
venha-me a sensação de gari varrendo o quintal da casa,
entretanto, hoje, tenho a sensação boa, de alma leve
mesmo falando de um tema triste que a morte
- sina de quem nasce, já disse o poeta -,
mas, enfim, falo (com emoção) do passamento
do Grande e peculiar  ANTONIO ABUJAMRA,
Artista com A maísculo, ícone a ser lembrado
pelo talento e pelo Ser. Em meio a seara  de mediocridades
este grande cara faz parte do seleto  grupo de "ARTISTAS BRASILEIROS",
distante a quilometros do denominador comum.
Acho que sempre vou lembrar da irônica e intrigante pergunta
que o velho "ABU" fazia aos intrevistados em seu Programa
"Provocações", editado no Canal Cultura:
Queres riqueza ou uma boa morte?
Parece que o mestre ABU teve uma boa morte!





24 comentários:

  1. Uma boa morte será sempre melhor, pois a morte leva á eternidade, isto por aqui é só u8ma passagem, assim penso. bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Luna, obrigado pela visita. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  2. OI DILMAR!
    UMA BELA HOMENAGEM AO ARTISTA E AO PROFISSIONAL, QUE DEIXA SAUDADES.
    MUITO BOA TUA CRÔNICA.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Zilani, obrigado pela visita. Um abraço. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  3. Brilhante texto!

    Beijinhos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Cidália, obrigado pela visita de além-mar. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  4. Arte geralmente não tem definição
    Ninguém é artista mas todos o são
    Tem gente medíocre na artimanha
    Ou que na tal arte sua vida ganha.

    No entanto acolá vem um campeão
    Indiscutível aquela sua provocação
    O Antonio Abujamra tinha a manha
    Artista completo que nada estranha.

    Bem, agora essa tal morte o alcança
    Ungida sua alma ao infinito se lança
    Já que conquistou aquilo com talento
    Assim descontraído se lança ao vento

    Mas ele impõe o ritmo a essa dança
    Rindo porquanto tem seu argumento
    Artista assim mesmo morto avança.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro amigo poeta Jair, obrigado pela réplica-poética. Um abraço. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  5. Abujamra teve uma boníssima morte amigo Dilmar!
    Assim como você, só posso dizer que ele viveu e quem viveu pode ter esse prazer de morrer com tanta dignidade, minha mãe morreu em casa e com uma rapidez que nem sentiu, acredito que com ele aconteceu o mesmo, nossa, como a palavra tem poder!!!
    Pois é, com a pergunta " Queres riqueza ou uma boa morte" ele já havia escolhido que a boa morte é a melhor coisa que existe para quem já chegou ao seu tempo por aqui!
    Abraços amigo querido, bela homenagem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida amiga Ivone, obrigado pelo comentário criterioso. Um abração. Tenhas uma linda noite.

      Eliminar
  6. Meu querido amigoe poeta Dilmar, que notícia triste, sempre gostei do Abumjara, assim como sua prole, era meu programa de tv favorito o Provocações apresentado brilhantemente por ele....ele sempre tirava uma foto no final do programa com o convidado e brincava dizendo que sairia no jornal, assim que um deles morressem. Vai em paz Antonio Abujamra, vai com Deus. Desde que perdi meu pai, me conform com Deus de levar seres tão especiais e bons e deixar os medíocres aqui neste planeta, mas Deus precisa desses seres para ajudá-lo lá em cima a cuidar de nós.Lamento muito a morte de ste maravilhoso artista.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro amigo Jair Machado, obrigado pelo comentário, que complementa meu post. Um abração. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  7. Um ícone da Filosofia e do Teatro feneceu,que trite!

    Bom te receber em campos meus ,poeta querido

    hugs

    Re e Ri

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caros amigos Ricardo e Regina, obrigado pela visita. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenham uma boa noite.

      Eliminar
  8. Um ícone da Filosofia e do Teatro feneceu,que trite!

    Bom te receber em campos meus ,poeta querido

    hugs

    Re e Ri

    ResponderEliminar
  9. Além de ser uma bela homenagem a Antonio Abumjara também demonstra um sentimento de uma perda irreparável, isso é peculiar de haver afinidade e apreço.
    Sabemos que fará muita falta ao meio que se colocava.
    Agradecemos pelo compartilhamento e pela presença em nosso blog.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luiz, obrigado pela visita. Um abraço. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  10. Linda e tocante homenagem numa crônica perfeita! abraço, ania..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, Ania. Um abraço. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  11. Temos perdido grandes homens, aqueles cuja trajetória de vida será para sempre aplaudida. Todos deixam vazios que, dificilmente, serão preenchidos. Abraço.

    ResponderEliminar
  12. Uma belíssima homenagem cada um deixa seu perfume de saudades
    , grandes feitos também nos deixaram.
    Obrigada meu amigo por estar presente no meu blog
    esta complicado por aqui , mas sou guerreira.
    Um feliz final de semana abraços. Evanir.

    ResponderEliminar
  13. Abujamra que sempre quis saber o que é a vida, morreu dormindo sem sentir a morte.
    Teve o descanso dos justos!
    Agora ele também é memória. Deixou um espaço que jamais será preenchido.
    Abraços!

    ResponderEliminar
  14. Bom dia, Dilmar.
    A noção de riqueza é subjetiva, a "boa morte" será um facto concreto - preferível e a melhor escolha de Antonio Abujamra, homem sábio que soube percorrer a vida com a dignidade de raros.

    abço amg

    ResponderEliminar
  15. Amigo Dilmar, o que lembro constantemente de seu programa de entrevistas é a derradeira pergunta: O QUE É A VIDA PRA VOCÊ? E aquele olhar intrigante esperando a resposta num tom de expectativa... E quando não satisfeito, repetia.
    Abraços, boa semana!

    ResponderEliminar