segunda-feira, 16 de novembro de 2015

O INQUILINO

Quando as almas pioneiras
desceram neste mundo,
o planeta pensou consigo:
agora tenho companhia.
Partilharei minhas reservas
com o irmão bem-vindo.
Será o fim da solidão
de milhares de séculos
Certamente seremos felizes
dentro das nossas possibilidades.
Mas a terra logo ficou apreensiva
ao perceber a voracidade do inquilino,
devorando uns aos outros.
Pior que era apenas o começo,
porque depois o parasita
alojou-se nas entranhas do hospedeiro
e foi destruindo o pelo, a pele,
a carne e as artérias do anfitrião.

10 comentários:

  1. Acróstico

    Há consenso, alguém sobra na Terra
    O nosso planeta em equilíbrio perfeito
    Mas veio o Homo esse feitor de guerra
    O mundo, portanto, jamais tomou jeito.

    Iníquo, o Homo parece não enxergar
    Não percebe ser o intruso indesejado
    Quando surge deixa ordem naufragar
    Um vírus maldito é esse excomungado.

    Invadiu todos ambientes dos animais
    Louvando-se em nome do progresso
    Inquilino que não vê por aí seus iguais
    Nada mais importa, somente o sucesso

    O planeta está a seu serviço, ele pensa
    Mesmo sabendo-se apenas um inquilino
    Arrogante, não encontra quem o vença
    Logo traçará desta Terra, triste destino.

    Deixe que um dia ele pagará essa conta
    Inclusive, pagar dobrado o Homo deverá
    Todo dia no oriente o velho sol desponta
    Olhando: do jeito que está, saída não há.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro amigo poeta Jair, obrigado pela réplica acróstica em alto nível. Um abraço. Tenhas uma ótima semana.

      Eliminar
  2. Gostei do seu texto.
    Obrigada pelo seu carinho

    Beijos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Cidália, obrigado pela visita de além-mar. Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas uma linda semana.

      Eliminar
  3. Concordo plenamente, não há pior inquilino, não há!
    Amei ler amigo Dilmar!
    Abraços apertados!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida amiga Ivone, obrigado pela visita. Um abração. Tenhas, sei que terás, um lindo dia.

      Eliminar
  4. Realmente não há pior inquilino, pior inimigo do planeta do que o homem. Ainda não mostrou todo o seu potencial. Se eu fosse a Terra, gostaria de ficar com a flora e a fauna, nada mais!
    Pobre do Planetinha... Dias mais amargos ainda virão!
    Grande abraço, amigo Dilmar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Tais, obrigado pela visita. Um abraço. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar
  5. OI DILMAR!
    SE REALMENTE NOS DÉSSEMOS CONTA DE QUE NÃO PASSAMOS DE HOSPEDEIROS NA NATUREZA, TALVEZ A RESPEITÁSSEMOS MAIS E SABERÍAMOS QUE O ANFITRIÃO PODE UM DIA SE DAR CONTA DE ESTAR SENDO ABUSADO E EXPULSAR O INVASOR.
    MUITO BOM TEU TEXTO.
    ABRÇS
    -
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Zilani, obrigado pela visita comentada. Um abração. Tenhas uma ótima semana.

      Eliminar