quinta-feira, 31 de março de 2016

ABRIL

É outra vez abril.
Eu novamente
me encanto
com a musicalidade
desta pequena palavra
A-B-R-I-L.

O charme de abril
está no teu nome
delicado e poético
A-B-R-I-L

Teu nome rima
com céu,
com azul,
com mel,
com anil,
A-B-R-I-L

Abril,
há quem diga
que tu rimas,
mas disso
não tem certeza,
com Brasil.

11 comentários:

  1. Pois este não é um trabalho sutil
    Parece que até agora tudo se viu
    E hoje adentramos o mês de abril
    Na politicagem tudo a mais de mil
    Cagando para solo da mãe gentil
    E pra esse povão escroto e servil
    Que é tão boboca, triste e imbecil
    Lembro que o político, esse incivil
    Quer que tu vás prá puta que pariu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De acordo, meu caro amigo poeta Jair, os políticos desta terra nunca estiveram preocupados conosco. A preocupação desta casta é pessoal. Obrigado pela visita poética. Um abraço. Tenhas um bom dia.

      Eliminar
  2. Maravilhoso, como sempre.

    Beijos, bom fim de semana.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Cidália, obrigado pelo carinho. Um abraço. Tenhas um lindo fim de semana.

      Eliminar
  3. Uma bela palavra meu caro amigo e poeta Dilmar, gosto dessa palavra 'abril', gosto deste tempo que abril proporciona, gosto de outono. É o mês do fim de meu inferno astral, é o mês de meu aniversário...mas estou de pleno acordo com nosso amigo Jair Lopes.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderEliminar
  4. Pois é caro amigo Jair Machado, além da musicalidade da palavra, realmente, nesta época as temperaturas ficam mais amenas, mais civilizadas. Obrigado pela visita. Um abraço. Tenhas um ótimo fim de semana.

    ResponderEliminar
  5. Não, amigo Dilmar, teus versos são muito bonitos para rimar com Brasil! Melhor nem pensar na rima... Melhor é pensar no céu, nas nuvens, no mar... coisas bem longe. Epa! no mar não, lembra o Petrolão.

    Abraços!

    ResponderEliminar
  6. Abril já chegou,
    o frio não foi embora
    a primavera resfriou
    olha-me esta agora!

    Ando p'raqui engalinhado,
    nesta primavera chocha
    sem acção para descascar dente d'alho
    para temperar a açorda!

    Hoje foi dia de sol e de frio,
    se calhar amanhã é dia de chuva
    até parece que andam ao desafio
    a correr para uma aventura!...

    Boa noite e bom fim de semana, amigo Dilmar, um abraço.
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  8. Abril...doce como você, meu querido amigo poeta!
    Como é bom estar aqui de volta podendo apreciar teus escritos.
    Beijo grande!
    (O comentário acima removido foi eu que, pensando estar conectada escrevi e depois constatei que a conta era a do meu filho, que não tinha se desconctado rsrssss..)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Elzinha, obrigado pela visita. Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar