quinta-feira, 23 de abril de 2015

O LIVRO, ESTA RELÍQUIA

Agora, pela manhã, passando pelo blog
Haicais Limeriques & Algo Mais,
do meu caro amigo poeta Jair Lopes
(menestrel, lapidador da palavra),
 tive a memória refrescada  pelo excelente
e inteligente post dedicado a Sua Majestade
O" Livro",  amigo inseparável dos amantes
da leitura , do saber  e das curiosidades impressas.

Então, veio-me à mente meus primeiros contatos
com esta fonte inesgotável de  prazer e informação
armazenada na folhas impressas do templo do saber
Retrocedi à época da minha remota infância;
ao cinco ou seis  anos, quando ficava sentado,
boquiaberto, ao lado de meu pai, pedindo silêncio
e lendo as alterações produzidas no rosto do Seu Antônio
à medida que ele ia virando aquelas páginas mágicas...

Estou lembrando de algumas frases
de autores e famosos sobre livros
e no intuito de repartir minha emoção,
as deixo aqui, mas não desejo abusar
da tolerância de vocês, meus amigos:

Cícero: Um casa sem livros é como um corpo sem alma.
Andrew Lang: Um casa com livros é um jardim cheio de flores.
Antonio Cabral Filho: Os livros são meus amigos, sempre abertos para mim
Castro Alves: Oh! bendito o que semeia Livros... livros à mão cheia.
Bill Gates: Meus filhos terão computadores, mas antes terão livros





8 comentários:

  1. Estimado amigo poeta Dilmar Gomes!!

    Iniciar o dia lendo sobre livros é algo maravilhoso.
    Comecei a gostar deles na minha adolescência com minha professora de português, (até hoje sou fraca na matéria srrsr)
    Não tive a felicidade de encontrar em casa esse estímulo, meus pais eram semianalfabetos e não tiveram essa felicidade , viajar, aprender, se encantar com um livro em suas mãos. Hoje agradeço a Deus e minha saudosa professora por esse presente sem igual, agora até escrevo alguns poemas e versos, você já conhece alguns...em suas visitas ao meu blog. Foi muito bom te ler...deixo o meu carinho e o meu abraço. beijos e tenha um dia feliz! veraportella

    ResponderEliminar
  2. Amiga Verinha, obrigado pela visita e obrigado pelas palavras amigas!
    Um abração. Tenhas uma linda tarde.

    ResponderEliminar
  3. Já deixei claro muitas vezes que gosto de livros e sou leitor apaixonado. Hoje quero, mais uma vez, fazer apologia da leitura e também lembrar que o livro é uma fórmula mágica de aprendizado, é um pacote compacto de saberes que alguém compilou e publicou. Fernando Sabino contava que ele e alguns amigos escritores, em uma reunião literária, fizeram as seguintes perguntas: O que vale a pena ser lido? Que livros devemos ler e quais não? Pois é, segundo ele, depois de muita discussão chegaram à conclusão que todos os livros devem ser lidos.
    Concordo plenamente com eles, livros bons ou ruins o mais das vezes são como gostar ou não gostar de certas comidas, por exemplo. Há quem goste de comer gafanhotos no oriente, há quem deteste peixe ou não goste de jaca como eu. Então como determinar o que é bom e o que é ruim? Não existe fórmula para gosto por comida nem definição de quando um livro é bom ou ruim, todos merecem ser lidos, uns em algum momento de nossas vidas, outros em outro momento. Livros que achávamos ótimos quando éramos crianças, hoje podem parecer verdadeiros xaropes. Livros que alguns gostam outros acham maçantes, enfadonhos, chatos, e por aí vai.
    Então como ficamos? Ficamos lendo, pois é a maneira mais fácil de aprender e é extremamente gratificante. Hoje é dia do livro, então leiamos!

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde
    Hoje é dia do livro! ... Gostei do ler o seu texto.

    Beijinhos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Que linda postagem, como sempre, tens um belo poema que nos dá acréscimos ao conhecimento, como você, eu também cresci lendo livros, mesmo porque no meu tempo, ou nosso tempo, era um dos prazeres que sem tantas outras coisas além de sair e conhecer lugares, só podíamos ler para espairecer e o melhor, aprender a pensar, falar, escrever, pois é meu amigo, os livros também foram meus melhores companheiros, assim como com você!
    Amei a sua homenagem por aqui, e viva o Dia do Livro!
    Abraços meu amigo, sempre um prazer vir aqui e te ler!

    ResponderEliminar
  6. Oi Dilmar!
    Belas lembranças! Como "uma coisa puxa a outra", também lembrei meus primeiros contatos com livros. Em casa não havia livros, tomava emprestado de um colega de escola gibis do Walt Disney, me encantava! Me encanto ainda hoje!
    Livro é bom a qualquer momento!
    Beijo carinhoso!

    ResponderEliminar
  7. Boa tarde Dilmar

    As recordações que ficam na nossa mente da nossa juventude podem ser más ou boas. Esquecendo as más é sempre motivador lembrarmos coisas que nos fizeram a felicidade do coração. Não é por acaso que existe o ditado popular: " Recordar é Viver"
    .
    Desejo um bonito e feliz fim-de-semana.
    Estou por aqui:
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/



    ResponderEliminar
  8. Esse livro uma relíquia,
    o que mais, ainda, representa
    outras coisas boas nesta vida
    o bom satisfaz não apoquenta.

    Um conto de memórias guardadas,
    enchem as págínas desse livro
    milhares de palavras datilografadas
    por um poeta seu amigo!

    Tenha uma boa noite e um bom fim de semana,
    amigo Dilmar, um abraço,
    Eduardo.

    ResponderEliminar