sábado, 17 de janeiro de 2015

PRECISAMOS EVOLUIR

Se porventura um extra terráqueo
proveniente de outro mundo
relativamente mais adiantado
houvesse descido aqui no planeta
lá pelos anos sessenta ou setenta,
observado a gente  en passant
e hoje de regresso para uma espiada;
 lhe fosse pedido um relatório,
certamente apontaria no laudo
o diagnóstico de um sistema contraditório:
um acentuado avanço tecnológico
em contraste com a miséria espiritual.

17 comentários:

  1. Gostei rsrsr eu acho que eles estão por perto
    eu acredito neles.......mas poetar dessa forma é
    bem natural

    Bjuss e bom final de semana

    └──●► *Rita!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rita, obrigado pela visita. Um abração. Tenhas um lindo domingo.

      Eliminar
  2. Acróstico

    Porque somos homens assim falíveis
    Razoável aguardar muitas fraquezas
    Então perfeição e pureza impossíveis
    Continuamos com nossas asperezas.

    Imperfeito e muito pior o mundo fica
    Sabemos que em volta tudo deteriora
    Apenas toda violência não se explica
    Mais tempo passa bem mais se chora.

    Outra vida de melhor qualidade seria
    Se nos tratássemos com humanidade
    Em todo este planetinha com poesia
    Viveríamos em busca da tal felicidade.

    Obstinados continuamos nesse desvio
    Longe de qualquer ideal convivência
    Uma verdade comportamento doentio
    Inclusive de integridade temos carência
    Resulta daí que a vida está por um fio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo poeta Jair, obrigado pela réplica acróstica. Sim, somos falíveis, entretanto, sabedores que somos das nossas fraquezas bem que poderíamos exercitar a arte da melhoria, ou seja, lapidarmo-nos através do esforço individual. Realmente, a coisa tem piorado. A violência já não tem mais limites. Parece que o homem não quer melhorar-se.
      Um abraço. Tenhas um bom domingo.

      Eliminar
  3. Pois..
    Gostei de ler

    Bom Domingo
    Beijos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Cidália, obrigado pela visita de além-mar. Um abraço daqui de Porto Alegre, sul do Brasil. Tenhas um lindo domingo.

      Eliminar
  4. Olá, dilmar, bom dia.

    Que o teu dia de domingo, seja agradável.
    Que o Criador, nos brinde, com: Saúde. Paz e Alegria.
    E que a família, continue, a ser, o - esteio - dos nossos dias.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que assim seja, amigo José. Obrigado pela visita. Um abração. Tenhas um excelente domingo.

      Eliminar
  5. Oi, Dilmar!
    Concordo! Estamos empobrecendo moralmente.
    Distraídos da essência do bem viver!
    Felicidades para você!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jossara, obrigado pela visita. Um abraço. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  6. Coitados, que decepção! Certamente ficariam meio grilados: de um lado houve evolução, do outro involução. Mas não precisa ser um extra terráqueo, nós daqui também não entendemos muito a "cosa" (rs) que aconteceu! Será que tem jeito? Haverá uma evolução espiritual? Tomara.
    Abraços, amigo Dilmar! Sempre com ótimos temas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida amiga Tais, necessário que haja uma depuração. Imagino que haverá essa depuração, mas não sei quando virá; talvez demore um milênio, 500 anos, sei lá...
      Um abração. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  7. Boa noite Dilmar.
    Estava um pouco ausente do virtual, hoje vim matar a saudade, com certeza eles ficariam assustados com o tamanho da violência que existe, cada vez pior, faltando que as pessoas evoluem espiritualmente.
    Uma feliz semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Importante, amiga Mirtes que veio. Um abraço. Tenhas uma ótima semana.

      Eliminar
  8. Respostas
    1. Uma verdade contundente e não apreciada.
      Obrigado pela visita. Volte sempre que desejar. Este espaço pertence a vocês.

      Eliminar
  9. Ai!
    a realidade doeu!!!!
    gosto da idéia de "ver quem é de fora".... e concordo com suas palavras.

    ResponderEliminar