domingo, 30 de agosto de 2015

MORADA DA POESIA

Existem tantos blogs interessantes
na vastidão amiga da blogsfera
que dificulta ao visitante afoito
 destacar um, na seara diversa
de informação, lazer e excelência,
excetuando-se um provável melindre
aos blogueiros não decantados
em uma elegia ocasional, ligeira.
Perdoem-me meus camaradas de estrada,
mas o destaque de hoje vai para o simpático
blog "Puxe a cadeira e sente":
sala de visitas da decoração,
da nossa amiga Eva.
Entretanto, é mais que decoração,
há o espírito poético intrínseco
reinante naquele espaço.
Aos amigos e amigas que ainda não tiveram
a sorte de conhecê-lo, sugiro que visitem
e também percebam que a poesia mora lá.







8 comentários:

  1. Um belo blog, Dilmar, tenho uma pasta com os blogs de 'decoração', excelentes, e o da Eva é fantástico, conheço há anos, sou sua seguidora e já usei muitas dicas de lá! Também recomendo! Ótima e dedicada blogueira.
    Grande abraço, amigo! Boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Tais, obrigado pela visita. Um abração. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  2. Bom dia
    Muito bom texto,. Parabéns..Mas como vou entrar? Que pena, mas vou tentar descobrir.

    Excelente semana
    Beijo

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Cidália, obrigado pela visita. Eis o endereço do blog da amiga Eva:
      evasabbado.blogspot.com.br. Simples assim. Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  3. Soneto-acróstico
    Ao talento

    Mas, por acaso onde mora essa tal poesia?
    Ou ela se dissemina no internético espaço?
    Reside esconsa, maneirosa na web todavia
    Apenas onde os poetas lhe dão um abraço.

    Deixe-a liberta e ela quase que por telepatia
    Achará lugar onde o talento não é escasso
    Derramará ali seus versos com justa alegria
    Aonde buscar alguma inspiração então faço.

    Puxe a cadeira e sente, esta é sua morada
    O que se lê aqui é talento explícito de sobra
    E aos grandes vates não fica devendo nada

    Sim, naquele espaço, Eva na poesia é cobra
    Imersa na criação e pela poética apaixonada
    Aprova quem toma conhecimento de sua obra.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro poeta amigo Jair, obrigado pela visita poética. Um abração. Tenhas uma ótima semana.

      Eliminar
  4. concordo.

    a Eva é de uma elegância impar.

    beijo

    ResponderEliminar
  5. Amiga Margoh, obrigado pela visita. Um abraço. Tenhas uma linda semana.

    ResponderEliminar