quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

MAIA OU REALIDADE

Dizem os "sábios"
que o mundo é maia
ou falsa realidade,
entretanto aprendemos
 a vê-lo o mundo assim
e quem vive no engano
ao se deparar com a verdade
pode perder a noção de onde está.
Entretanto, tudo pode ser realidade,
para qual ainda não temos visão
porque nosso olhar apressado
não consegue perceber
o mecanismo que rege
o princípio das coisas.



10 comentários:

  1. Vazio total

    Ah, essa ânsia de agarrar nadas
    Como deixam as mãos cansadas
    Porque essa imensidão de vazios
    São autênticos fluxos corredios.

    Há um querer inocente e secreto
    Há certo apego ao evento concreto
    Que sentir com os dedos nos faça
    Assim colocar as mãos na massa.

    Porém a efemeridade gera ilusão
    Que aquilo que nos cerca existe
    Que, se quisermos, estará à mão.

    Contudo, a realidade não assiste
    Porquanto verdade é outro senão
    Que a tudo que queremos resiste.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro amigo poeta Jair, obrigado por belo soneto. Um abraço. Tenhas um bom dia.

      Eliminar
  2. É sempre um gosto lê-lo!
    Adorei

    Beijos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Cidália, obrigado pelo carinho. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas um bom dia.

      Eliminar
  3. Meu querido amigo, eu de volta, como amo mitologia acho bom entrar por essa linda fantasia, maia ou realidade, como podemos saber?
    Até com coisas que nos acontece e que nos surpreende, mas não podemos comprovar, fica tudo no mundo "maia" eu amo olhar com olhos não apressados, assim quem sabe eu possa mudar e minha realidade, pois essa é mesmo muito difícil, encarar a realidade de frente requer força, muita força espiritual!
    Abraços bem apetados com votos de feliz ano novo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Ivone, obrigado pela visita. Muito bom tê-la de volta. Um abração daqui do sul. Tenhas, sei que terás, um lindo ano.

      Eliminar
  4. Olhar a vida com calma e ter tempo para indagar o porquê de certas coisas, precisa-se de alguns anos de estrada...Quando jovens, não temos essa visão, tudo é muito apressado, pensamos que curtimos , mas não, tudo engano. Depois... aí sim, é a compensação! É como se a vida quisesse se redimir em só tirar os anos, a juventude, mas resolve nos dar algo mais...
    Abraços, Dilmar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara amiga Tais, obrigado pelo comentário. Pois é, quando jovens, somos imediatistas e impacientes, não nos damos a oportunidade da reflexão; somente com o avançar dos anos que esta veia começa a aflorar. Um abração. Tenhas um bom dia.

      Eliminar
  5. Boa noite Dilmar.
    Uma postagem bem reflexiva. As vezes a realidade é tão cruel que figimos até inconcetemente da realidade. Mas devemos encarar tudo com otimismo e não nos deixar a deriva. Olhando a vida com o olhar de gratidão e fé em um futuro melhor. Felizes dias. Enorme abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara, brava, guerreira amiga Mirtes, tu és mestra na arte de viver, pois as dificuldades que surgem no teu caminho não te retiram a fé e o amor que sente pelos teus e pelos amigos.
      Coloquei aqui um trechinho de uma música do Milton, da qual gosto muito - Maria, Maria -, acho que tu a conhece, pois apesar de ser bem antiga, às vezes, ela aparece em algum lugar.

      Mas é preciso ter manha
      É preciso ter graça
      É preciso ter sonho sempre
      Quem traz na pele essa marca
      Possui a estranha mania
      De ter fé na vida

      Um abração. Tenhas um lindo dia.

      Eliminar