quarta-feira, 30 de novembro de 2016

VAI CHAPE!

Vai Chape!
Era um mantra
de uma nação verde.
Vai Chape!
Era o sonho de um povo.
Vai Chape!
Era a força de uma egrégora.
Vai Chape!
Era um conto de fadas moderno.
Vai Chape!
Era o arco-íris de uma comunidade feliz
Vai Chape!
É o grito desesperado diante do incomensurável
Vai Chape!
É a homenagem do mundo a uma cidade enlutada
Vai Chape!
É a  memoria da tragédia registrada nos livros de Akasha
Vai Chape!
É o grito que ficará trancado por muito  tempo
Vai Chape!
É a lágrima presa nos  olhos do Brasil.
Vai Chape!
È a dor que será atenuada pelo tempo
Vai Chape!
É o mantra da saudade eterna.
Vai Chape!
Vai Chape!
Vai Chape!

18 comentários:

  1. Dilmar,
    Como também tive a ideia de homenagear a Chape, deixo abaixo o despretensioso acróstico:

    Luto

    Àquele sonho quase concretizado:
    Chapecó, se projetando no mundo
    Há tristeza de povo mesmerizado
    Ah! terrível sofrimento profundo.

    Parou uma escalada de campeões
    Em que aquele bom futebol serrano
    Conquistou, não obstante alguns senões
    O quase mais alto cume do ano.

    E o destino parece, assim desejava
    Não é que, não se sustentou o avião
    Sem meios na tempestade brava
    Estatelou-se em pedaços no chão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado por compartilhar-me vosso acróstico, meu caro amigo, poeta, Jair. Um abração. Tenhas um boa dia.

      Eliminar
  2. É mesmo difícil isso, o luto!
    Mas como tudo passa e ficará só as lindas lembranças de cada um deles nas almas de seus familiares e de todos os brasileiros que estão agora sofrendo junto, isso é a verdadeira solidariedade!
    Abraços amigo querido Dilmar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Ivone, obrigado por vossa visita. É, a solidariedade não retira a tragédia, mas ajuda um pouquinho a amenizar a dor.
      Um abração. Tenhas, sei que terás, uma tarde de paz.

      Eliminar
  3. O destino é quem manda. Paz eterna a quem antes de concretizar os seus sonhos, no desastre de avião morreu. Aos familiares e amigos que por eles lágrimas de saudade choram, endereço os meus sentidos pêsames. Boa tarde amigo Dilmar, um abraço,
    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro amigo Eduardo, o destino é inexorável. Obrigado pela visita. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas um bom dia.

      Eliminar
  4. Quanto mais vejo os noticiosos mais me sensibilizo!
    Escutando o minuto de silêncio nos campos, ouvido que cada clube emprestará um jogador para refazer o Chape, que não descerá de posição por 3 anos... essa solidariedade comove. Mostra o lado bom dos ser humano após vermos tantas coisas negativas... é uma trégua.
    Abraços, amigo Dilmar, bela homenagem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Tais, viste a solidariedade do povo Colombiano para com as vítimas brasileiras? Impressionante! Hoje, quinta-feira, ainda estou com o coração apertado. É muita tristeza. Acho que o brasileiro, de modo geral, ainda está abatido.
      Um abração. Tenhas um dia de paz.

      Eliminar
  5. Vai Chape! E a Chape ia.
    Ia buscar sua glória
    Porém em vez da vitória
    Que era sonho e alegria

    Ela encontrou nesse dia
    Uma mudança da história
    E como na luta inglória
    Todo o sonho morreria

    Dando-nos o luto e o pranto,
    Mas nos deixou, entretanto,
    Exemplos de retidão

    Como se comporta um santo
    A levar a cada canto
    Do mundo a sua paixão.

    Grande abraço. Laerte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Laerte, obrigado pela visita criativa. Pois é, Chapecó, santa Catarina, o Brasil, o mundo estão de luto. Só o tempo, remédio de todos os males, vai atenuar a tragédia.
      Um abraço. Tenhas um dia de paz.

      Eliminar
  6. Muito pouco ou menos nada podemos fazer diante dessa dor coletiva nessa imensurável tragédia
    Aos familiares as nossas orações para que encontrem o conforto espiritual neste momento de grande dor
    Um abraço amigo Dilmar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Tais, obrigado pela visita. Nestes momentos lembramos da nossa pequenez diante do inexorável. O ser humano é impotente diante da tragédia.
      Um abração. Tenhas um dia de paz.

      Eliminar
  7. Estamos todos unidos neste momento de luto. A dor é extensível a todos nós...Não há palavras que possam confortar os familiares desta gente de luta que perdeu a vida. Muita força para esse povo Brasileiro. Paz a todas as almas.

    Beijo :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Cidália, obrigado pela solidariedade. Realmente, o momento é difícil e desesperador para as famílias enlutadas.
      Um abração. Tenhas um dia de paz.

      Eliminar
  8. Fiz um comentário, amigo Dilmar, no blog do Laerte (Silo), que, como tu, fez um poema para homenagear esse time mágico. Neste comentário digo mais ou menos o que disse ao Laerte, sobre a merecida homenagem para todos os familiares de todas as pessoas que morreram nesse acidente, fruto da irresponsabilidade e da ganância do piloto, dono de uma companhia de aviação (com um só avião), que para economizar combustível não aterrissou no aeroporto da capital para o indispensável reabastecimento (são muitas vidências sobre isso). Não apenas os chapecoenses estão tristes e chocados, mas também grande parte dos brasileiros sentem essa triste perda; e não poderia ser diferente para os gaúchos, vizinhos de Chapecó, que cultua a música gaúcha e torcem para o Grêmio ou para o Inter, depois do Chape, claro. Parabéns pelo poema. Grande abraço. Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois querido Pedro, acho que devido à proximidade geográfica com Santa Catarina e pela amizade e pela amizade existente entre o povo destes estados,a gente fica mais comovido que quando ocorrem tragédias em outros lugares mais distantes. Houve uma época da minha vida em que viajei bastante, a trabalho, em Santa, e ficava impressionado com o acolhimento dos catarinenses. Naquele tempo, o Felipão treinava o Grêmio, e muitos, muitos mesmos, vibravam com o sucesso do Grêmio e ficavam felizes com a troca de ideias com um gaúcho. Conheço vários gaúchos que elegeram seu 2º time, conforme tu dizes, A Chape. A coisa mexe tanto com a gente que até a final da Copa do Brasil esfriou, já não é a mesma coisa.
      Um abraço. Meu pensamento ainda está meio desordenado, portanto, com alguma dificuldade com a escrita.

      Eliminar
  9. Bela a tua homenagem.Tudo muito triste. Abraços querido Gilmar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelo carinho. Realmente, tudo muito triste. Muita paz.

      Eliminar