sexta-feira, 19 de novembro de 2010

RIO OU CHORO?

Passei a minha juventude
ouvindo hinos patrióticos;
músicas encomendadas pelo governo
com o fito de gerar no ouvinte
aplausos para o "status quo"
daquele momento.

Depois o sistema ruiu,
vieram outros tempos,
a fila andou
e o avanço em diversas áreas
nas últimas décadas
são feitos incontestáveis.

Os fatos estão ai;
a propaganda oficial
nos lembra a toda a hora:
o governo tem quase cem por cento
de aprovação popular
e o povo readquiriu
a alegria verde-amarela.

Eu que já fui cético
em relação ao nosso progresso,
hoje dou mão à palmatória.

Agora, há pouco saiu
o relatório do IDH -
Índice de Desenvolvimento Humano-
Eu fiquei deslumbrado com o nosso avanço.
Pasmem, senhoras e senhores,
ficamos no 76º lugar no cômputo geral
e na America Latina ficamos atrás apenas
da Argentina, Uruguai, Chile, Peru, Barbados,
Panamá, Bahamas, Trinindad e Tobato...
Olha gente, não estou rindo
porque o assunto é sério...
Dá vontade de bater no peito
e gritar para o mundo ouvir:
Tenho orgulho de ser brasileiro!

6 comentários:

  1. Boa, Dilmar!
    Muito boa!
    Você sabe, realmente, dar a pitada certíssima de ironia.
    É isso aí, meu amigo:
    Brasil, sil, sil, sil, sil, sil...
    É mais do que importante vir aqui!
    Enorme abraço, meu grande amigo!

    ResponderEliminar
  2. Excelñentes letras y manifiesto con orgullo de tu pais..... ¡Encantada de leerte amigo Dilmar!.

    Un abrazo para ti y mi admiracion.

    ResponderEliminar
  3. Aqui tem muito mais que somente uma pitada de poesia, tem uma pitada de opinião, informação, especulação, indgnação, romance! No final, um tempero e tanto!

    B-Jos. amigo...

    ResponderEliminar
  4. Amiga Zélia, muito obrigado pela visita constante ao meu blog e pelas palavras de estímulo.
    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  5. Amiga Roser, muito obrigado por sua visita permanente ao meu blog.
    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  6. Amiga Priscilla, por suas visitas ao meu blog e pelos comentários estimulantes.
    Um grande abraço

    ResponderEliminar