terça-feira, 11 de agosto de 2015

SÍNDROME

A busca incessante do conforto;
marca registrada do bem-estar,
 necessidade psíquica introjetada
na mente do indivíduo moderno,
doutrinado na cartilha do comodismo
e na preservação do menor esforço
condicionou o homem atual,
a aspirar,  por tabela ,vantagens,
benesses,  fruição, deleite...,
através da velha tese simplista,
de que veio aqui para ser servido.

16 comentários:

  1. Amigo querido obrigada pelo gentil comentário em poesia e que linda! Emocionei, como sempre com a tua atenção. Adoro ter este contato e visitar o teu blog, sensivel e atento, atualizado e presente na vida tua e da gente. Parabéns, obrigada! grande abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Eva, que bom que ficaste feliz.
      Obrigado pela visita. Um abraço.
      Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  2. Lei de Gérson

    Brasileiro é campeão da legalidade
    Mas farinha pouca meu pirão primeiro
    Esse quase sinônimo de brasilidade
    Tornou-se lei imposta no país inteiro.

    Se há direitos, então quero os meus
    E dos deveres impostos me esqueço
    Por você nunca brigo, você não é eu
    Mas da legalidade abrigo eu mereço.

    Porque assim funciona esse Patropi
    Que para alguns é uma maravilha
    Para aqui eu vim e nunca mais saí

    Pois aqui ninguém reza pela cartilha.
    Se então existe injustiça eu nunca vi
    Porquanto me tornei parte da matilha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro amigo poeta Jair, obrigado pelo soneto de alto nível. Um abraço. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  3. Amigo Dilmar, conforto é bom, mas nem sempre nos sentimos muito bem em estarmos sempre de forma confortável né mesmo?
    Acho que a Vida é busca, é experiência, é trabalho, e trabalhar é muito bom, servir é sempre muito mais agradável do que ser servido, eu acho, adoro poder ser útil e quando eu me vejo em situação "sem ação' precisando de ajuda me sinto bem mal e não é orgulho isso, é que quem gosta de estar sempre fazendo algo não se ajeita sem ação!
    Amei ler aqui e entendi o sentido que quis dar ao belo "recado"!
    Abraços e tenhas uma linda noite!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Perfeitamente, querida amiga Ivone, a vida é busca, movimento, ação, oportunidade de trabalho e de doação. Sem ação não há evolução, mas estagnação.
      Um abração. Tenhas, sei que terás, uma boa noite.

      Eliminar
  4. Boa noite
    Vir aqui lê-lo é uma aprendizagem...Gostei do texto.

    beijinhos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida amiga Cidália, obrigado por vossa bondade para comigo. Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  5. Terá sido por causa do comodismo!
    De que uns encheram o tacho e a gamela
    outros ficaram sem nada para o petisco
    a sentir o vento, passar pela janela?
    é mesmo caso para dizer, só visto!

    Tenha uma boa boa noite amigo Dilmar, um abraço.
    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querido amigo Eduardo, obrigado pela visita poética. Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  6. Excelente mensagem reflexiva, Dilmar...Parabéns, pelo tema, muito bem escolhido e pela linda construção poética! um abraço, ania..

    ResponderEliminar
  7. Amiga Ania, obrigado por vosso carinho para com meus versos. Uma boa noite. Tenhas sonhos azuis.

    ResponderEliminar
  8. Sonhos azuis só devem ser lindos mesmo, que eu os tenha sempre, assim como, os te desejo também! Sobre a cor azul, também é minha preferida (claro que vc já sabia, visto que visita meu blog...rsrs)...ah...sou gremista e sou do aqui dos pampas gauchos, onde o céu é mais azul...rsrs...um ótimo dia prá vc, Dilmar (com este céu de anil, lindo, lindo!! abraços, ania..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Dilmar, te respondendo: sou de Porto Alegre, mas atualmente estou em Torres...abraço!

      Eliminar
  9. Obrigada, Dilmar...uma linda noite( as noites do nosso pago são sempre lindas) prá vc também! abraço...

    ResponderEliminar
  10. Bom dia Dilmar.
    Um belo texto, conheço de perto pessoas acomodadas e também tenho um parente que acha que todos tem obrigação de servi-la, quando dizemos não posso apaga que fizemos para ela. Acho que deve ser assim trabalhar, descansar, ajudar e deixar tempo para se divertir, dessa forma contribuímos para a nossa felicidade e para a felicidade dos outros. Um lindo dia meu amigo. Abraços.

    ResponderEliminar