quarta-feira, 11 de novembro de 2015

AÇÃO

À medida que envelheço vou ficando chato
porque o mundo me parece fora dos eixos.
Antigamente quando ouvia os reclamos
das pessoas inseridas na faixa etária
na qual me encontro, pensava comigo:
quando ficar maduro, serei diferente!
Foi engano. Estou igual àquela gente
que eu criticava por excesso de zelo.
Pior de tudo que é tempo perdido,
porque não mudaremos o mundo
com palavras, teorias, pensamentos
dissociados de atitude, de ação.

11 comentários:

  1. Acróstico


    Espelho que aqui está não mente
    Nele certo velho ranzinza eu vejo
    Vendo tal figura meu cérebro sente
    Envelheço, vou perdendo traquejo.

    Lá na mocidade, velho eu criticava
    Hoje percebo, igual a ele me tornei
    Então, com certeza, errado estava
    Confesso que não sabia, agora sei.

    Então coloco chapéu da humildade
    Não sou eu o retrato de Dorian Grey
    Da adolescência não sinto saudade
    Ontem moço, agora um velho serei.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querido amigo poeta Jair, obrigado pela réplica acróstica de alto nível. Um abraço. Tenhas um bom dia.

      Eliminar
  2. Gostei do que li, por isso respondo sim!
    "À medida que envelheço vou ficando chato",
    Agora pergunto eu, quem foi que o mandou ficar assim
    das nuvens a água caída na terra é que corre no regato
    enquanto as flores perfumadas estão no jardim!

    Tenha amigo Dilmar, uma boa tarde, um abraço,
    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Prezado amigo Eduardo, obrigado pela visita de além-mar. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa noite.

      Eliminar
  3. Amigo Dilmar, rsrs, meu marido às vezes é chato,rsrs, eu rio dele e digo aqui, não sou chata, não mudei muito, só quando olho no espelho que percebo, se não nem notaria,rsrsrs!
    Abraços meu amigo, deixe a vida te levar, de vez em quando é bom!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida amiga Ivone, minha chatice é mais teórica, reflexiva, íntima. Mesmo que discorde de muita coisa, ao mesmo tempo compreendo que tudo é produto do livre arbítrio.
      Um abração. Tenhas, sei que terás, um lindo dia.

      Eliminar
    2. Ainda bem meu amigo, tenhas também, e "sei que terás", um lindo dia!

      Eliminar
  4. Boa noite
    Achei graça,
    " À medida que envelheço vou ficando chato" ... olhe eu então qualquer dia ninguém me atura, nem eu mesma. :-))

    Mas gostei do texto, como sempre.

    Beijo de boa noite

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Querida amiga Cidália, obrigado pela visita de além-mar. Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas um lindo dia.

    ResponderEliminar
  6. rss, na verdade, amigo Dilmar, a gente sempre tem as chatices da própria idade: muitas vezes fomos crianças chatinhas, cri-cri; adolescentes aborrecentes; adultos intrometidos e pais que ainda pensam que os filhos são crianças! Em suma: não paramos nunca, de vez em quando exercitarmos a chatice! rss Noto que muitas vezes sou chata com meus filhos que têm suas vidas de adultos.. Aí me policio, a bem da verdade...Mas também sei ficar chatérrima quando alguém se mete na minha vida!
    Grande abraço.

    ResponderEliminar
  7. Querida amiga Taís, conheci um senhor que já partiu desta, que filosofava sobre o tema: "Aquele que não for chato, pelo menos um dia no ano, é porque já morreu"
    Obrigado pela visita. Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

    ResponderEliminar